N/T:

Personas, confiram nas "notas finais" a programacao de posts do mes de Marco :)

. . .


Uma fanfic Naruto

Classificação etária: T

Romance/Angst/ Universo Ninja/ Sem spoilers/18 cpts

Shipper: SasuSaku

Disclamer: Naruto não é meu.

Dedicatória: Para Mokoninha

Autora: January Eclipses

Tradutora: Kahli Hime.

Sinopse: Uma lei antiga de Konoha permite que membros de clãs importantes comprem pessoas que não pertecem a clã algum. Infelizmente, Sakura recusava-se a acreditar nisso até que sua mentora realmente confirmou que, sim, agora ela pertencia a Uchiha Sasuke.


Anteriormente...

A kunoichi suspirou. - Então, como sugere que eu vá dizer ao Sasuke sobre ir à boate?

- Eu não sei, droga, mas você precisa! Deveria saber como se faz essas coisas né. Afinal de contas, você é médica, certo?

Sakura suspirou assim que a porta da frente abriu-se. - Ele está de volta. - disse rapidamente. - Eu vou falar com ele e vejo se consigo alguma coisa.


Com uma despedida rápida, a moça desligou o telefone e olhou para a sala, onde o rapaz tinha acabado de entrar.

- Sasuke? - Ela se aproximou dele. - Um ... como foi o seu dia? - Ele só estava vestido com uniforme Jounin, por isso provavelmente não tinha sido tão estressante assim.

- Horrivel. - O portador do Sharingan a fitou, seus onix menos escuros que normalmente eram. Nublados, quase.

- Por quê? - perguntou.

- Acho que estou doente. Malditos países estrangeiros. - fungou levemente antes de continuar. - Não respiro direito, nem sinto mais o cheiro das coisas, nem o gosto. É horrivel.


Droga! Dope-o se for preciso!

Funciona ainda melhor se ele estiver gripado.


Sorriu para si mesma. - Eu tenho a coisa certa pra isso! Espere um minuto!

E correu para a cozinha.

E... bem, como era aquela receita mesmo?

.

A loira pôs o telefone no ouvido. - Oi?

- Hey, Ino. - Sakura murmurou numa voz baixinha. - Olha só, eu vou poder ir contigo hoje.

- Sério?

- Sim, deixa eu buscar umas coisas no meu apartamento e te encontro no seu mais tarde.

Ino sorriu animada.

. . .

.

.


Para Mokoninha

Capítulo VI

I've Got No Strings

Sem amarras


As luzes era tao brilhantes que quase a cegaram e o barulho tao intenso que quase a deixou surda. Elas sequer haviam entrado e olha so o que ja havia acontecido.

Ino e Sakura esperavam em uma fila na porta de entrada da boate. Traziam a identidade consigo, para se certificar de que ninguém implicaria dizendo algo sobre nao serrem maiores de idade, e puseram a conversar incessantemente sobre garotos. Surpreendentemente, conseguiam se entender sem precisar gritar. Neste momento, Sakura lhe contara como conseguiu dopar Sasuke, e que agora ele devia estar obviamente caído na cama. A única coisa que lamentava nesse instante e que a roupa que estava usando agora era demasiadamente reveladora. E aquilo era evidentemente obra de Ino.

Um top (curtíssimo!) vermelho sangue de alcinhas que mostrava parte da barriga e umbigo e shorts, tao curtos que ficara com recerio de que se se abaixasse para pegar alguma coisa, acabaria mostrando mais pele do que deveria.

Ino, no entanto, parecia muito à vontade em sua roupa. Um top roxo bem escuro e uma mini-saia preta. Como ja era mais acostumada a saltos, a loira exibia elegantes e sensuais altos finos que lhe alongavam as ja imensas pernas. Sakura optou por botas vermelhas de cano longo e saltos nos quais conseguia mover-se.


