AGENT 00HOT

Sinopse: Edward é um atraente Agente do F.B.I. quem é imediatamente atraído por Bella, a oficial da condicional, que acontece de ser um ímã para situações ridículas.

Disclaimer: A história pertence a maxandmo, Twilight e os personagens a Stephenie Meyer, e a mim somente a tradução.


Capítulo 16 - Tomates Podres
(Traduzido por Lary Reeden)

~Bella~

Assim que eu me recuperei do pesadelo inicial que foi conhecer os pais de Edward, fiquei definitivamente ansiosa para o jogo. Nossos lugares eram incríveis para dizer o mínimo. Eu estava com meu cara favorito, vendo o meu time favorito, com o meu namorado favorito. Eu deveria ter pensado melhor antes de perguntar a mim mesmo se alguma coisa poderia estragar esse momento.

Fodido Newton. Ele sempre esfola meus nervos e sua voz me faz estremecer. Eu não poderia explicar. Suas piadas sobre o agente federal foram toscas, e inconsistentes. Edward me disse que Mike havia tentado entrar para o FBI três vezes, e quando finalmente, foi convidado a fazer o teste, falhou. Agora eu acho que entendi um pouco melhor por que ele estava tão obviamente com inveja do trabalho de Edward. Mas isso não o torna menos irritante.

Tanto quanto ver o Newton fez a minha pressão arterial subir automaticamente, foi bom ver Jess. Ela parecia estar louca por ele, então eu estava feliz por ela. Alice e eu estávamos falando com ela, ignorando o aquecer antes do jogo, e eu não pude deixar de notar a montanha que estava caminhando em direção a ela. Ele era enorme, em uma espécie de Hulk Hogan, tinha cabelo preto cabelo espetado e olhos da cor de chocolate quente. Ela apresentou-o como seu chefe.

Antes que eu pudesse dizer uma única palavra em reconhecimento á apresentação de, Jacob Black, o advogado de braços gigantescos me forçou a desequilibrar. Felizmente, quando eu estava prestes a cair, seus braços agarraram a minha cintura. Eu percebi que ele me salvou de ser atropelada por uma bola fora de área. Isso teria definitivamente colocado um amortecedor sobre o meu dia.

Ele me segurou firmemente e eu podia sentir seu peito duro como pedra, pressionado contra o meu. Ele era muito quente. Digo isso tanto no físico, bem como, no sentido literal. Eu podia sentir-me corar, e também senti meu peito começar a suar pelo seu calor intenso. Como se as coisas não pudessem ter ficado mais estranhas, Alice agradeceu a ele por ter me salvado. Eu também agradeci a ele e ele me soltou. Então os três se dirigiram para os seus lugares.

Jess deixou de mencionar que seu chefe era uma cópia do He-Man. Se não fosse o cara de olhos verdes deslumbrantes perto de mim, eu teria definitivamente perguntado sobre ele. Estava além da minha compreensão o por que ela estava com Mike e não com ele.

Edward e eu nos acomodamos em nossos lugares. Eu tenho que admitir que de repente eu fiquei um pouco assustada cada vez que uma bola de beisebol atingia qualquer lugar perto da nossa vizinhança em geral. Eu sabia que Edward podia sentir isso, mas eu também sabia que ele seria o único a me proteger neste momento. Eu estava feliz por ele não era um daqueles babacas invejosos que imediatamente tomavam uma atitude, porque outro cara salvou o dia.

Eu dei uma espiadela sobre a Alice e Jasper. Eles estavam de mãos dadas e ela estava se inclinando tanto sobre ele que eu tinha certeza de que ela estava prestes a sentar em seu colo. Eu não queria falar nada, então fiquei feliz quando Edward disse que queria dar um passeio. Eu quase caí quando vi Laurent. Eu nunca teria imaginado que ele é um fã de beisebol. O esporte era considerado um passatempo americano, e agora ele estava na América. Vendo por esse lado acho que não é assim tão surpreendente.

