O Estudante de Intercâmbio

Disclaimer: Essa fanfic pertence a Lady Gwynedd que me autorizou a tradução, Twilight e seus personagem pertencem a Stephenie Meyer, e a mim somente a tradução.
Sinopse:
Ele é simplesmente um estudante de intercâmbio à procura de uma xícara decente de chá e Bella fornece isso. Ela acha que ele é completamente perfeito. Quando ele se encontra em um problema, ela se oferece para ajudá-lo; no entanto logo ambos terão muito com o que lidar. Será que o amor verdadeiro vai prevalecer?


Epílogo

Dezoito Meses Depois

Eu estava com pressa para voltar ao nosso apartamento. Bella prometeu algo especial e eu estava antecipando o dia todo. Era 18 de dezembro e nós estávamos comemorando nosso segundo aniversário. Estes últimos dois anos têm sido surpreendentes.

Depois que me formei, passamos o verão na Inglaterra viajando por onde quiséssemos. Ver a minha pátria através dos olhos de Bella foi emocionante. Passamos um bom tempo visitando sites literários, como a casa de Jane Austen em Chawton, seu túmulo em Winchester. Os edifícios em tons de mel em Bath com sua entrada enquanto nós seguimos os passos de Dickens e tínhamos um sanduíche na casa de Sally Lunn. Visitamos Stratford-Upon-Avon e fizemos as coisas turísticas sobre o Bard. Eu tenho uma linda foto de Bella que fica na minha mesa de trabalho que foi tirada no jardim do lado de fora do local do nascimento de Shakespeare. Ela tinha um olhar de alegria absoluta em seu rosto enquanto ela absorvia ao seu redor.

Depois de um delicioso e amoroso verão, voltamos aos EUA para que Bella pudesse acabar o seu curso. Eu não tive problemas com a imigração desta vez. Eu só apliquei para residência como cônjuge de Bella e tudo correu bem. Depois de todos os problemas que tivemos no ano passado, era quase uma decepção.

Padre Tim era um conselheiro inspirador e sensato, na verdade, através de sua tutela, Bella decidiu se converter. Minha mãe e meu pai vieram para o nosso casamento que se realizou na igreja que estávamos frequentando e uma certa paz foi feita. Foi um momento tranquilo, mas perfeito para nós. Alice realmente era dama de honra de Bella e Padre Tim celebrou nosso casamento. Fechamos a lanchonete e tivemos a recepção lá. Como eu disse, foi perfeito para nós.

Enquanto Bella estava terminando sua graduação, trabalhei remotamente com o meu empregador, mas fui obrigado a viajar um pouco mais do que eu esperava. Infelizmente, Bella e eu estávamos separados para o nosso primeiro aniversário, algo que não podíamos evitar, mas eu tentei. Então, na verdade, este era o primeiro 18 de Dezembro que passamos juntos desde que nos casamos.

Após Bella se formar, nos mudamos para a Inglaterra, para a alegria absoluta de Bella. Eu honestamente não me importava onde nós vivêssemos, enquanto estivéssemos juntos. Agora eu ia para o meu escritório que ficava apenas uma parada de metrô do nosso apartamento, ao invés de apenas uma sala – durante o último ano da Bella nos mudamos do seu apartamento-estúdio e fomos para um de dois quartos no mesmo prédio. Desde que eu estava trabalhando em casa, precisávamos de um quarto extra, mas vou sempre lembrar do pequeno apartamento onde o nosso amor começou.

Bella se matriculou em uma universidade de Londres para trabalhar em uma pós-graduação em literatura inglesa. Ela estava no céu. Ela sempre disse que não havia lugar melhor para estudar a sua obsessão. O nosso apartamento era perto do Museu Britânico e não muito longe de sua universidade. Poderíamos caminhar mais em cada lugar que precisávamos e, claro, o sistema de transporte público tornava tudo fácil para nos locomover. Passamos muito tempo explorando os pontos turísticos do centro de Londres.