Quando finalmente chegou à entrada, o hostes lhe deram uma olhadela suspeita antes de deixá-las entrar.

Eclipse era tudo o que uma boate deveria ser.

Música ensurdecedora, bebidas extravagantes, drag queens, luzes de neon. Havia um balcão de granito que circundava as paredes do local e mesas e cadeiras espalhadas ao redor da pista de dança e uma escaria de ferro que conectava o primeiro ao segundo andar. O segundo andar era apenas composto por um terracao.

E um bar daqueles clássicos de cinema.


Decidindo que iriam beber mais tarde, ambas as kunoichi foram para a pista de dança.

A música excitante e alta, perfeita para uma noite descontraída. Era o necessario para Sakura manter Uchiha Sasuke fora de sua mente.

Logo, viu-se separada de Ino, mas continuou dançando de todo modo. O cabelo rosa da kunoichi balancava de um lado para o outro, ganhando olhares de homens solteiros e fazendo namoradas ciumentas bater em seus namorados por desviarem o olhar para a moca. Haruno Sakura iria "se acabar" hoje à noite e não havia pessoa no mundo que pudesse impedi-la.

A música parou e apos uma breve pausa, a próxima começou. O som da guitarra intenso e era como o DJ soubesse exatamente o que ela queria esta noite.

Entao, viu-se caminhar ate uma daquelas gaiolas para dancar o resto da noite.


Dancando de olhos fechados, percebeu alguém aproximar-se de si; era um homem de cabelos escuros, e mesmo sob a luz fosca da boate, notara que se tratava de um homem bastante atraente. Sentindo-se corajosa, acenou, chamando-o para mais perto com o inclinar de um dedo indicador sedutor e uma piscadela. Ele sorriu de canto - na maneira sexy que pensava ser - mas Sakura nao achou aquilo nada impressionante. Comparado com sorriso tao masculino de Sasuke, o desse cara era simples e banal.

Ele dançou tão próximo quanto podia, a gaiola tinha espaço suficiente apenas para duas pessoas.

Mas não ficou por muito tempo, tao logo sentiu-se entediado, partiu.

No entanto, Sakura não teve tempo de se decepcionar. Outras diversas musicas (assim como) diversos outros rapazes( que se atreveram a se juntar a ela) vieram em seguida. Todos eles eram relativamente bastante parecidos também. Ela realmente nao sabia que Konoha tinha caras sexy como esses.

Um deles, porém, deixou uma impressão.

Sakura pensou que ele seria apenas mais um daqueles que viriam para dançar consigo. Ela olhou em volta entediada após a última música terminar, somente para encontrar Ino dançando com alguns outros rapazes na pista. A médica viu O rapaz quando seu pé alcançou o último degrau da escada e pisou na gaiola confiante.

A próxima música começou e as mãos masculinas estavam na cintura feminina em um instante. Ele era bom e sabia disso que era.

- Encontre-me na varanda em quinze minutos, vou te comprar uma bebida. - disse a ela. Sakura sorriu e concordou. Uma bebida parecia uma boa ideia agora.


Cerca de quinze minutos depois, Sakura jazia na varanda, escorada a um murinho gradeado, tendo uma boa visão da montanha dos Kage.

Um minuto se passou e depois três.

Tinha certeza de que a veia em sua testa era visível no momento, e teve que resistir em nao amassar o metal em sua frente. Desistira de sua gaiola somente para isso? Para tomar um toco?

Ela estava quase voltando para dar aquele cara uma boa nocao de seu mau humor, quando sentiu alguém vindo por trás de si sorrateiro.

Veio sorrateiramente tao gracioso que somente uma pessoa no mundo poderia ter chegado assim. E somente o pensamento a fez rir, porque sabia que, nesse momento, tal pessoa estava drogada na cama.


O rapaz de cabelos castanhos tocou-lhe o ombro, como ela sabia que ele o faria, e girou-a para fita-lo.

