Autora: Bestofrafa

Categoria: Pokemon

Classificação: K+

Genero: Romance, Comédia

Casal: MossShipper (Gardenia & Roark)

Música: Sweet Child o' Mine-Dalimas

Resumo: Songfic. Quando Gardênia, aos 13 anos assume o posto de líder de Ginásio, ela é chamada para resolver o mistério do Old Chateau na floresta. Indo para lá, mas assustada, a ruiva encontra o filho do líder de Oreburgh, Roark e os dois se tornam amigos, indo juntos até a antiga mansão onde encontram os pokemons fantasmas em uma bela tarde de primavera.

Doce infância

Ele tem um sorriso

que me parece

Resgatar as lembranças da infância

Onde tudo era tão fresco quanto o esplendor do azul do céu

Isso aconteceu há 10 anos atrás, em Sinnoh, no Ginásio de Eterna. Lá dentro havia um belo gramado verde com varias flores coloridas e pokemons grama, como Roselias e Budews, andando pela grama. Perto da arena de batalha, havia uma mesa. Gardênia, uma jovem garota de 13 anos, de cabelos ruivos e olhos castanhos era a nova líder do ginásio. Ao seu lado estava seu Budew e sua amiga de cabelos verdes, Cheryl.

"Urg! Eu não quero ir ao Old Chateau Cheryl!" Gemeu Gardenia, aterrorizada.

"Mas por que você tem que ir?" Perguntou Cheryl.

"Minha avó me pediu para ir lá investigar algumas coisas estranhas que tem acontecido ao redor e você sabe que é meu dever, já que sou a líder do ginásio."

"Eu poderia ir com você, mas eu ouvi dizer que tem um fantasma."

As duas jovens se olharam, assustadas.

"É melhor eu ir agora antes que fique tarde." Decidiu Gardenia, se levantando.

"Ok, tome cuidado amiga." Desejou a garota de cabelos verdes.

As duas se despediram e Cheryl foi para casa, enquanto Gardênia e Budew foram para a saída da cidade. Era uma tarde ensolarada e a garota andava pelo caminho até a floresta Eterna, sorrindo, enquanto pegava uma flor branca do chão e colocava em seu cabelo.

"É um lindo dia, né Budew?" Perguntou a garota sorrindo, para seu Pokémon.

"Budeeeew."

Enquanto ela andava no sol, ela começou a pensar que talvez o boato sobre o fantasma fosse apenas um boato. Ela viu a entrada e foi para lá. A floresta Eterna era um pouco escura por causa das inúmeras arvores que formavam uma cúpula, fazendo o sol entrar com dificuldade. Vários Dustox e Beautiflys voavam para as arvores e alguns Burmys se escondiam nos tocos de madeira. Gardênia era conhecida pelo ótimo olfato. Ela sentiu o cheiro de mel dos Combees. E o cheiro de gás.

"Oh não. É cheiro de gás."

Ela viu uma sombra vindo e não esperou, atacou.

"Budewm Grass knot! Grass knot! Grass knot!"

"Ai, isso dói!" Reclamou Roark.

Ela tirou as mãos que cobriam os olhos e viu um garoto da mesma idade que ela, de cabelos e olhos vermelhos e óculos. Ao seu lado estava um Cranidos. Ela levou as mãos à boca, arrependida.

"Merda. Me desculpe! Eu pensei que você fosse um fantasma." Disse a garota, envergonhada.

O garoto sorriu, depois de limpar os óculos.

De vez em quando, ao ver seu rosto

Ela me leva para aquele lugar especial

E se eu olhasse muito,

eu provavelmente perderia o controle e choraria

"Tudo bem. Eu sou o Roark, da cidade de Oreburgh. Prazer te conhecer." Disse ele, educadamente.

"E eu sou Gardênia, prazer. Você é o filho de Byron, né? O líder de ginásio."

Roark estava um pouco constrangido e Gardenia também. Ele porque todos o conheciam por ser filho de um líder de ginásio. E ela porque atacara o garoto em uma confusão.

