AGENT 00HOT

Sinopse: Edward é um atraente Agente do F.B.I. quem é imediatamente atraído por Bella, a oficial da condicional, que acontece de ser um ímã para situações ridículas.

Disclaimer: A história pertence a maxandmo, Twilight e os personagens a Stephenie Meyer, e a mim somente a tradução.


Capítulo 17 - Prazeres Orais

~Edward~

Eu estava tão plenamente convencido de que havia algo de errado comigo. Quero dizer quem ficaria com tesão, porque a garota que ele estava interessado eletrocutou um homem crescido e ele fez xixi nas calças? Eu, o pervertido e fodido agente especial Cullen, quem mais.

Bella e eu caminhamos para o meu carro após o incidente com Alec Johnson. Eu estava tão orgulhoso dela pelo que ela fez. Ela salvou totalmente a vida de um policial. Não havia como dizer o que aquele bastardo gordo era capaz de fazer. A situação poderia ter ficado fora de controle, e muitas pessoas poderiam ter se ferido, ou pior ainda, sido mortas. Ela era tão corajosa, e eu fiquei totalmente pasmo com ela. Sem falar que ela era tão adorável.

"Bella, você salvou a vida daquele oficial. Você percebe isso, certo?" Eu estava olhando para ela sentada no banco do passageiro com o pensamento de que o meu carro era o lugar mais perfeito e natural para ela estar.

Ela olhou para mim e corou de vergonha. "Ah, eu tenho certeza que ele não teria feito nada. Além disso, eu sempre quis experimentar uma arma de choque". Ela sorriu para mim, e meu pau começou a pulsar.

Eu sabia que ela estava sendo humilde, mas eu não podia deixar de continuar a elogiá-la. Eu acho que de alguma maneira que eu estava tentando me redimir da reprimenda que eu dei a ela após o incidente com a gangue.

"Bella, sério, o cara estava agindo como um louco e teria machucado alguém ou todos, a fim de fugir. Você não hesitou e fez o que precisava ser feito. Admito, você me assustou porque eu esqueci que você tinha arma de choque".

"Bem, eu ainda acho que qualquer um teria feito o que fiz. Só aconteceu de eu estar no lugar certo na hora certa. Nada demais." Ela estava roendo as unhas, um hábito nervoso dela que eu já tinha notado antes.

"Oficial Swan, você não pode simplesmente pegar o crédito e, talvez, aprender a aceitar um elogio?" Eu perguntei, enquanto arqueei a sobrancelha para ela e lancei o meu sorriso infame de derrubar calcinhas.

"Okay tudo bem... Eu sou uma puta babaca". Ela me olhou e começou a rir. "Você está feliz agora?"

"Sim". E essa resposta de uma palavra foi tão honesta quanto jurar por Deus. Eu estava feliz, e isso tinha tudo a ver com uma certa senhorita Bella Swan.

Fiquei chateado por ser domingo e eu não ser capaz de vê-la até a noite de amanhã. Alice convidou Jasper e eu para jantarmos em seu apartamento. Era perfeito. Eu definitivamente queria passar mais tempo com Bella, e agora eu não tenho que descobrir como fazer isso. Parecia que Alice podia ler a minha mente e ver o que eu sentia e queria, quando Bella estava em causa. Por mais estranho que fosse, eu não poderia ter ficado mais feliz do que ter Alice do meu lado. Eu sabia o quanto Bella a respeitava, e eu adorava que ela gostasse de nós dois juntos.

Eu estava me mexendo no lugar tentando esconder o fato de que eu estava com a barraca armada. Toda vez que eu olhava para Bella, só piorava. Ela parecia fodidamente quente vestindo meu boné, e eu mal podia esperar para cheirar ele. Ela ainda cheirava tão bem, embora ainda não tivesse tomado banho. Eu não poderia ligar para isso desde que a culpa foi dos meus pais.

Eu estava levando-a para casa, e eu desesperadamente esperava que ela fosse me convidar, lá dentro eu poderia pedir para usar o banheiro, mas isso parecia óbvio de mais.

