N/A : POV Ben, relacionado as drabbles 22 e 23 se passa algum tempo após a Claire morrer. Título vem de uma frase da música The one you really love da banda The Magnetic Fields.

I might as well be loving air

Quando ele olha pra mim agora é como se eu não estivesse lá realmente, como mais uma mobília, como o papel de parede ou a teia de aranha que havia no canto do quarto de hotel em que estávamos hospedados, ele está ocupado pensando naquela que ele ama de verdade, pensando no cadáver que ele ama de verdade.

Antes eu havia pensando em como seria se eles morressem, era meio difícil não fazer isso quando eu tive mais de uma década de provas que as pessoas que eu amava eram idiotas impulsivos, mas eles sempre morriam juntos em meus devaneios, era assim que a história faria sentido e eu ficaria livre para me sentir miserável quanto a isso, mas destino como sempre provou ser um péssimo narrador.

Então eu acho novos casos para nós trabalharmos a cada semana, o levo para a praia, ligo a televisão a noite, e só vou dormir depois dele e finjo que isso foi algo que aconteceu só com ele. Eu a amava também, eu a perdi também, e eu também sinto falta dela, mas eu não posso pirar ou me afastar de tudo porque se eu fizer eu tenho certeza que eu vou acabar perdendo ele também. Eu já estou perdendo.

Obrigada por ler, reviews são sempre apreciadas.