Demons do not Love.

Humanos são seres fracos, concordam?

São quebradiços e orgulhosos. Estão sempre caindo nas mentiras dos demônios.

Morrem tão facilmente, se magoam tão facilmente, se apaixonam tão facilmente...

Ciel Phantomhive é um humano. Fraco como todos os outros, mas com uma alma que todos os demônios desejam e apenas um terá.

Um humano que jurou jamais se apaixonar por aquele demônio.

Jurou nunca amar aquele demônio.

Nunca amar o demônio que cuidava de si há exatos dois anos.

Nunca amar aquele demônio que todas as noites ia para o quarto do jovem conde. Que todas as noites se aproveitava do corpo do conde. Que todas as noites, fazia amor com ele.

Jurou nunca amar aquele maldito demônio que estava sempre o provocando.

O maldito demônio que mesmo não podendo mentir para o conde, iludia o mesmo todas as noites.

Pensou em como Elizabeth e os outros reagiriam se descobrissem.

Descobrissem que mesmo jurando nunca amar o maldito mordomo demônio

Ciel se apaixonou perdidamente pelo mesmo.

Pelo mesmo maldito demônio com quem fez contrato. Aquele demônio que se fingira de mordomo todos esses anos. Sebastian Michaelis.

Ciel o amava. Amava aquele demônio que antes era só mais um peão em seu tabuleiro.

Que antes era só mais um de seus criados.

Ciel o amava.

E não era correspondido.

Afinal, demônios não amam, não é?