Parei na frente de seu apartamento e estacionei o carro. Eu estava com medo de ser presunçoso por desligá-lo. Eu olhei para ela e nossos olhos se prenderam. Ela me deu um sorriso, inclinou-se, e voltou para o banco do carro. Fiquei agradavelmente chocado e decidi seguir seu exemplo. Ela pegou as chaves da ignição e saiu do carro. Eu segui a minha menina para o apartamento dela, rezando para que Alice não estivesse em casa.

Minhas preces foram atendidas. O apartamento estava escuro e silencioso. Bella acendeu uma lâmpada e a sala se iluminou intimamente. Não pude conter mais conter o meu desejo. Ela se virou para mim para dizer algo e eu me movi até ela, silenciando-a com a minha boca. Foi um beijo febril que nos deixou ambos sem fôlego. Agarrei ela pela mão e nos levei para o sofá.

Sentei, puxando ela em cima de mim, de modo que ela estava sentada sobre mim. Ela... err... ficou com o boné torto por causa do beijo, então eu virei ele para trás, para me dar um melhor acesso a seu rosto. Eu coloquei minhas mãos em ambos os lados de seu rosto e olhei nos olhos dela.

"Você está linda". Eu disse a ela com toda a convicção que tinha dentro de mim.

Eu violei sua boca com a minha. Nossas línguas se moviam em perfeita sincronia, e eu estava segurando-a com força contra mim. Eu podia sentir o intumescer de seus seios através de sua camiseta, do mesmo modo que eu tinha certeza de que ela podia sentir o aumento do meu pau pressionando contra ela. Ela estava passando as mãos pelo meu cabelo, e eu estava adorando cada minuto. Nossos lábios se separaram e eu comecei a deixar rastros de beijinhos no lado de seu pescoço, demorando no chupão. Ela puxou meu cabelo mais forte e eu ri, e então continuei descendo.

Eu sabia onde eu queria que isso fosse eventualmente, mas eu não tinha certeza de quão longe ela queria ir hoje à noite. O plano era seguir o exemplo de Bella com o melhor da minha capacidade. O fato era que eu não podia esperar para estar dentro dela. Eu não tinha ideia se ela estava tomando anticoncepcionais, e eu também não tinha camisinhas. Com toda a honestidade, eu não me lembro da última vez que eu sequer vi uma. Nós tínhamos que conversar ainda.

Quando a minha boca encontrou seu caminho para a clavícula dela, minhas mãos encontraram seu caminho até a parte de trás da sua camiseta. Eu estava grato por ela ter tirado a jaqueta desagradável. Sua pele era suave e quente, e ela parecia absolutamente deliciosa, com a cabeça jogada para trás e êxtase escrito por todo o seu rosto.

Meus lábios continuaram a colocar pequenos beijos para cima e para baixo no seu pescoço, ombros e clavícula. Eu lambi o lado de seu pescoço até sua orelha. Quando cheguei, soprei suavemente, e disse o quão quente ela estava me deixando. Ela levantou os braços permitindo que eu puxasse sua camiseta para cima do pescoço e sobre a cabeça expondo seus seios perfeitos.

Sem hesitar, eu tirei a minha própria camiseta, para que eu pudesse sentir nossos corpos nus, sem quaisquer barreiras. Ela estava me dando o sorriso mais sexy e sedutor que já vi. Suas mãos estavam pastando meus braços e arranhando levemente minhas costas. Eu poderia ter ficado assim para sempre. Ela estava fazendo eu me sentir maravilhosamente bem.

Ela imediatamente se aproveitou quando começou a deixar beijos de cima para baixo no meu pescoço, fazendo minha carne ficar arrepiada. Ela se arrastou até a minha orelha, onde a puxou gentilmente com os dentes. Ela deu um beijo suave em meu ouvido e continuou passando as mãos para cima e para baixo, nos meus braços e costas.

