O Estudante de Intercâmbio

Disclaimer: Essa fanfic pertence a Lady Gwynedd que me autorizou a tradução, Twilight e seus personagem pertencem a Stephenie Meyer, e a mim somente a tradução.
Sinopse:
Ele é simplesmente um estudante de intercâmbio à procura de uma xícara decente de chá e Bella fornece isso. Ela acha que ele é completamente perfeito. Quando ele se encontra em um problema, ela se oferece para ajudá-lo; no entanto logo ambos terão muito com o que lidar. Será que o amor verdadeiro vai prevalecer?


Capítulo 11 – Colora O Meu Mundo

No dia seguinte, eu acordei com meu telefone tocando. Grogue, o peguei e vi que era Alice. Bem, eu lhe disse para esperar até depois das nove. Era 09:01.

"Alô?" Eu parecia sonolenta.

"Bella. Acorde! Nós temos planos para fazer." Alice poderia existir com cinco minutos de sono, eu juro. De manhã ela sempre estava brutalmente alegre.

"Ugh," foi tudo o que eu disse.

"Oh, Bella! Eu amei, amei, amei Edward. Você fez bem, garota."

Eu sorri, ela estava falando sobre o meu assunto favorito, "Eu também acho que ele é maravilhoso."

"Honestamente Bella, a maneira como ele olha para você. Eu quase desmaiei."

"Sério?"

"Oh meu Deus, Bella. Nunca vi um cara olhar para uma menina com tanta adoração antes. Por que não me disse que vocês dois estavam tão sérios?"

"Eu não sabia que estávamos, até depois de você e Jasper viajarem."

"Mas você não ligou ou até mesmo mandou uma mensagem!"

"Bem, nem você."

"Eu não estava me casando, Nimnul*!"

*Nimnul: Um termo pejorativo usado por Mork do seriado Mork & Mindy, semelhante a "babaca".

"Eu sei. Eu sei. Eu não sabia como lhe dizer sem soar louco. Foi uma daquelas coisas que você tem que ver para entender."

"Bem, provavelmente você está certa sobre isso. Teria ficado louca no Texas pensando que você estava pirando de vez."

"E eu o iria fazer, não importa o que alguém me dissesse. Então, você teria ficado louca, e arruinado suas férias com Jasper por nada."

"Isso é verdade. Então, Edward disse que vocês vão se casar novamente na Igreja?"

"Isso é o que ele disse."

"Mas não é o que você disse?"

"A família do Edward é religiosa, eu acho. Edward é , de qualquer maneira. Acho que ele gostaria de ter um casamento na igreja, mas eu sei que ele nos considera casados como nós somos."

"Mas é claro! Há uma licença e tudo."

Eu sorri boba, "Sim."

"Onde está Edward?"

"Ele tinha que ir ao campus hoje para organizar algo de uma das suas aulas do próximo semestre." Sentei-me na cama e vi algo com o canto do meu olho. Eu me virei e engasguei. Havia uma única longa haste de rosa vermelha sobre a mesa ao lado da cama. Um bilhete estava junto.

"O que foi Bella?" Alice ouviu o meu suspiro.

"Edward me deixou uma rosa", eu cantarolei "e um bilhete."

"Awww. Isso é tão doce." Eu coloquei a nota de lado para ler depois que terminasse com Alice. Montamos os planos para esta noite. Ela e Jasper viriam em torno de seis e trarão as bebidas, eu vou cozinhar. Eu pensei em ir a mercearia próxima e ver o que eles tinham que parecia apetitoso.

Assim que Alice desligou, eu abri o bilhete e li: "Para Bella, Você fez o meu sonho se tornar realidade. Com amor, Edward."

Awww é certo. Aquele homem tinha o meu número. Eu suspirei enquanto dobrei o bilhete no nosso livro de recados, que tinha menos mito sobre isso com o passar dos dias. Passei a meia hora seguinte me preparando para o meu dia. De repente, a campainha da porta tocou. Eu não estava esperando ninguém, então estava hesitante quando respondi, "O-Olá?

"Bom dia Sra. Cullen. Sou o Tyler Crowley da INS. Eu poderia entrar para uma visita, por favor?

Santa merda! "Claro, Sr. Crowley". E eu zumbi a porta aberta. Alguns minutos depois, ele estava de pé no meu tapete me mostrando sua identificação.

