AGENT 00HOT

Sinopse: Edward é um atraente Agente do F.B.I. quem é imediatamente atraído por Bella, a oficial da condicional, que acontece de ser um ímã para situações ridículas.

Disclaimer: A história pertence a maxandmo, Twilight e os personagens a Stephenie Meyer, e a mim somente a tradução.


Capítulo 21 - Merda na cabeça

(Traduzido por Mazinha)

Edward

Nunca em cento e sete anos eu pensei que Bella e eu faríamos sexo, pela primeira vez, em um chuveiro. Eu não estava orgulhoso desse fato, embora eu fosse muito orgulhoso do meu desempenho. Eu tentei ok, então eu pensei em tentar aguentar, mas a minha menina estava lá nua. Quando ela realmente me puxou para ela, não havia nada que eu pudesse fazer, além de me submeter a seu pedido e 'limpá-la'.

Imaginei que iriámos bagunçar um pouco... err... muito, mas eu não esperava que iríamos percorrer todo o caminho. Eu não estava preparado para isso e foi uma surpresa agradavelmente que Bella estava tomando pílula. Bem, vamos ser honestos, eu estava fodidamente extasiado. Eu só esperava que ela tomasse remédio para cólicas fortes ou alguma merda assim. Eu não queria acreditar que ela os utilizava para o controle de natalidade real, exceto comigo, claro.

Estar dentro da minha menina era como o céu. Ela era tão apertada, era quase virginal. Eu acho que passei batido na formação dos Marinheiros, de modo que eu não ejaculei prematuramente. Em outras palavras, eu não queria me sentir como um idiota que goza muito rápido.

Eu esperava que, agora que a primeira vez estava fora de cena, que nós poderíamos explorar corretamente todas as fodidas cargas de opções sexuais. Não que eu gostasse de qualquer coisa muito louca, mas eu não podia esperar para arrebatar Bella corretamente, que por sinal, agora era a minha namorada.

Receber uma chamada de trabalho sempre foi corrido. Eu nunca sabia o que ia ser. O momento não era o melhor, mas poderia ter sido de longe muito pior. Eu tinha acabado de comer, e consegui desajeitadamente perguntar a Bella se ela queria ser a minha namorada, antes de eu sair. Ela não chegou a dizer que sim, mas me puxou para um beijo que fez meu pau contorcer. Aquela garota era um inferno de um boa beijoqueira.

Foi estúpido da minha parte pensar que nada poderia matar meu humor de 'depois do sexo e agora tenho uma namorada'. Foda-se, eu estava errado. Depois de acelerar como um filho da puta para chegar à cena, eu estava tentando manter a calma. A calma foi rapidamente dissipada na hora que eu ouvi a voz de Tanya gritando meu nome. Era tudo que eu podia fazer para não surtar totalmente quando eu me virei e a vi coberta de sangue.

"Edward," ela chorou, enquanto envolveu suas mãos trêmulas em torno de minha cintura.

"Tanya, você se machucou? Tente se acalmar. O que aconteceu?" Eu estava tentando olhar sobre ela, mas ela estava chorando e segurando-me pela sua vida.

"Oh meu Deus, eu pensei que ele ia me matar. Pensei que ia morrer. Isso não deveria acontecer. Como isso pôde acontecer?" ela lamentou com uma nova rodada de lágrimas.

"O atirador estava segurando uma arma em sua cabeça e ameaçando matá-la, a menos que cumpríssemos suas exigências." Yorkie estava suando como um filho da puta e falando a mil por hora. "Em um minuto seus movimentos começaram a ficar muito erráticos, o agente da SWAT atirou e o matou."

Santo inferno, Tanya era sua refém. Eu não podia sequer imaginar o que ela estava passando, apenas tendo sido refém de um louco. Poderia ter sido sua postura inerte e sangrenta no chão. Eu estava começando a me sentir oprimido com as emoções. Eu não era apaixonado por ela, e nunca tinha sido, mas ela tinha sido uma parte importante da minha vida há bastante tempo, e eu só esperava que ela pudesse passar por este evento traumático.

