Apenas uma pessoa

"Apenas uma pessoa no universo que me odeia tanto quanto você" ele disse para o Dream Lord.

Mais tarde quando contou para Amy que ele era o Dream Lord ela o olhou com pena. Donna o teria estapeado se estivesse viajando com ele quando disse isso, o teria dito que a única coisa pior nele do que o seu complexo de messias era o seu complexo de inferioridade , mas ela não estava, ela não se lembrava dele, de todas as viagens pelo tempo e espaço que tinham tido e sequer da mulher que ela havia se tornado. Então nenhum tapa ocorreu e ele continuou mexendo nos controles da Tardis e dando a impressão que ele estava bem, ela estava sempre bem.

Ele perdeu seu planeta e era o último de sua espécie. Isso era o que ele dizia já que dizer que ele havia destruído o seu planeta e que era responsável pela morte de todos os outros Timelords e Timeladys de Gallifrey soava muito pior, embora fosse correto. Havia mais na história, ele fez isso para acabar com a guerra, para salvar o universo mais uma vez, um herói como muitos já o tinham definido e ele acreditava ser as ser, mas só em dias particularmente bons quando todos viviam ele conseguia ver a si mesmo como um bom homem. O que ele mais queria é que um desses dias acontecesse logo.

Obrigada por ler, reviews são sempre apreciadas.