Pressionou-a contra a grade, inclinou-se sobre ela e beijou-lhe (ou bem, tentou, mas um dedo indicador celere pressionado contra seus labios sinalizou que ele ainda nao tinha permissao de faze-lo).

Ele sorriu e beijou-lhe dedo, trazendo-a para mais perto, puxando-a pela cintura.

Trouxe-lhe um drink que mais parecia parecia uma fantasia que um coquetel.

Ela pegou o copo e o pos de lado como se aquilo fosse criptonita ou algo do tipo. Nunca tinha visto isso antes, mas parecia forte, um misto de rum, vodka, suco de abacaxi e algo chamado madori, sobre o qual nunca tinha ouvido falar.


Conversaram sobre nada em particular até que novas bebidas vieram.

Ela agarrou a sua e tomou em apenas um gole ... ou talvez dois. Aquilo era muito bom. O homem sedutor sugeriu que sentassem em uma das mesas mais isoladas. Suspeito. Este homem definitivamente tinha algo planejado para essa noite e Sakura tinha certeza de que ela estava incluída nisso.

- Alex! Que diabos está fazendo?

O rapaz de cabelos castanhos praticamente saltou, derramando sua bebida no processo. O conteúdo do copo foi parar exatamente sobre a blusa vermelha de Sakura. Oh deus, ela sabia que devia ter optado por preto.

- Ami, serio, não é o que parece!


Ao ouvir o nome de outra, Sakura olhou em volta somente para encontrar uma garota em roupas vulgares e um olhar fulminante direcionado a si.

A kunoichi suspirou, (outra) arqui-inimiga dessas que tinha quando era genin na academia. Ela foi reprovada, porque estava preocupada demais em chamar atenção de Sasuke que qualquer outra coisa. Ami Wantanabe nunca teria sido uma boa kunoichi de qualquer maneira, era medorasa demais.


Nesse momento, tal garota enlaçara o barco do namorado, arrastando-o para si, dizendo algo que soava suspeitosamente como "... não tão bom quanto o Sasuke ... mas tanto faz."

Sua atenção cortou-se do rapaz e pousou sobre a moca de cabelos cor de rosa e Ami estreitou os olhos em confusão por um momento. - Testuda-vadia?

Então ela ainda se lembrava. Droga.

- Então você também foi rejeitada? - riu. - Eu odiava a academia , a maior perda de tempo da minha vida. - Pelo visto ela não sabia que Sakura tinha passado pela academia ha muito tempo, agora era Jounin, diretora do hospital e aprendiz da Hokage. - Você ainda é a mesma vagabunda daqueles tempos também.

O queixo de Sakura caiu. Esta menina era inacreditável.

- Tentando roubar o meu Alex, como tentou roubar meu Sasuke-kun. Não se preocupe, vou cuidar bem do Sasuke-kun por você. - E lambeu os proprios lábios. - Muito bem.


Precisou reunir todo seu auto-controle para não querbrar essa garota em pedaços.

- Ela te machucou, Alex-kun ? - Ami disse de forma doce.

- Ela tentou me convencer a ir pra casa com ela, mas não poderia me machucar nem se tentasse.

- Isso é mentira! - Sakura deixou escapar. - Ele que veio pra cima de mim!

Ami lhe enviou uma carranca horrorosa. - É isso aí. - disse, desembaraçando-se de Alex. - Você e eu. Eu vou chutar o seu traseiro por dizer essas mentiras.

Entao, uma multidão se reuniu em torno delas e comecaram a gritar "luta, luta luta!"

Ami correu em direcao a Sakura, o punho ameacadoramente erguido. Sakura simplesmente desviou quando ela chegou perto demais. Agora, irritada como uma louca, Ami se virou e correu para a kunoichi de cabelos rosados novamente. Sakura estava de costas no momento, então Ami achava que tinha uma vantagem.

E acabou errando feio, é claro.