"Tanya, eu estou aqui. Está tudo bem. Ele não pode feri-la", Eu disse enquanto continuava a abraçá-la. Eu estava tentando acalmá-la e me acalmar no processo. Eu deveria ter estado aqui antes, mas eu estava aqui agora, e precisava fazer tudo em meu poder para ajudá-la com isso. "Shh. Vai ficar tudo bem." Fomos lentamente balançando, como se fosse uma dança lenta.

"Edward, o chefe quer que a gente se encontre na delegacia, para que possamos escrever as declarações e deixar os relatórios iniciais prontos. Tanya terá de estar lá também." Yorkie foi cautelosamente tentando nos guiar para fora de lá.

Tanya e eu nos separamos, e eu finalmente me deixei dar uma olhada nela. Dizer que ela parecia o inferno era uma subestimação grosseira. Ela tinha terríveis bolsas sob seus olhos, e quando olhei de perto, vi material cerebral colado ao seu cabelo. Ela estava salpicada de sangue, que estava começando a secar, e cheirava horrível. Coloquei meus braços para fora na minha frente e percebi que eu estava agora coberto de fluidos corporais também.

Forcei a irritação para o fundo da minha mente, e tirei meu paletó, oferecendo a ela. Ela estava usando um suéter desproporcional sobre um par de leggings. Ela olhou para a meu casaco por um minuto antes de começar a colocá-lo por cima do seu suéter.

"Tanya, tire seu suéter, e depois coloque o casaco", eu disse com naturalidade. "Meu casaco está muito mais limpo do que a seu suéter."

Ela começou a me entregá-lo de volta para mim, e depois mudou de ideia. Ela virou-se, tirando o suéter, e colocou o meu casaco. Quando ela se virou de costas para mim, enquanto o abotoava, ela me deu um olhar com um pouco em pânico. Tanya nunca foi um ser tímido, e foi um pouco irritante que ela decidiu começar. Eu não podia mais analisá-la por isso, visto que ela tinha acabado de ser mantida refém não há muito tempo.

Ela ainda parecia desconfortável e suas mãos ainda estavam tremendo.

"Vamos tirar você daqui." Eu a peguei e saímos pela porta.

Haviam vans de notícias alinhadas no perímetro, e eu podia ver as luzes das câmeras. Eu podia ouvir o frenesi da mídia irromper quando eles nos viram sair do prédio.

Suas palavras foram correndo juntos, e eles me lembraram de abutres circulando suas presas. Eles estavam mostrando desrespeito absoluto, e tudo que eu podia fazer para não enfiar suas câmeras em sua fodidas bundas.

Eu segurei Tanya mais perto e passei correndo por eles. Um filho da puta, que me fez lembrar do Newton, estava realmente fazendo piadas com o cara ao lado dele e porra teve a coragem de rir. Fizemos contato com os olhos e ele poderia dizer que eu estava chateado.

"Você não vai nos dizer o que aconteceu Agente?" Ele arrastou propositalmente a palavra 'agente' e eu poderia incluir friamente.

"Sem comentários. Mostre algum respeito", eu gritei com veneno.

"Foda-se ele." O 'cara' que lembrava Newton disse ao seu amigo.

Eu me virei e olhei para ele. Se eu não estivesse segurando Tanya, que estava ficando mais pesada a cada minuto, eu teria que bater na bunda do desgraçado.

"Como diabos ele me viu?", disse ele, totalmente surpreso.

Chegamos à delegacia local e Tanya era uma bagunça nervosa. "O que você estava fazendo lá numa segunda-feira de qualquer maneira?" Perguntei a ela.