Dizer que eu quase fiz xixi nas calças de tanto rir ao ver a sms de Esme era um eufemismo. Na verdade, meio que escorreu um pouquinho. Essa mulher me faz rachar de rir. Ela pensava que o meu chupão era um hematoma. Eu acho que foi tecnicamente uma contusão, só aconteceu deu tê-lo obtido do seu filho.

Eu não estava nem um pouco surpresa quando ela ligou após ele ter retornado a mensagem. Ela pediu um encontro na minha folga, novamente, então eu percebi que tenho que agradá-la. Eu não me importava de atirar, era muito menos estressante quando eu não estava sendo marcada. Eu só esperava não ter flashbacks do cão.

Nós nos acomodamos em nossos lugares, eu notei que Alice e Jazz tinham sumido e assumi que a Alice com tesão pensou melhor sobre transar com ele no jogo e pelo menos foram para o carro. Eu estava morrendo de ciúmes. Especialmente depois de ver o pau perfeito, do meu agente. Paciência não era uma virtude que eu possuía. Eu teria o meu caminho com este homem, e seria mais cedo ou mais tarde. Eu assisti muito Skinamax desde a minha primeira tentativa de sexo. Se você já tentou ler um pouquinho de Sex and the City como leitura obsena, sabe que eu estava mais do que preparada.

Eu estava gostando do meu pretzel. Tanto que eu nem percebi que estava escorrendo queijo. Eu estava me preparando para pegar um guardanapo, mas Edward chegou antes de mim, com o longo e magro dedo. Ele limpou graciosamente o queijo da minha boca e seu dedo pareceu tão atraente que eu tinha que experimentar. Eu olhei para ele através dos meus cílios, e como se ele pudesse ler minha mente, ele o ofereceu para mim. Tomei ele na minha boca e comecei a chupar suavemente. Quem diria que um ato de outra forma brutal, pudesse ser tão sensual? Eu estava prestes a pular totalmente nele quando ouvi gritos perto demais para o conforto. Eu estava esperando ver algum babaca que tinha proposto casamento no telão. Ao invés disso, fiquei horrorizada ao ver que a babaca era alguém chupando o dedo de outro alguém... no telão.

Se eu pudesse possuir uma habilidade sobre-humana, eu gostaria de poder correr a uma velocidade insana e ficar invisível. Eu estava tão fodidamente envergonhada que eu quase chorei. Eu tentei engolir o resto do meu pretzel, mas eu não conseguia, e também não conseguia olhar para o Edward. Que maldito pesadelo. Antes que eu pudesse chafurdar totalmente na minha auto piedade, eu olhei para o telão e vi o filho da puta que me deu o olho roxo.

Fiquei imediatamente desembaraçada. Alec Johnson era agora o babaca que estava posando de propósito... no telão. Ele estava pensando que sua bunda gorda era iluminada, enquanto ele flexionava e beijava seus braços flácidos. Eu estava tentando localizá-lo antes de que o imbecil saísse da tela.

Eu finalmente reparei nele do outro lado do estádio. Ele estava sentado debaixo de uma propaganda enorme de carne seca. Bem apropriado. Edward levantou-se e dirigiu-se para fora e eu o segui. Eu não tinha certeza do que eu ia fazer sem armas, mas acho que, se necessário, um chute nas bolas seria suficiente.

Entramos no saguão e vimos imediatamente um policial parecendo entediado. Edward explicou brevemente a situação para o policial e ele ficou mais do que feliz em participar da caçada. Ele passou um rádio para outro oficial, enquanto caminhávamos para a seção da carne seca.

Quando nos aproximamos de sua seção, eu tive um pensamento brilhante. Eu olhei para Edward, que encontrou meu olhar com um olhar de compreensão. Nossos olhos se prenderam quando ele me entregou graciosamente a pistola de choque do oficial. Eu nunca tinha usado uma antes, e estava um pouco tonta com a ideia de testá-la. Achei que um choque por um olho roxo era um bom negócio.

