A ilusão solitária

- ATRASADA!

Sakura acordou para se deparar como relógio datando 7 horas, saia para escola dali 30 minutos.

- Por que mamãe não me acordou?- Disse ela inconscientemente enquanto despia a camisola – Mãe? – Não houve resposta – Pa- Espera! – Só aí se deu conta estava sozinha – Estupida! Certo... Não dá tempo de tomar banho... Vou me trocar rápido, arrumar e material e tomar café...

Vestiu o uniforme, foi até sua bolsa, checou o material e olhou para o relógio pensando: 'Eficiência, seu nome é Sakura!'. Porém o relógio lia-se 07h20min.

- Como? ESTUPIDA!

Desceu rapidamente a escada e se dirigiu a cozinha. Olhou para os lados a procura do que comer... Inútil. Cinco minutos se passaram e ela desistiu.

- É minha única saída...

Trancou a casa, e saiu. Bateu a porta da casa vizinha, e foi atendida por um homem alto de olhos castanhos com expressão de surpresa e felicidade.

- Senhorita Shields! Bom dia! Logan já estava saindo para a escola! Como foi a noite sem seus pais? – Indagou o senhor preocupado

- Bom Dia Senhor Montgomery! – Só ali percebeu, não havia jantado e muito menos tomado café, estava morrendo de fome. O cheiro de café só fazia piorar sua situação – Estou Bem! Foi um pouco estranho, mas sobrevivi – Disse ela com um sorriso no rosto.

- Tchau pai, te vejo mais tarde! – Disse Logan passando pelo homem

- Tenham um bom dia na escola! – Disse ele

- Bom trabalho para você! – Sorriu Sakura, depois se dirigindo a Logan – Bom Dia para você também!

- Você nem jantou, não é? – Disse o jovem desapontado

- Eu- Não... Como você sabe? – Surpreendeu-se Sakura

- É a sua cara...

-Ei!

- Vamos a um Starbucks antes da aula... - Afirmou o menino


O céu estava claro, e não refletia o estado emocional do grupo de pessoas vestidas de preto envolta de um buraco na terra. Logo após o funeral, algumas pessoas foram embora. Mas Serena e todos os mais próximos à falecida permaneceram até o baixar do caixão. Enquanto o coveiro retornava a terra ao buraco, algumas pessoas iam embora. Mas um grupo de oito famílias permaneceu no local até a partida do coveiro. Todos muito abalados, mas quatro pessoas eram com certeza as mais tristes. Serena abraçava seu pai que parecia desolado e recebia batidas nas costas pelo seu filho de olhar perdido, que por sua vez era abraçado pela noiva. Darien observava a cena com dor no coração, e mais que isso sentia que algo estava errado, fora do lugar.

Sem que o grupo de pessoas percebesse, dois jovens não tiravam o olhar deles. Ambos de cabelos brancos e roupas estranhas. Um deles usava uma calca larga e branca, além de uma camisa longa verde-água. O outro era pouco mais alto e trajava o mesmo, porém sua expressão facial era de clara tristeza. Eles discutiam sutilmente, parceria que ninguém podia vê-los:

- Será que nem mesmo ele sente nossa presença? - Indagou o mais alto

- Talvez ele só esteja nos evitando... - Desapontou-se o mais baixo

- Não vi toda a graça que você disse ter este mundo! - Resmungou

- Você ainda não conheceu as pessoas daqui... Você ficará impressionado! - Respondeu o mais baixo

- Só existe uma pessoa por quem me interesso aqui, e ela pertence ao nosso mundo! - Exasperou-se parecendo ainda mais triste

- Pertencia...

Em um momento rápido o mais alto agarrou o pescoço do companheiro e o jogou contra o chão:

- É o meu ultimo aviso: Não fale assim dela!


Na hora do almoço, Sakura foi chamada pela diretora. Logan, ao ir buscá-la na sala, como de costume, foi surpreendido pela noticia dada por Brenda e Danielle:

- Você aprontou algo? - Indagou Danielle

- Meteu Sakura em encrenca? - Perguntou Brenda

- É claro que não! Fiquem tranquilas... Deve ser alguma coisa sobre a bolsa! E da próxima vez, me deem a noticia sem encher meu saco! - Disse ele rudemente enquanto saia e virava o corredor, saindo de vista:

- Esse garoto me irrita! O que Sakura vê nele?