Eu queria tanto levá-la para o seu quarto e reclamá-la como minha. Desde que eu nunca tinha ido ao seu apartamento, eu nem sabia onde era. Além disso, eu pensei que era algo que ela deve iniciar.

Ela moveu a língua no meu pescoço e, em seguida, moveu-se sobre o meu pau insanamente duro. Sua boca estava indo direto para o meu mamilo enquanto suas mãos ficaram em meus braços. Minha menina chupou meu mamilo e beliscou ele levemente, enviando uma sensação incrível direto para o meu pau. Eu normalmente teria achado isso um pouco desnecessário e chato, mas algo sobre ela fazendo isso fez isto parecer muito excitante.

Ela parou o que estava fazendo e olhou para mim através de seus cílios. Seu olhar era cheio de confiança e querer, ela se afastou do sofá e se ajoelhou. Eu pude vê-la fazer uma careta e percebi que seus joelhos devem ter batido no piso de madeira. Dei-lhe duas almofadas que estavam do outro lado do sofá e ela sorriu.

A realidade me atingiu quando ela agarrou o botão do meu short e o puxou. Meu cérebro gritava "SIM, SIM, SIM" internamente. Puta merda, ela ia me dar um boquete. Bella desfez meu zíper e abriu tão rápido quanto possível. Eu levantei para que ela pudesse puxar a calça para baixo das minhas coxas. Eu estava tão quente e incomodado, e com medo de quase com medo de gozar só porque ela estava me vendo livre. Ela puxou minha cueca boxer para baixo com meus shorts e olhou para mim em toda a minha glória.

"Você é perfeito", ela disse em um sussurro ofegante.

Ela agarrou meu pau com sua pequena mão e começou a acariciá-lo em um ritmo lento. Sua língua saiu e lambeu minha ponta úmida. Ainda bem que eu comi abacaxi ontem, espero que me sabor pareça tão bom e doce que ela vai querer fazer isso de novo. As passadas de sua língua em toda a cabeça estavam me deixando louco. E quando eu estava começando a me acostumar com a sensação, ela abriu a boca e me levou para dentro.

Sua boca abrangeu minha ereção perfeitamente. Era quente e oh tão molhada. Ela se moveu lentamente e eu estava curioso para saber o quão longe ela iria ir sem engasgar. Ela, obviamente, sabia os seus limites quando parou a três quartos do caminho e voltou lentamente. Ela me levou para fora da boca e rodou a ponta com a língua, então ele correu para baixo, sobre o meu eixo muito lentamente. Seus olhos encontraram os meus e o olhar que ela me deu, me disse que estava me provando propositalmente.

"Bella, você está me deixando louco pra caralho," eu rosnei em um tom baixo e rouco.

"Uh huh", ela disse levando meu pau em sua boca.

A vibração que essas palavras causaram foi incrível. A boca perfeita da minha menina estava subindo e descendo no meu pau latejante. Seus movimentos tornaram-se mais rápidos e sua mão começou a me acariciar ao mesmo tempo. Havia umidade suficiente para que sua mão se movesse em ritmo perfeito sem o atrito desconfortável. Eu estava transando com sua boca e amando cada segundo quente dela.

Enquanto eu continuava a aproveitar os sentimentos de sua boca e mão, ela levantou sua outra mão e agarrou minhas bolas. Ela colocou um pouco de pressão sobre elas e continuou chupando. Neste ritmo, eu não ia durar muito tempo. Ela era a imagem da perfeição. Eu não podia deixar de me maravilhar com o que via na minha frente. Isto será, definitivamente, arquivado como o melhor boquete do mundo.

A pressão de ambas as mãos aumentaram, e eu deixei um gemido suave escapar. Sua boca ainda estava tão molhada e ela estava alternando entre chupar suavemente e com força. Eu podia sentir meu pau começar a ficar tenso. Os sons que ela estava fazendo, mesmo baixinhos eram o suficiente para me empurrar sobre a borda.

"Linda, eu estou perto."