Avistamos Alec Johnson, VULGO idiota, e quando ele pôs os olhos em mim, ele parecia chateado. Ele saiu de seu lugar e chegou rapidamente ao corredor, a fim de escapar. Ele cronometrou sua fuga perfeitamente. Era a hora do sétimo estiramento e cada pessoa em seu lugar se levantou para cantar.

Nós quatro nós dividimos e fomos atrás dele. Eu estava feliz que Edward estava me deixando fazer as minhas coisas sem tentar interferir ou ser todo o protetor comigo. Havia tempo e lugar para isso, e trabalho não era um deles. Eu estava caminhando através da multidão, com alguma facilidade. Quando eu cheguei perto da saída, fiz uma pausa e dei uma olhada ao redor. Eu decidi que era melhor seguir a multidão, mas eu não vi Alec Johnson em nenhum lugar. Meus olhos estavam abertos e eu estava começando a sentir a decepção de perder o fugitivo. Além do fato de que ele me deu um olho roxo, ele era um cara mau. Um que precisava ser preso.

Esperei a multidão diminuir e decidi que iria seguir em outra direção. Ao dobrar a esquina e soltei um suspiro pelo que vi diante de mim. Alec Johnson tinha um dos policiais preso pela cabeça e estava acenando com uma arma com o estilo do povo do gueto. Edward e outro policial estavam de pé na frente deles. Felizmente eu mantive meu equilíbrio quando parei abruptamente. Ele teria sugado sua bunda se eu tivesse tropeçado. Além disso, meus joelhos tinham parado de latejar por isso.

O cenário na minha frente não era bom. Eu sabia, sem sombra de dúvida, que o policial estava em grave perigo. Eu também sabia que eu não tinha nenhuma fodida ideia de como usar uma arma de choque corretamente. Tranquei meu olhar com Edward e pude ver o olhar de pânico em seu rosto.

Ninguém aponta uma arma para o meu agente federal e foge com isso. Demorei uma fração de segundo para decidir o que fazer. Era hora de colocar minhas bolas para fora. Eu respirei fundo e avancei para a frente com confiança. A pistola de choque parecia pesada na minha mão, e eu sabia que ele estava na expectativa do que eu estava prestes a fazer.

Eu avancei lentamente para à frente, em silêncio, rezando para que ele não sentisse a minha presença. Quando eu me aproximei, Edward começou a provocar propositadamente o Johnson. Me movi mais rápido quando o vi começar a levantar e segurar a arma.

O choque da pistola foi rápido. O fato de que Alec Johnson estava no chão se contorcendo foi um alívio. Sorte para mim que a arma de choque funcionou como uma arma normal faria. Nós todos sabíamos que eu poderia lidar com uma arma. Dei uma olhada e percebi que ele mijou nas calças. Eu abafei uma risadinha e me aproximei de Edward, os policiais foram algemar o agressor.

"Inferno Santo, Bella! Essa é a minha garota!" Edward disse, sorrindo para mim com orgulho.

"Sim, isso foi muito legal. Ele vai ficar realmente chateado comigo agora. " Eu não pude evitar, mas ri meio que relinchando quando olhei para a poça no chão.

"Bem, já que ele era um fugitivo com uma tonelada de acusações criminais que pesam sobre sua cabeça, eu tenho certeza que ele não vai a lugar nenhum, em um futuro próximo." Edward colocou seu braço ao meu redor e nos conduziu para longe.

~x~

Eu ouvi um barulho muito terrível penetrar meu cérebro. Demorou cerca de dez minutos para eu registrar que o barulho era o meu despertador. Segundas-feiras são umas cadelas. É cheio de trabalho, e eu pareço não ser capaz de acordar a tempo nunca. Lembranças de ontem começaram a voltar, e eu não pude deixar de reviver cada detalhe do amasso que Edward e eu demos no meu sofá depois do jogo. O homem tinha habilidades loucas.