"Onde está o Sr. Cullen?" perguntou ele.

"Ele está no campus agora recebendo uma classificação para uma aula que ele vai fazer no próximo semestre."

"Você sabe quando ele estará de volta?"

"Honestamente, eu não tenho certeza. Eu estava me preparando para executar algumas tarefas na cidade, portanto, não estava esperando que nos encontrasse até a hora do almoço. Devo ligar para ele e pedir para que volte agora?"

"Sim, por favor." Ele, então, começou a olhar o nosso apartamento sem pedir licença e verificar as coisas em uma lista que, suponho, de ele viu ou não viu. Eu disquei o número de Edward.

"Olá, Bella mia". Sua voz era suave.

"Edward, obrigada pela rosa. Foi adorável."

"Foi um pequeno símbolo dos meus sentimentos por você, minha esposa."

Ele me faz derreter. O que posso dizer?

"Eu adorei." Parei precisando seguir em um assunto mais sério, mas não querendo abandonar os sentimentos quentes desabrochando dentro de mim, mas eu tinha que fazer. "Edward, o Sr. Tyler Crowley do INS está aqui. Ele está requisitando que você volte para casa o mais rápido possível. Ele está aqui para uma visita domiciliar."

"Tudo bem. Espere aí, Bella. Eu já estou indo." Ele desligou a chamada e eu me virei para encontrar Sr. Crowley olhando as fotos de nossa família.

"Sra. Cullen, eu poderia lhe pedir para olhar para essa foto e me explicar quem são essas pessoas?"

Oh, caramba. Olhei para a foto. Era uma da família de Edward: "Vamos ver. Esse é Emmett, irmão de Edward. Próximo a ele é sua esposa, Rosalie e seus dois filhos, Emma e Esdras. Emmett está na RAF* e vivem em Suffolk, eu acho."

*RAF: Força Aérea Real.

"Você acha? Você não sabe?"

"A base do RAF? Se isso é em Suffolk? Eu nunca estive lá, então eu não estou muito certa."

Ele se sentou no futon, novamente sem ser convidado. Eu sentei na cadeira.

"Onde você e o Sr. Cullen se conheceram?"

"Eu o tinha visto no campus, mas realmente não interagimos até que ele veio jantar onde eu trabalho."

"Quando foi isso?"

"Em setembro passado."

"E quando você decidiu se casar?"

"Dezembro."

"Será que vocês se casaram para que o Sr. Cullen pudesse ficar nos EUA?"

"Não, eu casei com ele porque o amava."

"Quando você se casou?"

"Dia 18 de dezembro do ano passado."

"Parece muito conveniente para ele se casar pouco antes de seu visto expirar."

"Uma coincidência, eu lhe garanto. Estamos muito felizes no casamento."

"Bem, por causa da rapidez aparente desta união, eu estarei relatando ambos aos escritórios da INS para a investigação de fraude. Alguém vai ligar amanhã para marcar um encontro."

"Você não vai esperar Edward chegar?"

"Não é necessário."

"Mas você pediu-lhe para vir. Ele está a caminho."

"Não faz diferença. A data de seu casamento foi um gatilho."

"Mas a INS sabia quando nos casamos antes de você chegar aqui. Eu não entendo por que você veio hoje. É óbvio que estamos verdadeiramente casados e vivemos juntos. Você está nos acusando de fraude só porque somos recém-casados ?"

"Não. Eu não estou te acusando de fraude, é apenas a nossa política no caso de tempo, etc., para investigar as coisas mais de perto."

Só então, a porta se abriu e Edward entrou.

Levantei-me e fui até ele, "Edward, este é o Sr. Tyler Crowley, do INS. Ele está relatando para que nós sejamos investigados por fraude devido ao fato de termos casado tão recentemente."

Edward colocou seu braço em volta de mim e olhou para o agente, "Eu lhe asseguro, somos casados legalmente e moralmente. Basta olhar ao redor, você pode dizer que estamos vivendo juntos."

"Isso é óbvio. Mas a Sra. Cullen não sabia onde seu irmão morava."

"Eu disse que ele estava estacionado na base do RAF e que eu achava que era em Suffolk, na Inglaterra, mas como eu nunca estive lá, não sei ao certo."

Edward deu a um agente um olhar de 'você está falando sério?'. "Ela está certa, você sabe."