"É, sou." Ele disse.

"Bom, você esta há muitas horas aqui? Porque esta cheirando a gás." Disse ela, ainda sentindo o cheiro.

Roark estava confuso, enquanto cheirava sua camiseta branca. Nada.

"Sim, há algumas horas. Estava procurando por uma rocha especial aqui."

E ele lhe mostrou uma pedra verde e oval, dentro da mochila.

"E você?" Perguntou ele, curioso.

Agora andavam debaixo de uma arvore.

"Estou indo investigar o Old Chateau. Mas eu odeio fantasmas!" Declarou ela.

Ele sorriu.

"Mas você sabe que dizem que lá é uma casa de fantasmas."

Ela estava infeliz agora.

"Sim, mas é meu dever."

Ele pegou sua mão, fazendo-a corar.

Oh, oh, oh, minha doce criança

Oh, oh, oh, minha doce amada

"Eu posso ir com você investigar o que esta acontecendo. Você quer?" Perguntou Roark, gentilmente.

Ela lhe deu um grande sorriso e beijou sua bochecha, agora fazendo ele corar.

"Claro!"

Eles andaram para uma parte mais escura e afastada onde havia uma velha mansão em ruínas. Uma sombra de um pokemon voou para dentro e Gardênia gritou e abraçou Roark, colocando sua cabeça entre os cabelos vermelhos dele. Ele colocou a mão delicadamente em sua cabeça e Gardenia ouviu o coração dele acelerar.

"Você esta bem?" Perguntou ele, preocupado.

"Sim. Oh meu, é aqui." Disse ela, gemendo.

Eles se separaram e entraram no lugar. Lá havia um velho carpete vermelho e duas escadarias brancas que levavam para o segundo andar onde havia varias portas e estatuas.

"Nada. Eu vou olhar aqui. Você pode olhar o segundo andar. Tome cuidado." Disse o ruivo.

Ela não gostou, mas era líder de ginásio, então concordou.

"Ok."

Ela subiu pela escada direita com seu Budew e olhou os quartos velhos. Nada alem de camas e armários com roupas antigas e puídas. Gardênia sentou-se na cama para descansar um pouco. Sua mente estava em Roark, o garoto que acabara de conhecer. Ele era muito gentil. Talvez possamos comer alguma coisa juntos, depois. Alguma coisa estava atrás dela e ela sentiu o cheiro de gás. Ela se virou e viu um Haunter.

"AAAAAAHHH! BUDEW!"

Seu pokémon pulou e evoluiu em uma Roselia, para proteger sua treinadora. No primeiro andar, Roark ouviu o grito e correu para lá.

"Você esta bem?"

Ele tem olhos do mais azul dos céus

Como se eles pensassem em chuva

Eu odeio olhar nesses olhos

e ver uma pitada de dor

Seus cabelos me lembram

um lugar quente e seguro

Onde, como criança, eu me escondia

E rezava para a chuva

e o trovão

Calmamente passassem por mim

Ele foi para seu lado, pegando sua mão e protegendo a garota, enquanto o Cranidos ficava na frente. Mas o pokemon fantasma não estava atacando, ele estava rindo e tentando brincar com os pokemons deles.

"O que... Ele esta fazendo?" Perguntou ela, chocada.

"Acho que ele esta querendo brincar com nós, não machucar."

Depois do incidente no Old Chateau e o mistério que foi resolvido, Gardênia e Roark foram para a frente da saída da floresta.

"Então, obrigada por me ajudar Roark." Agradeceu ela, sorrindo.

"Foi divertido. Eu espero te ver de novo. Na próxima vez vá até Oreburgh, vou te esperar."

Ela corou.

"Claro, eu vou. Tchau!"

Eles apertaram as mãos e Roark foi para a próxima rota, enquanto ela retornava para a cidade. E essa era a memória da infância deles.

Oh, oh, oh, minha doce criança

Oh, oh, oh, minha doce amada

Para onde vamos?

Para onde vamos agora?

Para onde vamos?

Oh, oh, oh, minha doce criança