Entrei no chuveiro e me obriguei a parar de pensar nele. Eu não precisava ficar quente e incomodada antes de passar o dia com um bando de criminosos vulgares. A jornada de trabalho geralmente passava em um borrão por causa de todas as travessuras que as pessoas cometem no fim de semana. Eu fiquei pronta em tempo recorde, provavelmente devido ao fato de que o meu cabelo estava puxado para cima em um rabo de cavalo, molhado e desleixado, e eu usava pouca maquiagem, então corri para a porta.

Desde que era segunda-feira, Alice iria fazer o jantar. Ela convidou Jasper e Edward para comer conosco. Eu só podia imaginar como o nosso apartamento estará quando eu chegar em casa. Ela tinha o dia todo para trabalhar sua mágica, e eu estava confiante de que iria transformá-lo em uma espécie de restaurante do país das maravilhas. Ela era definitivamente talentosa quando se tratava de algo artístico ou criativo.

Eu cheguei na hora certa para o trabalho, bem, quase. O relógio marcava exatamente 8:00 quando estacionei meu carro. Não era minha culpa que eu tinha que estacionar NA PORRA DE LUGAR NENHUM. Eles devem considerar seriamente a construção de uma garagem, então talvez eu realmente chegue no meu escritório às oito em ponto.

Uma vez que o cenário da minha caminhada consistia de lixo e atropelamentos, eu deixei meus pensamentos se dirigirem para Edward. Eu estava muito animada para vê-lo no jantar. Isso em si era enorme para mim. Eu costumo querer um pouco de espaço, depois de passar um dia inteiro, bem dois dias, com alguém.

Eu alcancei meu prédio e vi muita comoção na frente. Isso não é inteiramente raro de se ver em um edifício do Estado, e as delegacias parecem ser um bom lugar para as pessoas mijarem. Eu senti minha bolsa vibrar então eu parei e procurei dentro até encontrar o meu telefone.

Vi que era uma sms do Edward, e eu não pude deixar de sorrir. Antes que eu tivesse a oportunidade de ler, ouvi alguém gritar, "É ela", ao mesmo tempo que eu senti algo me atingindo nas costas. O sorriso foi apagado da minha cara enquanto eu estava tentando descobrir o que diabos estava acontecendo. Eu também podia ouvir o barulho do grupo cada vez mais perto. E eu estava com medo de virar.

Eu coloquei minha mão na bunda da minha arma, respirei fundo e me virei ao mesmo tempo em que algo molhado bateu na minha cara.

"Que porra é essa?" Eu pensei em voz alta.

Era como se eu estivesse em um túnel de vento. Não havia ruído, mas eu só podia entender algumas palavras aleatórias. Eu não conseguia ver nada, era como se tudo tivesse sido atingido com o ardor do inferno para dentro dos meus olhos. Eu ouvi as sirenes à distância e só esperava que fosse para quem diabos, estava jogando essa merda em mim. O cheiro era nauseante. As palavras que o grupo estava cantando começaram a se tornar mais claras.

"Os cães são para amar, e não matar. Pare a crueldade com os animais", o grupo cantou mais e mais.

Eu podia sentir o que tinha sido atingido em mim escorrendo pelo meu rosto, e minha volta estava encharcada. Algo malcheiroso e macio foi esmagado sobre a minha cabeça e os desgraçados loucos que protestavam estavam começando a fechar-se sobre mim. Eu não sei se eu deveria disparar uma bala no ar, correr cegamente, ou apenas cair no chão e entrar na posição fetal.

"BELLA?"

Eu nunca tinha estado tão feliz ao ouvir a voz de Emmett. Eu podia ouvi-lo dizendo às pessoas para sair do seu caminho e sua voz estava ficando mais próxima. Ele enganchou a mão na dobra do meu braço e me levou para longe dos bastardos da PETA*.