- Ele não tem boas maneiras!

- Eu ouvi isso - Zombou ele voltando às meninas e surpreendendo-as

- O que foi agora? - Indagaram as meninas ao mesmo tempo

- Fala para sua amiga fazer as refeições lá em casa! Agora sim, tchau.

- Na sua casa? - Perguntou Brenda.

- Sim, por quê? Se ela continuar assim, vai morrer de fome.

- Assim como? - Confundiu-se Danielle

- Ela não vos contou? - Indagou maliciosamente - Não quero estragar a surpresa!

- Contou o que? - Fez-se um coral

- Tchau meninas - Terminou o jovem passando por elas em direção ao refeitório

- O que acabou de acontecer?

- Não faço ideia... - Afirmou Danielle


O sinal bateu, e todos voltaram à sala. Sakura passara a hora do almoço conversando com a diretora. Ao sentar-se pode ouvir seu estômago vazio roncando. Era aula de história, e Brenda sentava-se atrás dela. Quando ela tentou falar com Sakura, o professor impediu, só aumentando a preocupação da amiga. Ao final da aula, as três amigas andaram em silêncio até a penúltima aula do dia, Latim. Danielle e Brenda não aguentavam ficar sem saber o que estava acontecendo, mas tinha medo de perguntar. Passaram o resto dia assim, até que na hora da saída, ao se despedirem:

- Tchau meninas, vejo-vos amanhã! – Disse Sakura

- Você não volta comigo? – Perguntou Danielle

- Reunião da equipe de natação! Desculpe! O Logan vai te acompanhar... – Até! Tenho um bom dia! – Terminou Sakura, já se dirigindo a piscina.

- Iria interroga-la no caminho de casa...- Zangou-se Danielle ao perder a amiga de vista – Droga!

- Tenta falar com o Logan! – Disse Brenda – Tenho que ir também, tchau.

- Espera, não quer me ajudar a interroga-lo?

- Dispenso... E além do mais tenho reunião com a equipe de basquete... Desculpe-me! Tchau

- Sozinha com aquele idiota... E por falar no diabo...

- Sakura pediu para eu te acompanhar...

- Se for forçado, não há necessidade...

- Sério? Beleza então...

- Ei!... Idiota – Terminou Danielle, dirigindo-se as escadas e indo embora.


Depois da reunião, Sakura sentia-se exausta, não almoçara e o que a matinha em pé foi o café financiado pelo amigo. A reunião durou cerca de uma hora, e não teve muitas novidades. Apresentaram Lucas como novo capitão, e alguns novos integrantes. Sakura estava sozinha no corredor de seu armário, onde tinha ido pegar seu material. Algo parecia fora do lugar, seus sentidos estavam completamente alertas, até que 'BAM', uma mão fechará seu armário com força ela se virou rapidamente para se deparar com um menino pouco mais alto que ela de cabelos brancos:

- Sinto sua falta – Ele sussurrou enquanto acariciava seus cabelos – Você mudou tanto.

Sakura gritou o mais alto que pode e ouviu passos de alguém correndo as escadas.

- S, o que foi? – Disse Lucas longe

- LU- - Ao tentar gritar novamente, o jovem pousou suas mãos macias em sua boca, e com os olhos repreendeu-a carinhosamente.

- SAKURA! – Gritou Lucas das escadas, surpreso com a visão - Saia já de perto dela!

Lucas correu em disparada ao seu resgate, mas um soco foi mais rápido e atingiu a boca do rapaz. Logan chegara e já empurrava o homem de perto de Sakura, e a jogara para trás, protegendo-a.

- Quem é você? – Disse Logan mirando o jovem com raiva

O menino deu um riso sarcástico a Logan, uma piscada a Sakura e caiu de costas pela janela. Deixando para trás 3 pessoas perplexas. Sakura caíra sentada no chão e continuava a olhar a janela, assim como Logan. Lucas continuou a olhar a janela até dar por si e correr até Sakura:

- Você está bem? Ele te fez algo? Está machucada? – Indagou o jovem preocupado

- Eu-Eu acho que estou bem, não houve tempo para ele me machucar...