Com essa revelação ela colocou mais pressão em baixo e apertou a mão sobre mim. Ela estava chupando de forma mais rápida e profunda e eu não podia aguentar mais. Eu gozei com fúria ainda dentro de sua boca. Meu corpo convulsionou e eu fiquei totalmente esgotado.

Ela olhou para mim e, com um sorriso, foi até o banheiro.

Puta merda. Esse foi o melhor boquete da minha vida inteira, e isso quer dizer muita coisa. Eu estava em êxtase por isso ter sido bom para ela. Não havia marcas de dentes e ela aplicou a quantidade de pressão perfeita. Algumas meninas tendiam a tentar estrangulá-lo e pensavam que raspar os dentes contra ele era bom.

Reuni energia suficiente para levantar meus shorts. Mas não vesti camisa já que eu estava com muito calor e um pouco suado. Meu estômago roncou, e eu percebi que estava faminto e sedento. Eu não queria vasculhar a cozinha, então sentei e esperei Bella aparecer. Parecia que ela nunca iria sair do banheiro.

Eu vi o controle remoto sobre a mesinha de centro, e enquanto eu zapeava os canais da TV ela saiu do banheiro. Ela estava usando um shortinho de algodão que se ajustava a suas partes femininas e um top. Ela tinha tirado o meu boné e feito um coque torcido e bagunçado no cabelo. A menina que tinha acabado de me dar um boquete, agora mesmo, parecia tão inocente e pura.

Ela se sentou ao meu lado e seu estômago roncou, então decidimos pedir uma pizza.

"Eles disseram 45 minutos. Você quer algo para beber enquanto esperamos?" Bella perguntou.

"Sim, por favor." Eu estava esperando que ela tivesse Gatorade na mão porque eu tinha certeza de que meus eletrólitos haviam se esgotado.

Quando ela se levantou e foi até a cozinha, eu não conseguia tirar os olhos de sua bunda. Que parecia maravilhosa nos shorts minúsculos e eu precisava tocá-la. Ela voltou para a sala de estar com um copo cheio de gelo e o que parecia ser água. Eu tomei um gole enorme e percebi que o segundo item era ainda melhor, era água Propel*. Ela se sentou timidamente ao meu lado.

*Água "fabricada" pela Gatorade, que tem o mesmo propósito de hidratação, mas sem o sabor frutado.

Eu coloquei o meu copo em cima da mesinha e me virei para ela. Depois peguei o copo e coloquei ele no chão e, em seguida, agarrei seus pulsos e puxei ela para mim.

"Bella, eu quero estar com você. Quando não estou com você, você é tudo em que eu penso. Sem contar que esse foi o melhor boquete que eu já tive." Eu estava sorrindo e esperando que ela me batesse.

Eu não tive que esperar muito tempo. Ela bateu no meu rosto levemente, e eu segurei sua mão na minha cara. Ela levantou a outra mão e agarrou um punhado do meu cabelo. Nossos lábios se uniram com paixão febril e minha língua estava lutando pelo domínio contra a dela. Quando o beijo se rompeu, eu corri minha língua sobre seu lábio inferior e peguei ele entre meus dentes. Um gemido escapou de sua boca, e eu senti arrepios percorrerem meu corpo inteiro novamente.

Olhei seus olhos inoperantes e a empurrei de volta para o sofá. Minhas mãos agarraram suas pernas e seguiram por suas coxas sedosas. Quando chegaram ao algodão do short dela, eu o puxei para baixo e fiquei chocado ao descobrir que ela não estava usando calcinha. Minha respiração engatou enquanto eu continuava a exploração. Meus dedos roçaram os lados dela, esfregando pequenos círculos em um movimento provocativo. Ela estava ficando inquieta e eu podia ver isso em seus punhos cerrados.