"Seja como for, você não está casado por tempo suficiente para obter um visto, Sr. Cullen. Encaminhá-lo para investigação de fraude é automático. Como eu disse a sua esposa, alguém entrará em contato com vocês amanhã para definir a primeira entrevista."

Meu estômago revirou. Eu era um fracasso. Tudo o que eu queria fazer inicialmente era ajudar Edward a ficar nos EUA para que ele pudesse terminar a sua licenciatura. Tudo o que eu tinha feito realmente era colocá-lo através de todos os tipos de problemas. Ele era legalmente obrigado a um fardo. Ele teve de desistir de seu alojamento. Ele tinha que ir comigo em minha caminhada para o trabalho. Ele estava em um momento ruim com seus pais por minha causa. E tudo por nada. O INS estava indo para deportá-lo.

E então eu estaria sozinha novamente.

Meu coração estava partindo.

Sr. Crowley saiu e Edward o acompanhou. Meus olhos se encheram de lágrimas e eu afundei na cadeira e enterrei minha cabeça em minhas mãos. Eu estava na miséria. Eu tinha falhado. Edward iria embora. Um soluço escapou.

"Bella, mia". Eu ouvi Edward sussurrar então, abruptamente encontrei-me sendo levantada e colocada e sentada no colo de Edward. "Bella, não chore. Tudo vai ficar bem."

"Edward, eu falhei com você. Sinto muito", eu disse entre lágrimas.

"Falhou comigo? De onde você veio com isso?"

"Você se casou comigo quando você precisava de algo para ficar e terminar o seu curso. No processo, eu lhe causei tantos problemas. Seus pais estão com raiva de você. Você deu o seu alojamento. E foi tudo por nada."

"Bella, eu casei com você porque quis. Isso não foi por causa do meu diploma. Meus pais estão apenas continuando com raiva de mim. Eles não pararam de ficar com raiva e desapontados desde que eu tinha 14 anos. Eu não sou tão maleável quanto eles desejam. E eu gosto de viver com você – na verdade, eu amo viver com você, então pare. Isso tudo vai ficar bem. Nós vamos passar por isso juntos..."

Mas eu não estava pegando isso. "Oh, Edward", eu gemia, "O que vou fazer se eles lhe mandarem de volta?"

"Oh, Bella", ele respondeu, "O que eu vou fazer se lhe mandarem para a cadeia?"

Engoli em seco. Eu tinha esquecido disso. Eu realmente comecei a chorar agora. Eu era um fracasso, absolutamente ridícula. Eu tentei sair do colo de Edward e me trancar no banheiro – merda de pequenos apartamentos que não tinham muitas portas para se esconder atrás – mas ele não me deixou.

"Bella, Bella, Bella mia. Não há nenhuma razão para chorar. Nós vamos passar por isso. Prometo. Alguma vez não mantive minhas promessas com você? Já?"

"Sim, você é tão decidido", foi a minha resposta aguada.

"E eu sempre mantenho minhas promessas para você, Bella. Cada uma que eu já fiz, desde a maior promessa até a menor. Sei que não estamos juntos o tempo suficiente para você ter absoluta confiança em mim, mas eu estou esperando que isso venha com o tempo. Vou me esforçar para nunca dar-lhe motivos para desconfiar de mim ou a minha palavra."

Eu estava aninhada em seu queixo enquanto o ouvia, meu choro acalmou com um soluço ocasional.

"Edward, eu estou com vergonha de mim, estou me transformando em um grande bebê chorão. Acabei simplesmente com tanto medo."

"Medo? De quê?"

"Perder tudo. Eu descobri que não quero mais ficar sozinha. Mas, então, eu acho que eles me levariam para a prisão e eu não estaria. Haveria as outras criminosas."

"Oh, Bella," ele me segurou perto, seus lábios contra meu cabelo, "eu prometo a você, nunca vou deixar algo assim acontecer com você. Nunca."

Eu só solucei.

Ele afastou sua cabeça para olhar para mim, "Você não acredita em mim?"

"Eu gostaria de acreditar."

"Mas você não acredita?"

"É só que... é só que..."

"É só que?"

"Você é bom demais para ser verdade. Você cuida tão bem de mim."

"Isso é nos dois sentidos, Bella. Você não leu minha nota esta manhã?"

"Eu li."

"Então?"

"Foi muito doce."