Mais tarde, Sakura iria culpar o álcool, mas no momento a frustração falou mais alto.

Ela se virou, segurou o pulso da outra menina, dobrado-o atras de suas costas, e prenderam-na contra o chão. Se algum dos espectadores piscou, entao com certeza nao vira a acao. Aconteceu tudo muito rapidamente.

- Nunca, nunca duvide que eu sou uma ninja, sua escoria. - Sakura sussurrou.

Desde que a menina de cabelos castanhos estava atordoada demais para pensar, Haruno caminhou calmamente, mas perigosamente em direcao a Alex.

Ele começou a pedir ajuda das pessoas, seus olhos correndo pelos cantos procurando uma fresta para sua iminente fuga.

Sakura parou bem na frente dele e ele tentou dar-lhe um soco, pensando que ela era apenas uma menininha indefesa. Os homens não deveriam perder para as mulheres, certo?

- A propósito, desculpe o problema no seu rosto, ok. - Ela trouxe um dedo ao rosto dele. Alex baixou a guarda, porque, pelo amor de Deus, o que aquela garota poderia fazer com apenas um dedo?! Ha! Ele colocou as mãos nos bolsos e zombou casualmente.

- Que problema? - E parecia bastante convencido. Sakura odiava isso.

- Este aqui. - Entao, deu-lhe um peteleco no nariz, ouvindo em seguida o som de "algo" se quebrando enquanto o cara voava para o outro lado da varanda.

Sakura lembrou vagamente da vez que Tsunade disse ter feito a mesma coisa com Naruto (sendo que nao quebrou o nariz do menino, e claro).


Alex já estava se contorcendo e gemendo de dor perto do bar e o garçom sussurrou algo como "finalmente".

A ninja médica saiu da varanda, voltando ao interior da boate.

Fizera tal exatamente no momento em que uma sensação de formigamento percorreu-lhe o corpo.

Seus olhos, uma vez brilhando em confiança, agora tornaram-se largos em horror.

Sasuke estava acordando.

Ela correu pela boate em busca de Ino, mas não havia nenhum sinal da loira.


Como poderia ter sido tão estúpida? Tao descuidada.

Sasuke era praticamente imune ao álcool e se por acaso realmente ficasse bêbado, ainda tinha vislumbres de sobriedade.

Pílulas para dormir, provavelmente era isso.

ANBU poderia farejar qualquer droga que pudesse machucá-los ou envenená-los ou, digamos, colocá-los para dormir. Eles eram insuscetíveis a pílulas simples, como a que ela lhe havia dado.


Quando encontrou Ino, viu-a um pouco embriagada, conversando com um cara no bar.

Sakura puxou-a e disse que explicaria tudo no caminho de casa. Ino acenou um "tchau, tchau!" para o cara que ela tinha acabado de "deixar na mao", e seguiu a amiga porta afora.

O segurança parou-lhe e agradeceu-lhe por ter cuidado do idiota la em cima.

Sakura explicou a situação para a loira, enquanto pulavam pelos telhados da Vila tão rápido quanto podiam.

Separaram-se e Sakura bombeou chakra aos pés para maior velocidade.

E correu para o composto Uchiha, derrapando assim que chegara a porta da frente.

E pos-se a correr pela casa.


Apos livrar-se das roupas que usara e lavara o rosto como uma louca, ouviu um barulho vindo das escadas.

Era Sasuke se aproximando.

Seu coração acelerou novamente quando percebeu que estava completamente nua.

Abriu rapidamente a porta da secadora e tirou qualquer roupa que vira pelo caminho, pos no corpo, livrando-se das botas em seguida. No momento seguinte, viu a figura masculina aprecer, encostando-se ao batente da porta, bloqueando a rota de fuga da kunoichi e cruzando os braços sobre o peito.

- O que está fazendo? - perguntou-lhe.

Uma desculpa! Uma desculpa! Uma desculpa!