* PETA: People for the Ethical Treatment of Animals- Sociedade Protetora dos Animais

Paramos ao lado do nosso prédio e ele limpou meu rosto com sua camisa. Meus olhos ainda ardiam como loucos, e eu mal podia enxergar um palmo a frente. Primeiro de tudo, a camisa estava vermelho sangue de um tomate podre, em segundo lugar carros de polícia estavam estacionando. Logo os oficiais estavam fora de seus carros e indo em direção aos manifestantes. Eles começaram a jogar, todos os tipos de vegetais podres, nos agentes sem reservas, pelo que conseguia ver agora.

Deu um pouco de trabalho, mas a polícia finalmente obteve o controle da situação. Várias detenções foram feitas, e os manifestantes restantes entraram em uma Perua Volkswagen e saíram em disparada.

Senti o cheiro horrível e pensei que eu poderia vomitar a pop tart que eu tinha acabado de comer no caminho para o trabalho. Emmett estava tentando acalmar-me, mas eu estava tão presa na minha própria cabeça que eu não ouvi uma única maldição, que ele disse.

Eu podia ouvir alguém rindo atrás de nós e me virei para ver Mike, Ben e Jasper morrendo de rir de mim.

"Bella, nós estamos indo pegar o café da manhã. Você deve vir. Eles provavelmente só cobraram metade do preço desde que você já tem merda suficiente para fazer uma omelete em seu cabelo." Newton estava apertando sua barriga e rindo como uma hiena drogada.

Jasper estava cutucando-o, a fim de levá-lo a parar.

"Newton, dê o fora daqui", Emmett disse com um grunhido.

Emmett pegou seu celular e começou a falar. "Oi, bonequinha. Você pode por favor marcar o ponto da manhã para eu e a Bella ? Temos algumas colocações de campo para fazer. Te vejo mais tarde linda."

Obviamente, Edward o ensinou a arte de amaciar a Irina.

Ele desligou o telefone e colocou o braço em volta de mim. "Bells tudo bem, vamos te dar um banho."

Caminhamos para o meu carro em silêncio. Tudo o que eu conseguia pensar era na porra do domingo de manhã. Por que esse tipo de coisa sempre acontece comigo? Era como se eu tivesse um grande alvo nas minhas costas que dizia "me envergonhe, eu não ligo."

Chegamos no meu apartamento em tempo recorde. Emmett dirigia como um louco. Bem, da forma mais maníaca que é possível dirigir um Escort. Eu estava agradecendo as minhas estrelas da sorte pela capa de chuva que eu tinha acabado de comprar na loja do dólar*. Elas cobriram os assentos. Eu não queria sentir o cheiro vegetais podres novamente enquanto eu vivesse.

*Loja do dólar é igual as lojas de 1 real ou 1,99 onde a maioria dos produtos custa bem mais que isso.

Entramos em meu apartamento para encontrar Alice já enfurnada na cozinha preparando o jantar de hoje à noite. Para meu espanto total, ela estava cozinhando tomates para o molho do espaguete.

Ela se virou e olhou para mim com completa confusão e desgosto. "Bella, você precisa de um novo trabalho porra. Você cheira a bunda e merda."

Eu estava começando a me sentir extremamente quente, um pouco tonta, e muito enjoada. Eu não me incomodei em responder e, em vez corri para o banheiro e vomitei pop tart de mirtilo.

Eu odiava as fodidas segundas-feiras.


N/T: Não é legal traduzir isso após o almoço -.-

P.S Tanto quanto a série Sex and the City é boa, o livro é ruim.

Lary Reeden


Adorei ler o ponto de vista da Bella do jogo.. mas coitada dela com o PETA a atacando... eu sou a favor da proteção dos animais, mas se tem um cachorro pronto pra me morder até a morte e eu posso impedir isso, não hesitaria. No próximo vamos ler o que aconteceu depois da situação do Alec, pelo POV do Edward e o amasso no sofá que a Bella citou rsrs

Comentem e eu volto mais rápido ;)

Beijos

xx