"Foi muito honesto, Bella. Você fez o meu sonho se tornar realidade."

"Oh," Ele quis dizer isso em mais maneiras do que eu peguei.

"Ah?"

"Bem, eu pensei que era uma espécie de agradecimento pelo que fiz ontem à noite." Certo. Deixa para corar.

Edward começou a rir, "Bella, oh minha Bella," Ele balançou a cabeça, em seguida, continuou, "Cada aspecto de nossa vida íntima é puro deleite para mim. Eu estou extasiado quando nos beijamos e isso só fica melhor quanto mais longe vamos. A noite passada me deixou sem fôlego, mas a rosa que eu deixei para você foi muito mais do que pela na noite passada."

"Ah. Pelo o que foi então?"

"Foi por tudo, Bella, tudo."

Edward envolveu-me com força nos braços e encontrou meus lábios e passamos um tempo muito satisfatório enquanto ele beijava minhas lágrimas e os meus medos. Relutantemente, nós paramos. O agente da INS tinha interrompido o nosso dia e ainda tínhamos coisas para fazer. Eu rapidamente fiz para nós dois um sanduíche e um copo de leite. Comemos em pé e no minuto em que terminamos nos preparávamos para sair de novo.

"Eu preciso voltar para o campus. Tenho mais algumas coisas para organizar antes que o semestre comece," Edward disse.

"Eu tenho que fazer algumas compras para o jantar hoje à noite. Alice e Jasper vão trazer as bebidas, mas estamos oferecendo a refeição. Você tem algum pedido?"

Ele balançou a cabeça, "O que você escolher está bom. Que horas eles virão?"

"Ás seis?"

"Tudo bem. Então vou estar em casa antes, para ajudá-la com a refeição."

Deixamos um ao outro com beijos prolongados e metade de mim estava desejando que pudéssemos cancelar nosso jantar para que simplesmente ficássemos juntos, mas essa não era a coisa responsável a se fazer. E eu sempre estava determinada a ser responsável.

E assim, alguns minutos depois encontrei-me andando pela rua em direção a Avenida Principal, onde a maioria das lojas da cidade estavam. Eu raramente vinha até aqui, mas era um dia de inverno muito bom com o sol brilhando no mais azul dos céus. Eu não estava indo comprar um monte de comida, apenas o suficiente para jantar, assim que voltar não seria muito difícil.

Eu estava pensando seriamente sobre o fato de que Edward estava disposto a usar meu anel e eu queria desesperadamente conseguir um para ele. O problema é que eu não tenho dinheiro. Eu tinha o meu fundo de emergência, mas achei que não podia tocar isso de novo tão cedo após tirar dinheiro para o violão de Edward. Esse fundo era tudo que estava entre mim e a miséria. Meu futuro ainda parecia incrivelmente incerto e eu não poderia ficar sem uma rede de segurança, se eu me visse sozinha novamente.

Logo, eu estava andando por uma parte principal que eu nunca tinha prestado muita atenção e me surpreendi ao encontrar uma loja que tinha o curioso nome de "New Hess, Joias usadas ou antigas." Rindo, eu me perguntava qual era a diferença entre a joia usada e antiga. Provavelmente o preço, eu acho. Mas esta loja me ofereceu uma oportunidade. Eu entrei.

Havia um pequeno homem, sorrindo para mim de trás do balcão. Ele me recebeu calorosamente, "Boa tarde, senhora. Está um dia lindo, não é?"

"Com certeza. O céu está tão azul." Eu comecei a olhar através de seus produtos.

"Você está procurando alguma coisa específica?" ele perguntou.

"Essa é a questão de fato, eu estou. Algo muito especial. Estou procurando uma aliança de casamento masculina."

Ele sorriu gentilmente para mim: "Você tem alguma coisa em mente?"

"Bem, não há nada aqui que seria um jogo para isso, ou pelo menos semelhante?" Eu estendi minha mão e mostrei ao meu lindo anel ornamentado.

"Ah. Bem, esse é um belo trabalho. Diria meados de 1940." Ele colocou rapidamente uma lupa e foi estudar de perto o meu anel sob a luz. "Será que este anel veio da Escócia?", ele perguntou.

"Eu acredito que sim, pelo menos o casal, estava na Escócia quando eles se casaram."

"Esta é uma peça muito bem feita. Eu não tenho nada assim, mas acho que eu estou apostando que este é único."

