PRIMEIRA FIC DE "A NIGHTMARE ON ELM STREET"! UHU!

Espero que gostem!


A Nightmare on Elm Street:

The resumption

x-x-x-x-x-x-x

Uma garota destrancava a porta da frente de sua casa e após entrar bateu a porta com força, jogando em seguida sua bolsa em cima da mesa, e depois se jogando no sofá da sala.

-DIABO DE INFERNO! – Ela gritou para si mesma com raiva – Aquela vadiazinha...

Ela deu um soco em uma almofada, e a jogou para longe.

-Como é que ela, aquela sonsa maldita, conseguiu o papel de vilã e eu a melhor de todos os desgraçados naquele lugar NÃO? – Courtney gritou e resmungou exatamente como uma criança quando faz birra, como se fosse adiantar algo – O que ela tem que eu não tenho em dobro? Aquela prostitutazinha sem graça deve ter no mínimo dormido com o diretor! Do contrário, ela não conseguiria nem mesmo um emprego para limpar banheiros!

Courtney Hellish tinha vinte e dois anos de idade, era atriz em um teatro de cidade de Springhood, porém, não se contentava com apenas isso. Sonhava alto, queria ser a estrela dos grandes filmes de Hollywood, trabalhar ao lado de lendas do cinema, como Bill Nighy, Johnny Depp, Gary Oldman e outros famosos mundialmente conhecidos. Ela sabia que tinha o que precisava para chegar lá, ela tinha talento, garra, não tinha medo de nada! E tinha beleza física. Embora ela não acreditasse muito nisso. Cabelos negros e um pouco curtos, olhos profundos, pele clara, e usava um sotaque britânico que ela realmente não sabia de onde tinha saído. Mas era bom, assim, ninguém saberia sobre nada.

E para piorar, a mulher ainda era perfeccionista, TUDO tinha que ser EXATAMENTE como ela imaginara, cada um de todos os mínimos, mesmo microscópicos detalhes deviam funcionar como ela planejara, ou, preparem-se para a terceira guerra mundial! Mas ela não queria ser a "mocinha bocó que está sempre em perigo" como ela chamava. Não. Ela queria ser a vilã, aquela que você chega a ter ódio enquanto assiste o filme, aquela que você tem vontade de quebrar o pescoço quando surge em cena,

Mau humorada, antissocial, com um perfil semelhante ao de um serial killer, e satânica, Courtney não tinha dó quando se vingava. Uma vez, quando estava no sexto ano do ensino fundamental, mandara um colega de classe para a emergência. De tanto que batera no infeliz.

Sem ideias para vingar-se da garota que arrebatara o papel de vilã da peça, pegou o controle remoto e ligou a televisão em algum filme de terror ou qualquer coisa do gênero que estivesse passando. Havia se mudado recentemente para os EUA, antes, morava no sul do Brasil. Detestava aquele lugar, os costumes daquele lugar, as pessoas daquele lugar... tudo daquele lugar. Aprendera a falar inglês sozinha, orgulhosa demais até mesmo para fazer aulas. Falava o idioma fluentemente, era quase como se ela já soubesse inglês desde o maldito dia em que veio contra a vontade de todos ao mundo.

A casa na qual morava agora, ela também havia comprado recentemente e por um excelente preço. Se orgulhava de ter uma casa só sua. Sem ninguém para lhe incomodar, ou lhe dizer coisas tipo: "Faça isso!" "Faça aquilo!" "Não está bem feito, faça outra vez!".

Era uma rua tranquila, vizinhos que não faziam barulho, e ela gostara do endereço também.

Casa 1428, na Elm Street

Ficou animada ao ver que estava passando o remake do filme "Halloween".

-Vadia estupida... – Disse ela para si mesma quando a garota subiu as escadas em uma tentativa de fugir de Michael Myers – Nunca se coloca a altura contra você em uma perseguição! Se eu estivesse neste filme, além de atuar melhor, eu iria sobreviver.

Courtney sabia se virar em situações difíceis sozinha, se virara a vida toda sozinha. Porém, muito em breve, o que ela disse sobre conseguir sobreviver em um filme de terror, seria posto em prova.


Is Courtney a really badass, or she is just a stressed woman angry with the life?

We shall see…

CAPTAIN JONES IS BACK!

One and Two, C. Jones is coming for you… HAHAHAHAHA!

Please, send reviews!


Captain Jones