"Eu só fui pegar meu hor... horar... horáriiio." Ela começou a chorar mais uma vez, e eu não poderia ajudar, então só pensei em como acho que essa será uma longa noite.

Realmente não há muito que eu possa fazer com toda a honestidade. Eu não estava na cena do crime antes do tiroteio, e eu estava no tribunal durante o assalto a banco. Fiquei, no entanto, preso lá como apoio moral de Tanya.

Ela foi ao banheiro, e eu chequei meu telefone para ver quais chamadas eu tnha perdido. Havia um SMS de Bella, o que me fez sorrir, apesar da situação. De uma forma completamente inapropriada, meu pau voltou à vida quando li minha nova palavra favorita 'chuveiro'. Minha menina sabia como escrever uma SMS.

Eu mandei uma mensagem para ela de volta quando Tanya saiu do banheiro. Eu sutilmente reorganizei meu pacote* e coloquei meu telefone longe de vista. Ela poderia ter sido morta e lá estava eu sorrindo, com um gordo. Eu era um completo idiota.

Eu olhei para ela e percebi que ela estava esfregando seu estômago como se estivesse com dor. "Tanya, qual é o problema?"

"Nada. Estou bem. Eu estou com um pequeno mal estar. Mas estou bem, realmente." Ela estava respirando profundamente e continuou a apertar a barriga.

Fui até lá e peguei-lhe uma cadeira para se sentar. "Tanya, sente e tente relaxar."

Ela sentou-se cautelosamente, e eu não pude deixar de pensar que ela parecia mais pesada do que a última vez que a vi. Eu tinha certeza de que as roupas largas não ajudam, para não mencionar que estava coberta com pedaços de cérebro de algum filho da puta.

Eu esperei até que ela se acalmasse um pouco, antes de propor que ela tomasse um banho. Eu estava tentando não ser um idiota, mas eu estava ficando com uma espécie de nojo.

"Tanya, vai demorar um pouco antes que você tenha que dar seu depoimento. Que tal você ir para o ch... se limpar?" Eu não poderia me obrigar a dizer a minha nova palavra favorita para Tanya. "Há um vestiário no corredor."

"Eu não tenho roupas, Edward." Sua respiração tinha finalmente voltado ao normal.

"Eu vou te dar algumas. Não se preocupe com isso. Você sente-se bem o suficiente?"

"Sim, acho que sim", disse ela, hesitante.

Eu andei pelo corredor e me dirigi para o vestiário. "Eu vou ter certeza que ninguém apareça, eu vou encontrar algo para vestir. Há toalhas e produtos de higiene aí dentro."

"Ok, mas você pode, por favor, se apressar. Eu não quero ficar sozinha. Eu estou tão assustada."

Eu não quero salientar que nós estávamos em uma delegacia de polícia. Eu me virei e fui em busca de algumas roupas.

"Tudo bem, eu vou correr."

Eu consegui encontrar um par de shorts que dizia 'Finest de Seattle' neles, mas voltei de mãos vazias no quesito camisetas. Eu sabia que todo o departamento preferiria que eu voltasse sem nada, mas agora não era o momento de planejar paqueras.

Lembrei-me que a minha mochila da academia estava no meu carro. Fui para fora e peguei uma camiseta na mochila, e um casaco do FBI que estava no carro. Eu estava tentando me apressar, pois eu não queria deixá-la mais triste.

Eu bati na porta do vestiário timidamente, mas não obtive uma resposta. Eu entrei e podia ouvi-la falando em voz baixa no seu celular. Eu não queria escutar, porque não era da minha conta, o com quem ela estava falando. Eu limpei minha garganta, alertando-a de minha presença. Ela imediatamente terminou a chamada.

"Hey," ela disse.

"Eu encontrei algumas roupas," eu disse, enquanto entregava a ela.

"Obrigada. Acho que vou tomar aquele banho agora." Ela começou a se despir, mas depois hesitou.