Eu assenti acordo, "Sim. Ela foi feito especialmente para a avó do meu marido. É muito simbólico."

"Hmmm," Ele estava pensando e depois limpou a testa: "Na verdade, eu posso ter apenas uma coisa, pequena senhora." Ele foi até um cofre grande que estava parcialmente aberto, inclinou-se para ele e, eventualmente, tirou uma bandeja de veludo forrado de anéis.

"Eu consegui este lote em um leilão algumas semanas atrás, e eu não tive tempo para realmente passar por cima deles, limpá-los e verificar se as configurações ainda são fortes. Mas eu tenho uma aliança aqui...", ele estava estudando de perto o tabuleiro. "Oh, aqui está!" Ele pegou um anel que parecia combinar com o meu, em geral, se não fosse particular.

Ele colocou-o em uma estante de veludo e empurrou-o sob a luz. Engoli em seco. Era lindo. Era perfeito.

"Essa é uma aliança de platina, gravado e esses são esmeraldas reais, não pedaços, apenas pedras muito pequenas. É uma obra de arte. O projeto, embora não seja filigrana, como o seu é, parece combinar, mas em vez de diamantes, você tem esmeraldas."

Sim, eles eram esmeraldas e eles perfeitamente, combinavam surpreendentemente com os olhos de Edward.

"Oh meu Deus. Este é adorável. É usado ou antigo?" Eu olhei o restritamente.

Ele riu, "Oh, bem, isso depende. Estou inclinado a dizer que foi usado."

Eu sorri. "Então?"

"Platina é caro, mas é o mesmo metal que o seu anel. Esmeraldas também são caras. Então, eu acho que nós estamos procurando, pelo menos, uns quinhentos dólares."

Meu rosto caiu. Quinhentos dólares era demais para gastar, mas eu queria esse anel. De repente, tive uma tempestade cerebral.

"Você faz negócio?"

"Negócio? Como assim?"

"Em casa, eu tenho um conjunto de alianças de casamento de uma mulher e um homem. O diamante é um bom tamanho – não é enorme, mas não é minúsculo, ou posso trazê-los?"

"Claro, talvez possamos fazer algum negócio dessa maneira."

Corri de volta para o apartamento, vasculhei meu armário até que eu encontrei o que estava procurando, os anéis de Charlie e Renee. Eu não tinha nenhuma culpa em vender ou negociá-los com o Sr. Hess. As alianças de casamento dos meus pais não tinham nenhum significado para mim, exceto que eles eram símbolos de um casamento forçado. Eu tinha outras coisas para me lembrar dos meus pais. E eu acreditava que isso seria algo que eles suportariam. Pelo menos a minha mãe o faria. Eu não poderia imaginar que meu pai teria ficado feliz com qualquer companheiro que tinha me tocado, mesmo se eu quisesse o toque. E com Edward, eu fiz. Eu tenho arrepios só de pensar nisso.

Antes de sair do apartamento, algo chamou minha atenção. Era uma pequena caixa que Edward manteve em cima do nosso armário. Eu sabia que ele colocava o relógio e os anéis lá no final do dia. Edward geralmente usava um anel na mão direita. Parecia um anel estilo sinete, de ouro puro com um rosto preto em relevo. Prendi a respiração quando abri, na esperança do anel estar lá. Estava. Agora, nós podemos ser capazes de deduzir o tamanho de anel para Edward.

Eu apressadamente voltei à loja do Sr. Hess. Ele me cumprimentou alegremente. "Eu acabei de terminar a verificação desta peça e tendo certeza de que as pedras estão aqui e um pouco limpas. Realmente é um belo pedaço de joia. Você sabe o tamanho de anel que o seu marido usa?"

"Eu não sei exatamente, mas eu trouxe um anel dele comigo. Ele usa isso ocasionalmente, mas na mão direita."

"Isso é bom, vamos ver." Ele deslizou o anel para baixo um calibrador e encontrou o tamanho. "Agora, você disse que ele usa isso em seu dedo anular direito?"

Eu assenti.

"Ele é destro?"

"Sim."

"Então, eu acho que a sua mão esquerda seria um pouco menor." Ele deslizou a aliança que eu estava olhando na vara de dimensionamento e parecia ter a mesma circunferência que o anel de Edward.