Sentiu o cheiro vindo da kunoichi. - Isso e álcool?

Uma desculpa! Uma desculpa! Uma desculpa!

Seus olhos estreitaram perigosamente. - Sakura ...

- Ino foi pra esse bar que inaugurou hoje e o garçom ligou e disse que queria ter certeza de que ela chegaria em casa em segurança.

... De onde tinha vindo isso mesmo, hein?

- E o álcool?

- Ela derramou bebida em mim, então eu vim pra casa e troquei de roupa. Ja estava indo dormir.

Oh que otimo, aquilo era uma mentira total.

- Está se sentindo melhor? - Rapidamente mudou de assunto.

- Muito melhor. - E arqueou-lhe uma sobrancelha. - O que você me deu?


O Uchiha não deixou de notar (por um nanosegundo) o vislumbre de pânico nos olhos verdes, mas deixou passar quando a moca levou um dedo à boca e sussurrou. - É segredo. - O que sim, era a verdade.

Sasuke soltou um "tsk". - Vá dormir um pouco, eu preciso ver a Hokage mais tarde e tratar de alguns assuntos.

Sakura piscou, acabando de perceber que ele estava totalmente vestido em seu uniforme ANBU. - Ok.

Ele caminhou em sua direção e tocou-lhe a testa, algo que ela sabia ser um gesto de afeto de seu passado. Ela ficou surpresa ao vê-lo fazer tal, o mesmo gesto que Itachi costumava fazer consigo. - Não faça nada terrível enquanto eu estiver fora, certo? - E se virou.

A voz de Sakura engatou. - O-ok.

Sasuke virou a cabeça e arqueou uma sobrancelha, mas não disse nada.

E simplesmente foi embora.

Sakura soltou um suspiro pesaroso e caminhou até o quarto.

Sentiu uma vibração percorrer-lhe ao pensamento de que realmente tinha conseguido escapar, drogando-o e perturbando o sistema de seu "proprietário".

Ela nao somente tinha flertado com outro cara, como também mentido e saíra dessa sem ser apanhada.

Deitada na cama, apagou a luz e momentos depois, viu-se aconchegar-se no lugar onde seu proprietário havia acabado de desocupar, sentindo o calor intenso que ainda irradiava daquela superficie macia.

. . Continua . .


N/T:

Galerinha, hoje o cpt veio! :))

Bem, digam pra hime: Gostaram?

O que acharam da furia dos punhos de aco da nossa kunoichi favorita, hein?

Oh oh oh, aquele cara bem que mereceu uns sustos e um nariz quebrado, ne *apanhaaa*

Ok, bonitas, nao esqueçam de deixar um comentario bonitao ai pra fic ;D

...

.

Bom, galera, vou deixar pra voces uma lista com as provaveis postagens que se seguem (para os proximos 35 dias)

* Simplicity in complexity (de 3 a 4)

* BTS (de 2 a 4)

* OBHandHH (ate o final)

* The Window (Ahm. O cpt esta muitoooo bom. Nao percam! ;)

* 31 dias em novembro (ate o final)

* Metamorfose (1)

* Twisted Hearts (1)

* WCHB (a confirmar)

* missao impossivel (a confirmar)

* Flow of life (a confirmar)

* feeling you (a confirmar)

* Drabbles diversos.

. . .

Pois entao e isso, flores, todos os shots estao confirmados (exceto os que foram marcados "a confirmar").

Acho que entre os meses de marco e junho - os mais complexos pra todas nos - pretendo trazer essa "lista de programacao provavel" a cada inicio de mes e ir postando-a ao longo do mesmo. Assim vcs tem uma ideia do que sera trazido e em que proporcao, ne ;D

..

.

Bom, meninas, agora vou-me.

Deixo bjitos,

Hime. :)


ps: To respondendo os ultimos reviews (mais os de LC) ate quinta-feira ;D (DOMO ARIGATOU por eles :))