"Hum, ok, eu vou esperar no corredor", disse eu, sem saber o que ela queria que eu fizesse.

"Obrigada. Ei, você se importa de ligar para Angela e perguntando-lhe se ela vai vir aqui?"

"Claro. Vou chamá-la." Fiquei aliviado que ela teria alguém para lhe dar o apoio que ela precisa.

Eu saí do vestiário para que uma Tanya recém-tímida pudesse se despir. Eu acho que foi uma coisa boa que ela não me queria lá, ou a situação poderia ficar ainda mais estranha. Foda-se, eu ainda não tinha tido a oportunidade de informa-lhe sobre minha Harley... Para não mencionar os meus jeans!

"Edward, o chefe está pronto para Tanya." Yorkie parecia que estava acordado por dias. "Ela está bem?"

"Ela se sente um pouco enjoada, mas ela estar tomando banho agora," eu disse, enquanto apontava para o vestiário. "Eu disse a ela que eu ia esperar aqui fora."

"Tudo bem, vou dizer ao chefe que você vai estar lá quando ela estiver pronta." Yorkie caminhou em direção à sala de conferências.

Eu caminhei pelo corredor sem rumo, enquanto ela tomava banho. Pensei em ligar para Bella, mas já era tarde, e eu não queria acordá-la. Eu percebi que eu quase me esqueci de ligar para Angela, então eu comecei a discar o número dela. Nós conversamos por um minuto, e ela disse que iria sair em breve.

Tanya saiu do vestiário parecendo muito melhor do que quando ela entrou. Caminhamos para a sala de conferência juntos. Nós sentamos e ela foi convidada a dar seu depoimento. Ela começou a ficar extremamente ansiosa e nervosa, enquanto ela estava revivendo o pesadelo. Eu me senti terrível por ela. Ela não merecia o que ela estava passando. Ela passou por muita coisa ultimamente.

Sua declaração foi completa, e quando saímos da sala, Angela estava esperando no corredor. Tanya correu até ela e elas se abraçaram fortemente. Ela começou a chorar mais uma vez.

"Eu pensei que ia morrer." Ela estava abraçando Angela e lhe dando alguns detalhes sobre o que aconteceu entre soluços.

"Está tudo bem docinho. Você vai ficar bem. Você se sente bem?" Angela estava esfregando as costas dela e parecia genuinamente preocupada.

"Eu tive um pouco de cólica mais cedo e me senti mal, mas eu estou bem agora." Ela estava soluçando, quando ela olhou para mim.

"Agente Cullen, eu preciso te ver na sala de conferência", disse o chefe, em tom sério.

"Tudo bem Edward. Vou leva-la para casa", disse Angela.

Eu disse adeus, dei um rápido e desajeitado abraço em Tanya, e caminhei até a sala de conferências.

O chefe, Yorkie e falamos sobre os detalhes do dia do cão. Descobriu-se que a vítima/assaltante estava em liberdade condicional, o que significava que seria capaz de entrar na residência sem problemas.

Ele também foi um membro dos South End Riders. Esses perdedores estavam fazendo de tudo para ganhar um pouco de credibilidade nas ruas. Estava ficando completamente fora de mão.

O plano era para procurar a residência pela manhã, na esperança de encontrar o dinheiro roubado, e isso, seria capaz de fechar o caso.

Eu estava tão feliz que Angela tinha vindo para cuidar de Tanya. Ela simplesmente não era o meu trabalho mais, e isso só faria as coisas mais difíceis para ela.

Depois de se debater e virar a noite com pesadelos, eu decidi que iria apenas me levantar com os galos, e começar meu dia. Sonhei com um homem armado com um refém, mas quando ele se virou era Bella em vez de Tanya. Foi quando ouvi o tiro que tirou a vida do atirador, e eu em pé na minha cama.