"Eu diria que nós estamos perto. Se isso não couber nele, tenho certeza de que posso ajustá-la um pouco se precisar."

"Isso é ótimo, mas precisamos negociar primeiro."

"Oh?"

"Meus pais morreram há alguns anos e tenho seus anéis de casamento comigo. Eu não tenho nenhum apego sentimental a eles por isso o quero fazer, se você me deixar, esse é o comércio de alianças?" Entreguei-lhe os três anéis e ele os estudou atentamente.

"Eu vou te dizer o que vou fazer, jovem. Eu troco essa aliança para o conjunto de diamantes. Eles valem a mesma coisa. E eu vou comprar a aliança masculina, então você vai sair daqui com o anel de seu marido e algum dinheiro. Como isso soa?"

Eu estava realmente juntando lágrimas nos olhos: "Oh, sim. Isso soa perfeito." E é isso que nós fizemos. Sr. Hess colocou o anel de Edward em uma caixa ele me deu 50 dólares pela aliança simples do meu pai. Eu poderia ter beijado o homem velho e gentil. Agradeci profusamente.

Eu corri para o supermercado e decidi comprar um lombo de porco e deixar marinar em molho mojo. Eu tinha arroz em casa, mas eu comprei uma lata de feijão preto e peguei um pacote de feijões verdes frescos. Parecia que ia ser torta para a sobremesa. Eu peguei algumas maçãs, então corri de volta para casa.

Eu me senti como se estivesse dançando quando cheguei em casa. Eu esperava que Edward gostasse do anel que eu escolhi. Eu comecei a jantar, colocando a carne de porco em molho mojo para marinar. Edward chegou em casa, quando eu estava fazendo a massa da torta. Na minha emoção, eu corri para ele e joguei meus braços com farinha em volta do seu pescoço. "Oh, eu estou tão feliz que você está em casa!"

Ele riu e me beijou no meu nariz, "Está é uma grande boas-vindas depois de uma espécie de manhã traumática. Por que você está tão animada?"

"Oh, o agente INS. Decidi colocá-lo fora da minha mente. Não, eu tenho coisas melhores para pensar. Eu comprei o seu anel, Edward." Eu sabia que eu estava brilhando.

"Você comprou? Isso foi rápido."

"Foi tudo por acaso. Aconteceu de eu passar por esse joalheiro no meu caminho para o mercado, parei e mostrei-lhe a minha aliança de casamento. Ele simplesmente tinha um anel para você. Ele não é um jogo perfeito, o que é compreensível, mas é muito próximo. Espero que goste."

"Bem, vamos ver."

Eu rapidamente lavei e sequei as mãos, em seguida, fui buscar a caixa do anel e abri, tirei a aliança e estendi minha mão para Edward. Ele colocou sua mão esquerda na minha e eu deslizei o anel em seu dedo. Ele se encaixa!

"Você gostou?"

Ele estudou o anel em sua mão, um sorriso radiante no rosto.

"Sim. É perfeito."

"As pequenas esmeraldas me lembram a cor dos seus olhos."

Edward riu e me puxou em seus braços. "Bella, você me faz tão feliz."

Nós nos beijamos por um tempo, perdidos em nossos sentimentos não declarados para o outro. De repente, eu vi que estávamos no futon, eu estava sentada no colo de Edward e me perdi no meu lugar feliz contorcendo contra ele. Edward gemeu, "Bella, eu gostaria de poder fazer amor com você."

Eu descansei minha cabeça em seu ombro, "Eu gostaria que você pudesse, também. Mas, infelizmente, temos de fazer o jantar. Mas talvez mais tarde?"

Ele sorriu, "Sorte minha!"

Mais uma vez trabalhamos juntos na cozinha, mas desta vez, Edward fez mais do que me alisar com a ponta dos dedos. Ele atormentou-me com beijos na parte de trás do pescoço e olhares quentes enquanto eu trabalhava. Quando terminamos de cozinhar tudo, eu decidi tomar um banho para me preparar para as nossas visitas.