Eu continuei arrastando meus dedos para cima e para baixo sobre as dobras de suas coxas e seus joelhos desmoronaram naturalmente. Movi minhas mãos para o seu centro e fiquei em êxtase com a falta de pelos pubianos que eu encontrei. Meu dedo encontrou o seu caminho "para seu clitóris, e eu pressionei ele levemente. Isso fez ela soltar um gemido que me fez querer agradá-la completamente. Eu podia sentir a umidade antes mesmo de empurrar meu dedo para dentro dela. Eu continuei a aplicar uma leve pressão em seu clitóris com uma mão, enquanto a outra segurava sua coxa torneada.

Eu coloquei meu dedo em sua abertura e me deleitei com a umidade que eu encontrei lá. Fiquei muito satisfeito por causar esse efeito nela. Abri caminho dentro dela, movendo meu dedo lentamente para dentro e para fora. Ela era apertada e quente. Eu adicionei um outro dedo e continuei entrando e saindo de sua entrada.

Seus shorts estavam no caminho do que eu realmente queria fazer com ela. Eu puxei minha mão dela e olhei para a minha menina para me certificar que ela estava bem com o que eu estava pensando em fazer. Ela encontrou as minhas mãos com as suas e me ajudou a puxar seu shorts fora. Eu fodidamente não podia esperar para ver, sentir e saborear sua boceta.

Eu abri suas pernas e eu me movi para o seu centro, deixando uma trilha com a minha língua. Pairei sobre seu clitóris várias vezes antes de me arrastar para dentro dela. Ela tem um sabor fodidamente incrível. Voltei para o clitóris e depois lambi mais para baixo lançando minha língua para dentro dela novamente. Eu não pude evitar, mas gemi o sobre o quão deliciosa era a boceta da Bella.

Eu puxei minha boca e subi para seu rosto. Ela tinha que provar a si mesma. Eu corri lentamente a minha língua pelos seus lábios. Eles se abriram para mim e se encontraram com os meus. Minha língua entrou em sua boca, e ela me atacou com a sua. Continuamos a nos beijar febrilmente, enquanto eu permanecia em cima de seu corpo seminu.

O beijo quebrou e eu me movi de volta para sua caixa do amor. Eu acariciei ela com o meu nariz e depois chupei sua boceta com meus lábios. Eu mal podia esperar para que ela gozasse na minha boca. Dois dos meus dedos entraram nela, enquanto minha boca continuou a explorar o seu ponto mais sensível. Eu estava beliscando e lambendo sua protuberância e os meus dedos estavam se movendo com diligência febril.

Bella arqueou as costas para fora do sofá enquanto seus gemidos e soluços começaram a ficar mais altos.

"Ah. Oh. Meu. Puta merda. Euvougozar! "

Ela agarrou meu cabelo com força e deixou seu orgasmo se romper. Eu fui banhado por seus sucos e podia sentir as convulsões enquanto ela gozava.

Ela se sentou e deu um beijo nos meus lábios, se atrapalhando toda enquanto procurava seu short. Ela colocou os braços em volta de mim e nós ficamos com os nossos corpos entrelaçados por vários minutos em um silêncio confortável.

"Edward. Isso foi ÍNCRIVEL", disse ela libidinosamente.

"Meu objetivo era agradar." Eu sorri para ela e peguei a minha bebida.

Ela encontrou seus shorts, e me bateu com ele, foi até o banheiro o que me deu uma vista melhor de sua bunda fabulosa.

Esta menina era a manteiga de amendoim da minha geléia, o espaguete da minha almôndega, e a arma do meu coldre. Era muito cedo, mas, pela segunda vez em um dia a palavra amor bateu na minha cabeça. Eu, obviamente, não ia deixá-la saber disso, tenho certeza de que isso iria assustá-la.

Antes que meus pensamentos pudessem se afundar em seu dilúvio, a campainha tocou anunciando a chegada do nosso jantar.


N/T ~ Edward fazendo sua própria versão de Fico Assim Sem Você - Claudinho e Buchecha.

Lary Reeden.


WOW que esse capítulo foi realmente quente. Muita safadeza desses dois, agora vocês puderam ver o que aconteceu e a Bella não narrou. As coisas só ficam melhores nessa fic xD

Obrigada pelas reviews e eu volto em breve

Beijos

xx