Eu vesti algumas roupas, e decidi que uma corrida ajudaria a limpar a minha cabeça, e me livrar dos sentimentos de ansiedades que meus sonhos causaram. Eu não conseguia afastar os sentimentos de culpa que eu estava sentindo por estar grato que o refém havia sido Tanya e não Bella. Que porra é essa? Que coisa mais insensível de se pensar. Antes que percebesse, já estava fazendo meu caminho de volta para minha casa no ritmo de um velocista.

Eu verifiquei meu telefone antes tomar banho e percebi que tinha uma SMS. Abri um não pude deixar de rir.

eDWArd, ê pode vIR aqui mais de 4 super 2noite!.?

Era da minha mãe, Deus a ama. Ainda bem que ela, ela é uma cozinheira fodida de boa. Eu quase pensei em ver primeiro se Bella tinha planos, mas eu precisava responder a minha mãe.

Mãe com certeza. Isso seria SUPER bom.

Eu sabia que eu precisava ver Bella. Eu pensei que se eu pudesse levar Bella comigo para procurar o apartamento, eu poderia matar dois pássaros com uma pedra só. Eu acho que eu poderia classificar Bella como um pássaro desde que seu sobrenome era 'Swan' - Cisne. Eu estava pronto para o trabalho e liguei para o escritório de liberdade condicional no meu caminho para o centro.

"Ei Irina. É Edward", eu disse docemente.

"Bem. Olá para você agente. Estou supondo que você está ligando para ver quem era o oficial daquele imbecil", disse ela, sem parar.

Irina sabia o que estava acontecendo melhor do que ninguém.

"Sim. Você sabe sobre isso", eu disse.

"Bem, seu amigo esteve aqui horas já. Ele arrancou o cabelo e se trancou em seu escritório."

"Tudo bem." Pobre Emmett. Ele ia ser arrastado pelas brasas. "Você pode me transferir para a Oficial Swan? "

"Claro que sim baby."

Foi muito bom ouvir a voz da minha namorada. Eu não podia esperar para vê-la, mesmo que fosse para fazer algo potencialmente perigoso. O melhor cenário é o em que o proprietário nos deixaria um apartamento vazio.

É claro, o melhor cenário não era o que estava nos planos. Corremos os quatro lances de escadas para chegar ao apartamento correto. Claro que era no andar de cima. Eu estava em boa forma, mas encontrei-me sem fôlego. Eu estava esperando que Bella não percebesse. Quando chegamos à porta, nós ouvirmos uns ruídos no interior. Bati tão alto quanto podia sem foder a minha mão, e um garoto de aparência jovem atendeu. Ele rapidamente tentou fechar a porta, mas eu forcei meu caminho para dentro antes que ele pudesse fazer isso.

Bella e Yorkie vinham logo atrás. Quando nós três entramos no apartamento com as nossas armas em punho, vimos três rapazes e eu podia ouvir um no banheiro.

Eu entrei bruscamente no banheiro para ver uma bunda magra que parecia ser de um garoto. Ele estava debruçado sobre o vaso sanitário esvaziando um saquinho, do que eu suspeitava ser cocaína nele. Suas calças largas estavam tão baixas que eu pensei que elas poderiam cair fora dele. Eu o derrubei do vaso sanitário e peguei um punhado de sua camiseta.

O banheiro era pequeno pra caralho, por isso eu o arrastei para a área da cozinha. Eu o empurrei para o chão, e foi colocando minhas algemas nele, que eu notei que ele tinha parado de se mover e estava olhando para Bella.

"Puta", ele rosnou para ela.

Eu continuei a algemá-lo tão apertado quanto minhas algemas eram capazes. Ele chamou a porra da minha garota de 'puta'. Eu precisava manter a calma, quando, na realidade, eu queria chutar a merda para fora dele, e depois forçá-lo a pedir desculpas. Apesar de que seria cavalheiresco, tenho certeza que teria chateado a merda fora de Bella.