Eu não lembro de convidar Edward para tomar banho comigo. Eu nunca teria pensado nisso, mas, evidentemente, que ele o fez. Lá estava eu , água nos meus olhos e xampu no meu cabelo quando de repente eu senti uma corrente de ar, ouviu o barulho dos anéis de cortina do chuveiro, em seguida, as mãos quentes embalando na minha cintura como eu estava, sem a menor cerimônia puxou-me contra um corpo muito masculino para um beijo profundo. Oh, cara! Esse foi o banho mais longo que eu possa lembrar enquanto estávamos lá até que a água quente acabou e nossa pele estava virando ameixa seca. Isso me deu a oportunidade de realmente estudar o corpo do meu marido enquanto banhávamos um ao outro. Ele era realmente uma criatura maravilhosa, todos os ossos largos e músculos rígidos. Eu tentei ser discreta enquanto olhava para ele, mas Edward sabia o que eu estava fazendo e riu.

"Eu posso te ver olhando para mim, Bella. Você não tem que ser tímida sobre isso."

"Eu me sinto como se estivesse sendo muito descarada, tomando banho com um homem."

"Eu não sou apenas 'um' homem, Bella, eu sou o 'seu' homem. Não se envergonhe. Além disso, eu estou olhando para você tanto quando você está olhando para mim."

O rubor agora passou de meu rosto todo o caminho até os dedos dos pés. Eu fiz a única coisa que poderia pensar em fazer, eu virei de costas para ele.

Mas isso só o provocou: "Você tem o bumbum mais doce. Será que você sabe que tem duas covinhas aqui..." Ele colocou seus polegares nas depressões de cada lado da parte inferior das minhas costas e eu tremi. Eu me virei para encará-lo novamente quando ele disse: "E você tem uma linda marca sexy na lateral de seu seio esquerdo." Ele se inclinou para beijá-la. Arrepiando-me mais.

Ficamos ali com a água batendo com um ponto insignificante exceto nas alianças do nosso casamento. Havia algo de muito profundo sobre isso. Lavamos e nos tocamos e nos beijamos, mas não nos deixamos ser completamente levados. Haveria tempo para isso mais tarde.

Nós saímos e nos vestimos rapidamente. Eu dei os últimos retoques na comida, depois fui secar o cabelo. Leva muito tempo para secar meu cabelo, mas eu não o teria úmido quando Alice e Jasper chegassem.

Edward entrou no banheiro para fazer a barba e eu suspirei. "O que há de errado?" ele perguntou.

"Levo tanto tempo para secar o cabelo. Estive pensando sobre um corte para salvar o incômodo."

"Quão curto que você acha que vai cortar?"

"Eu não sei. Alice só leva alguns minutos de Alice para arrumar o cabelo." Alice tinha o cabelo muito curto, que geralmente apenas arrumava rapidamente. Ela estava dentro e fora do banheiro em cinco minutos.

"Eu tenho certeza que você vai ficar bem, não importa o que você fizer."

"Você não se importaria se eu cortar o meu cabelo?" Normalmente caras fazem um negócio tão grande sobre o meu cabelo longo; eu fiquei surpresa com a reação de Edward.

"É o seu cabelo."

"Mas você é quem vai olhar para mim."

"Eu gostaria de olhar para você mesmo se fosse careca. Bella, o estilo de cabelo é uma questão de escolha pessoal. Você é quem tem que fazer essas decisões."

"Eu acho que o que estou tentando descobrir, Edward, é se você gosta do meu cabelo como ele é?"

"Eu gosto. Adoro seu cabelo, Bella. É tão maravilhosamente grande. Adoro como ele flui sobre os travesseiros à noite, quando estamos sendo íntimos. Adoro como se torna uma cortina quando você não quer que eu veja o seu rubor. Adoro acariciar a sua maciez quando você adormecer. Adoro enterrar meu nariz quando eu te abraço. Mas, novamente, isso é você tem cabelo comprido ou cabelo curto, a escolha é sua."

Eu sorri feliz quando finalmente terminei e guardei o secador.

"Então, agora é a minha vez de perguntar suas preferências. Barba ou barbeado?" perguntou ele.

"Depende."

"De?"

"Como é suave a sua barba. Minhas partes inferiores são frágeis." Então, deixando-o com essa imagem, eu me virei e saí do banheiro. Eu o ouvi gemer meu nome. Alice e Jasper estavam chegando em cerca de dez minutos.

