O Bilhete

Sinopse: O bilhete que Bella encontrou em seu armário levantou mais perguntas do que respostas.

Disclaimer: A história pertence a Lady Gwynedd, Twilight e os personagens a Stephenie Meyer, e a mim somente a tradução.


Capítulo 10

Edward e Bella

Embora o atrasado vento de outono proporcionou um frio no ar, o sol estava brilhando, um deleite raro para os habitantes da Península Olímpica. As árvores penduravam poucas folhas por já terem perdido muitas e Forks em Washington estava se preparando para mais um inverno úmido. Isso não era incomum, Forks também não tinha primavera, verões e outono, mas os invernos eram uma espécie de frio úmido e Bella não gostava de frio com coisas molhadas. Ela estremeceu espasmodicamente, piscou e deu de ombros, enquanto ela pensava sobre isso.

Segurando as alças de sua mochila uma vez que pairava sobre seus ombros, Bella lentamente fez seu caminho pela calçada que levava ao estádio de futebol. Quando mais perto ficava, mais lento ia. Talvez ela devesse ter chamado Angela para vir com ela?

Mas não, Angela estava na reunião do Baile com o resto da comissão. Ela esperava que tudo estivesse indo bem para Alice lá com Jasper como ela esperava que iria bem com ela e E. Isso bateu-a apenas depois, Eric Yorkie estaria na reunião do baile também, por isso o eliminou da lista de E. Além disso, ela tinha visto Rosalie e Emmett saindo, a caminho de casa apenas alguns segundos atrás, então ele foi riscado fora da lista, bem mesmo que ela nunca tinha dado a ele muito mais de um pensamento, em primeiro lugar.

E tinha de ser Edward Cullen. Oh, como ela esperava que fosse Edward. Mas o que ela faria se a pessoa que a esperava não fosse dele? Suspirando, ela repreendeu a si mesma. Se não fosse Edward, ela fazia uma cara feliz e 'sairia', se fosse convidada pela pessoa do E. Pelo menos o principal do quebra-cabeças de hoje seria resolvido.

O portão gritou em protesto quando ela empurrou e passou pela bilheteria. O pequeno prédio estava protegendo o seu ponto de vista das arquibancadas e ela sabia que estava a segundos de distância de saber a resposta para o mistério do E. Seus passos desaceleraram reduzindo-se a uma parada. Depois que ela virasse a esquina tudo seria revelado e ela precisava reunir sua coragem primeiro.

"Vamos, Bella. É só para 'sair' Não é uma pedido de casamento ou para fazer tatuagens. Você fez inteiramente um negócio muito grande sobre isso hoje. Apenas vá em frente e acabe com isso."

Determinadamente, ela começou a avançar novamente, mas olhou para o chão na frente dela, não ousando fazer a varredura das arquibancadas. Quando chegou às escadas da arquibancada, ela agarrou o corrimão e subiu os quatro degraus que levavam à plataforma inferior. Só quando ela chegou ao topo, procurou o misterioso E.

E lá, em pé não mais do que a quatro pés em frente a ela, estava Edward Cullen.

"Oi, Bella."

"Você escreveu o bilhete?"

Ele pareceu confuso. "Sim. Você não sabia? Você não disse nada por isso não tinha certeza de que ia vir."

"Eu não sabia. Você assinou E e eu não tinha certeza de que E era."

"Então há uma fila de pessoas com E tentando levá-la para sair?"

"Bem, não, é só que eu nunca esperava que você ia querer sair comigo."

Edward sorriu. "Eu queria a muito tempo, Bella."

"Por que você não me contou?"

Ele se mexeu um pouco e olhou para o campo, e depois voltou para ela. "Você me intimida. Eu estava com medo que você rir."

"Eu intimido você? Você pensou que eu iria rir? Mas por quê?"

"Porque você é tão inteligente e bonita e eu tinha certeza de que você não estava interessada em gastar mais tempo comigo do que já tinha que fazer."

Bella deu um passo ou dois mais perto dele, tão perto que ela podia sentir o calor do seu corpo. "Você ficaria surpreso ao saber que eu me senti da mesma maneira sobre você? Eu pensei que você sempre me via mais como uma irmã irritante, nada mais."

Ele bufou. "A irmã irritante que eu tenho é suficiente para mim. Não, eu sempre pensei em você como alguém que eu gostaria de conhecer melhor." Ele chegou mais perto ainda e estendeu a mão para pegar a mão dela.

Eles estavam juntos no sol brilhante da tarde, sorrindo um para o outro em admiração, sem acreditar muito como funcionava, os dois corações cheios de felicidade, ao mesmo tempo atordoados com as possibilidades.

O olhar de Edward deslizou sobre o cabelo de Bella, seu rosto, seus olhos, em seguida, parou em seus lábios entreabertos. "Eu só quero tentar uma coisa..."

Ele se aproximou, os olhos focados em seus lábios até que eles estavam tão perto, que não poderia vê-los mais. Os olhos de Bella vibraram fechados e de repente seu mundo foi definido apenas por Edward Cullen. Seus braços estavam ao seu redor, seu puro perfume de garoto encheu o seu nariz, seu batimento cardíaco martelava enchendo seus ouvidos, e depois seus lábios estavam suaves sobre os dela e não havia nenhuma palavra mais.

Este era o beijo que ela se lembraria meses mais tarde, enquanto observava o alfinete em seu corpete antes de ir ao Baile que Alice havia planejado com seu Jasper. Ela lembraria quando o viu ir para uma faculdade diferente do dela no outono e seu coração iria quebrar. Ela lembraria quando chegou em casa no Natal e ela ainda podia ver o amor em seus olhos. Ela lembraria quando após sua formatura da faculdade ele ficou de joelhos e pediu a ela para ser sua para sempre. Ela lembraria quando o viu esperando por ela no final do corredor da igreja enquanto se agarrava ao braço de Charlie. Ela lembraria quando o viu segurando seu primeiro filho pela primeira vez. Ela lembraria cada vez que ele dizia ela que a amava e toda vez que ela lhe dizia que o amava de volta.

Ela se lembraria para sempre.

~FIM~


Acabou-se o que era doce, quem comeu arregalou-se!

Chegamos ao final de O Bilhete, uma fic pequena e fofa que eu fiquei muito feliz por ter agradado tanto, vocês são demais sempre!

A próxima fic que vou abrir será uma minha, mas só daqui umas semanas, nada de tradução por enquanto.

Obrigada por todos os comentários

Beijos e nos encontramos nas outras fics

xx