Pegamos o controle da situação e fomos fazer o que viemos fazer. Fiz um gesto para Bella procurar na sala de estar, enquanto eu fui para o quarto. Fiquei chateado que eu esqueci minhas luvas de borracha. O lugar estava fodidamente sujo. Eu olhei em volta e nada era muito óbvio.

Eu virei a cama dentro para fora, procurei através dos armários, e olhei no sob os armários. Nada. Eu estava prestes a ver isso como um dia ruim, quando eu vi algo na escada de incêndio. Me movi para a janela e vi uma mala pendurada lá. Bingo... como eu esperava. Quem sabia o que estava nela. Eles poderiam ter uma mala para uma fuga rápida.

Forcei a janela aberta e arrastei-a para dentro. Ela estava pesada pra caralho. Eu me senti como a porra do Jerry Maguire, porque eu queria começar a gritar 'MOSTRE-ME O DINHEIRO!'. Senti que isso poderia ser um pouco inadequado, mas não pude deixar de rir.

Eu respirei profundamente e abri o zíper da mala. "Prêmio!" Eu gritei. Foda-se sim. Havia uma tonelada de dinheiro, e eu pude ver que algumas das notas foram tingidas com um corante roxo feito pela bomba de tinta. Missão cumprida.

*Dye Pack ou bomba de tinta é um dispositivo roxo/vermelho utilizado por bancos pra evitar roubos, ele explode quando acionado e mancha e queima o dinheiro.

Eu estava me deleitando com o meu sucesso, quando, de repente, eu pude ouvir algum tipo de comoção.

"Oh, foda-se! Eu dou apenas pare de me morder!" Ouvi isso da voz de um homem.

Eu corri para fora do quarto a tempo de ver Bella segurando o tornozelo de alguém e mordendo o inferno fora dele. Ela, então, ficou em cima dele e o algemou. Eu pensei que ela tinha estourado ele na madeira.

Eu vi quando ela o virou, e eu podia dizer pelo olhar em seu rosto que ela estava desapontada. Eu me perguntava por que.

"Riley O que você está fazendo aqui?" Ela perguntou com sua voz tremula.

"Eu juro que eu acabei de chegar aqui, Oficial Swan", ele disse a ela.

Eu fui malditamente rápido, e descobri como ela o conhecia. Bem, a parte do "oficial" pode ter me dado uma dica. Eu vi quando ela começou a se acalmar e foi falar com ele como um ser humano em vez de ser como a merda do macaco apertando sua bunda.

Olhei para Yorkie que estava boquiaberto para Bella. "Cara, qual é o problema?"

"Você está brincando comigo?" ele, comentou. "Ela é uma espécie de menina vampira? Isso foi genial!" Ele estava segurando as mãos como se estivesse prestes a bater palmas.

Ele deve ter pensado melhor nisso quando ele viu que ela realmente o conhecia, e estava no meio do que parecia ser uma conversa seria.

Nesse meio tempo, eu chamei a polícia para que eles pudessem decidir se iriam apresentar acusações para as drogas e apetrechos, e então eu chamei meu supervisor para notificá-lo do dinheiro recuperado.

"Edward, eu posso falar com você por um minuto?" Bella perguntou timidamente.

"Sim, desde que você prometa não morder", eu respondi, e caminhei em sua direção.

Ela sussurrou no meu ouvido quando se aproximou. "Não diga isso de novo, ou eu prometo que nunca vou te morder."

Ela estava olhando para mim sob os cílios, e eu decidi que eu realmente quero que ela me morda.

"Você estava dizendo?" Eu disse com seriedade simulada.

"Ok, então, o Sr. Riley Xavier ali acabou de sair da prisão, no outro dia, e é um dos meus casos. Ele jura que só parou aqui para ver alguém que ele conhecia. Ele disse que só usava essas roupas para não ser fodido nesta área. Eu procurei e ele está limpo. Que porra eu faço? Ele conseguiu um emprego hoje em e tudo mais." Ela soltou um suspiro e eu poderia dizer que ela estava pensando em sua decisão.