Tivemos um momento maravilhoso. Alice e Jasper nos contou da sua viagem para a casa da família de Jasper no Texas durante as férias. Evidentemente, Jasper tem uma família muito excêntrica e havia alguns como o senil avô de Jasper de 80 anos que confundiu Alice com a sua esposa. Alice tinha uma semelhança com a sua avó, mas é aí que ela terminou. Vovô estava sempre tentando tatear Ali e a avó estava sempre tentando golpeá-la e bater no vovô com a bengala. Isso foi um monte de emoção.

Nós estávamos rindo em pontos que Jasper descreveu ter de proteger Alice de sua avó enfurecida. Vovó era implacável. Ele acabou recebendo uma joelhada na virilha. Eu não acho que eles estariam fazendo outra viagem para o Texas por um tempo.

De alguma forma, o incidente do Boxing Day surgiu e eu disse a Alice e Jasper como Edward tinha espantado Mike Newton. Alice estava olhando admiravelmente para Edward. "Aquele idiota do Newton era um idiota. Ele importunava cada menina que chegasse perto, mas era especialmente irritante para Bella."

Jasper perguntou, "Cara, o que você disse a ele para assustá-lo?"

"Ele estava comentando sobre o quão incrível o Mikenator era e eu perguntei-lhe o que o tornou tão especial e ele me disse 'vinte centímetros de carne Americana de primeira' e então eu peguei uma faca, olhei-o nos olhos e disse: 'você quer manter seu Mikenator, então você deixe minha esposa em paz. Você não fala com ela, você não a toca, você não pensa sobre ela porque eu vou fazer com que seu pênis se torne muito curto até mesmo para mijar. Você entendeu?'"

"Isso parece estar funcionando porque Bella não o viu ou ouviu falar dele novamente."

Logo, Alice e Jasper se despediram e Alice abraçou Edward em adeus, assim como a mim. Eu ouvi sussurrar-lhe: "Eu estou contente que você está aqui."

"Eu também estou", ele sorriu.

Logo, terminamos a limpeza. Edward apareceu com o iPod e mexeu nele como se estivesse procurando algo. Eu deslizei para o quarto e rapidamente troquei a calça e a camisa por meus pijamas e camiseta macios quando as luzes de repente esmaeceram e música suave começou. Era uma música muito antiga. Eu poderia lembrar da minha mãe tocando em nosso som velho em Forks. Eu dei uma espiada por trás da tela e vi Edward parado na nossa sala de estar escura. Ele estava olhando para mim.

"Bella mia", ele sussurrou e estendeu a mão, como se estivesse me pedindo para dançar. Eu não era uma dançarina, mas eu não podia resistir ao seu convite. Quando me aproximei, ele me envolveu em seus braços, e minha cabeça encontrou o seu lugar natural entre a curva de seu pescoço, com os seus lábios bem no meu ouvido e nariz enterrado no meu cabelo. "Bella, mia", ele sussurrou de novo e ele começou a cantar para mim enquanto nos balançava lentamente para trás e para frente.

As time goes on I realize
Just what you mean to me
And now, now that you're near
Promise your love
That I've waited to share
And dreams of our moments together
Color my world with hope of loving you
Conforme o tempo passa eu percebo
Exatamente o que você significa para mim
E agora que você está perto
Prometa o seu amor
Que eu esperei para compartilhar
E sonhos de nossos momentos juntos
Colora o meu mundo com a esperança de amar você

Então, sempre tão docemente, com ternura, com amor, ele me beijou. Desta vez não foi apenas uma reação física que eu tinha. Esses fogos familiares ainda estavam lá, mas agora o meu coração, a minha alma levantaram-se e pude sentir a emoção avassaladora despejando em torno de mim, sobre mim e através de mim. Era como se meu coração fugisse do meu corpo e se alojasse no seu, para ele manter e cuidar. E, no entanto, não foi como se eu já estivesse sem um coração e ele tinha dois. Não, eu podia sentir seu coração dentro de mim para amar e valorizar. Era uma sensação mágica, indescritível.

Edward separou os lábios dos meus e olhou para o meu rosto, seus olhos verdes brilhando com um fogo ardente e suave, ele disse, "Bella, eu realmente te amo."


Tirando a visita do indesejável agente da INS, o capítulo foi puro amor. Adorei a aliança que a Bella comprou pro Edward, as esmeraldas s2 Eles em casa, tomando banho junto e as provocações são umas fofura rsrs O final gente, O FINAL! Um EU TE AMO s2

Tenha um bom carnaval meninas e juízo! Volto no final de semana que vem

Beijos

xx