- Tem certeza? – Voltou-se a ela Logan, agora ajoelhado a sua frente.

- Foi só um susto... – Disse a menina – Só quero ir para casa...

- Venha comigo! – Fez-se um coro – Não, comigo! – Continuaram a discutir – Pare de me imitar

- Vocês ensaiaram? – Riu Sakura – Não se preocupe Lucas! Obrigada pala atenção, mas vou com o Logan, ele é meu vizinho, não quero que você saia do seu caminho por minha causa – Disse ela docemente – Vejo-te amanha! – Completou com um sorriso

- Vamos logo então! – Disse Logan levantando a amiga

Todos em pé, o grupo desceu as escadas juntos, e Lucas disse:

- Tomem cuidado!

- Não se preocupe, ela está comigo – Disse Logan arrogantemente – Vamos pegar uma carona com a minha mãe...


No carro se mantiveram em silêncio, Sakura no banco de trás e Logan no passageiro. Decidiram não contar o que acontecera a diretora, com medo da repercussão que viria em seguida. O Colégio Santa Mônica era sempre patrulhado pela mídia, e uma invasão seria explorada demais. Não demorou até chegarem à casa de Logan. Eles se despediram da diretora, e saíram do carro. A mulher não pode evitar perceber a tensão do filho, e o medo da jovem.

Sakura foi em direção a sua casa até ter seu pulso agarrado. O carro da senhora Hastings já tinha partido, e ela estava no meio caminho entre sua casa e a de Logan. Um arrepio passou pelo seu corpo antes que se virasse para ver Logan segurando-a:

- Você quer me matar de susto? – Indagou tirando sua mão

- E para onde está indo? De agora em diante fará as refeições aqui em casa! – Disse ele surpreso – Vamos logo!

Dirigiram-se a casa de Logan, o pai do menino já havia preparado a janta, e estava a espera de Sakura. Depois de comerem, como retribuição, a menina propôs-se lavar a louça, ainda que sob críticas do anfitrião.

Foi até a cozinha acompanhada de Logan, que secaria os pratos, enquanto o doutor Montgomery ficou assistindo televisão na sala. Assim que ouviu a televisão ligar, Sakura começou a conversar com Logan sobre o incidente, que mantiveram escondido até agora:

- Logan... Você percebeu ?

- A janela fechada?

- Exato! Como é possível ele ter simplesmente ter saltado do terceiro andar por uma janela intacta?

- Prefiro não falar sobre isso – Não importava o ângulo de visão, Logan sabia mais do que permitia falar.

- Se você não estivesse lá acho que estaria me convencendo de que foi tudo uma ilusão

- Talvez tenha sido – Disse Logan com o olhar longe – Estávamos sonhando acordados a mesma coisa. O que você acha da ideia?

- Filosófico...


Terminado o serviço, Sakura agradeceu e voltou para casa, escoltada pelo amigo. Quando chegou a porta parecia triste, vinha tentando dizer há tempos, o medo a consumia, até que Logan como que lendo sua mente disse;

- Você conseguirá dormir sozinha? Imagino que- - Começou, até ser interrompido

- Não!

- Venho aqui mais tarde então... Até já!

Sakura entrou em casa um pouco mais aliviada, mas ainda sentia a tensão de estar sendo vigiada. Deixou seu material na sala, e foi ao seu quarto, tomou um banho rápido e ao sair achou um bilhete na cama. Nele Logan dizia estar a sua espera na sala. A menina se trocou e foi até lá, encontrou o amigo dormindo no sofá.

Sendo assim, arrumou seu material, e depois arranjou uma cama para o amigo dormir em seu quarto. Acordou-o e ambos subiram as escadas para irem dormir. Não demorou para eles caírem nos braços de Morfeu.


A meia noite, um barulho estrondoso se deu na rua, acordando Sakura. Sem fazer nenhum som, a jovem correu para a sala e segurou uma parte da cortina, viu um buraco enorme no asfalto e três belas mulheres no meio, sem parecerem machucadas, todas com um sorriso no rosto.


Nota da Autora:

Por favor revisem e critiquem! Quero saber o que estão achando da fic!

Beijos e até a Próxima, espero que estejam gostando!