"Você acredita nele, Bella?" Eu perguntei.

"Eu não tenho certeza. Eu gostaria de dar-lhe o benefício da dúvida, mas isso parece ruim", disse ela enquanto mordia o lábio em concentração.

"Bem, você já quebrou as regras com a punição cruel e incomum, então eu acho que talvez alguns dias na cadeia seriam suficiente." Eu sorri para ela e estava esperando uma cotovelada costela.

"Ha ha. Eu estava pensando a mesma coisa. Eu não quero que ele seja demitido antes mesmo de começar o trabalho."

Ouvimos a cavalaria antes de vê-los. Os ruídos inconfundíveis das botas da polícia foram marchando pelas escadas em sincronia. Após a sua chegada, Bella, Yorkie e eu transportamos o da liberdade condicional para a cadeia e deixamos os outros três para a polícia lidar com eles.

Saímos do apartamento e Bella bateu na parte de trás de um homem grande. Ele estava vestido de terno e estava muito ocupado em seu celular para perceber que ele estava bloqueando a porta.

"Umph", disse ele, enquanto se virava.

Ali, olhando para minha namorada, estava Jacob estouemtodolugar Black.

"Jake! Hey. Desculpe por isso", disse ela com um sorriso.

"Ei de Bells! Sinto muito. Eu estava tentando obter o endereço de um cliente. Ele se esgueirou para ligar para mim, enquanto estava se escondendo de policiais no banheiro."

"Quarto andar, última porta à esquerda. Ah, e a propósito, o seu cliente foi pego jogando um saco de cocaína no vaso sanitário quando o encontrei lá", eu disse confiante.

Eu não tinha ideia sobre como aquele cara tinha que me transformou em um babaca total e competitivo. Deixe-me reformular. A maneira como ele olhou para Bella me transformou em um babaca total e competitivo.

Eles conversaram por alguns minutos e eu não tinha certeza de quem estava mais ansioso, eu ou o cara algemado. Ele deu-lhe um adeus abraço, mais uma vez, dizendo-lhe para ela ligar.

Jurei que na próxima vez que eu visse aquele cara, e estivesse com Bella, eu iria pegar sua bunda, peitos, ou qualquer outra parte sua para mostrar-lhe que ela estava fora do mercado. Ainda melhor seria encontrar um desses pingentes de ouro com nomes e colocar o meu em um colar. Ela poderia ostentar uma grande e fodido 'Edward' em torno de seu pescoço. Talvez então ele fosse pegar o ponto.

Largamos o Sr. Riley Xavier na prisão, e, em seguida, foi à vez de nós três voltarmos para nossos respectivos escritórios. Nós fomos até o Edifício do Estado, e eu estava chateado que ela tinha que ficar lá.

Eu saí do carro e abri a porta para ela. Ela ficou na ponta de seus dedos e colocou os braços em volta de mim.

"Eu vou te ver mais tarde garota linda?" Eu perguntei, enquanto acariciava seu pescoço.

"Se você quiser. Vou sair para comer com Alice e Rose, mas posso vir depois."

"Parece bom para mim", eu disse enquanto trouxe os meus lábios para os dela.

Nossos lábios se encontraram em um beijo que me deixou querendo mais. Ela trouxe sua boca para meu pescoço e mordeu. Ela soltou antes que eu pudesse responder e caminhou para o trabalho com arrogância.


N/B ~ O outro lado da história, cara o povo queima dinheiro pra não deixar ser roubado, não sei bem se tem lógica é... Lary Reeden


Complicado o que rolou com a Tanya, traumatiza um pouco. Amo quando a Esme manda mensagens, é muito bom lol HAHA Adoro o Edward com ciúmes do Jacob, fica todo possessivo rsrs

Volto em breve

Beijos

xx