Meus pais ficaram felizes em ter-me de volta na Inglaterra. Minha mãe ainda estava me pressionando para trabalhar em sua empresa, mas eu estava feliz trabalhando com o meu antigo empregador. Eu decidi que se fosse trabalhar com a mãe, eu precisava trazer algo que poderia contribuir, como clientes ou experiência, de modo que não parecesse que eu estava recebendo tratamento preferencial e gostaria de ser levado a sério. Além disso, manter uma distância da minha mãe era adequado agora. Ela tinha uma tendência a estar controlando e eu tinha uma tendência a ser teimoso e, agora, com Bella como minha esposa, eu também era protetor, então eu senti que era apenas mais saudável.

Bella e minha mãe mantinham uma relação friamente educada. Após o incidente do anel, não havia muito mais o que discutir. Bella não se queixou e eu sinceramente não acho que ela faria. Eu não acho que minha mãe e Bella iriam ser amigas, mas por causa de seu amor por mim, seria respeitosas uma com a outra. Isso estava trabalhando em seu caminho.

Eu finalmente virei na rua que nós morávamos. Eu podia ver as luzes suaves brilhando de nossas janelas enquanto eu corria para subir os degraus e abrir a porta. Quando finalmente entrei no nosso apartamento, as luzes estavam baixas e eu podia sentir um aroma gostoso vindo da sala de jantar. Eric Clapton estava tocando do sistema de iPod. Eu reconheci a música que eu frequentemente tocava para Bella quando nos casamos, no violão de segunda mão que ela tinha me comprado. Lembro-me de quão sinceramente eu estava tentando dizer a ela o que sentia através da canção.

"Bella?" Eu chamei.

"Aqui", sua voz doce respondeu. Ela saiu da cozinha e meu queixo caiu. Ela estava vestida com seu antigo uniforme de garçonete, completo com sua meia branca e sapatos, touca e avental.

Eu sorri de alegria, "Bella..."

Ela sorriu de volta, "Você vai ter o especial esta noite, Edward?"

Assentindo, tirei meu casaco e pendurei no cabide e segui Bella para sala de jantar. Dei-lhe uma dúzia de cravos cor de rosa. Eles haviam sido surpreendentemente difíceis de encontrar. Os floristas continuaram me dizendo cravos cor de rosa não eram populares nesta época do ano. Mas Bella estava feliz e ela riu. "Você se lembrou!"

"Claro. Eu lembro de tudo sobre nós."

Ela trouxe o "especial" – bolo de carne, bolo de carne do Mel, o mesmo que nós compartilhamos na noite em que nos casamos. "Bella... isso é maravilhoso."

Havia até champanhe. Nós comemos nossa refeição recriada enquanto o iPod tocou todas as músicas com a qual cortejei Bella-mia naquelas primeiras semanas. Fiquei muito feliz que funcionou.

Quando terminamos, Bella se levantou e começou a limpar a nossa mesa. Eu ri. "Não. Hoje não. Deixe isso."

Ela me olhou com surpresa um pequeno sorriso em seu rosto, questionando meus motivos, sem dizer uma palavra.

"Não", eu me levantei, peguei o prato de suas mãos, em seguida, estendi a mão para ela e a peguei em meus braços. Comecei a levá-la de volta ao nosso quarto, eu a beijei. "Esta noite, eu vou fazer algo que eu queria fazer há mais de dois anos."

Deitei-a na nossa cama e, em seguida, tirei a gravata.

"E o que é, Edward?"

"Desabotoar esse seu uniforme, Bella mia. Devagar. E com sentimento."


FIM, FIM e FIM

Sei que muitas devem estar 'OMG CADÊ O RESTO DA CENA?' é não tem hahaha eu também fiquei caçando o resto, poxa tava doida pra ele pegar ela nesse uniforme e a autora cortou meu barato lol Mas adorei o futuro deles, e uma coisa feliz: NÃO TEM FILHOS. NÃO TEM GRAVIDEZ. Isso é quase uma raridade em final de fic. E não, essa fic não tem extra.

Espero que todas tenham gostado dessa fic. Muito obrigada por cada comentário, foi inspirador.

Muito obrigada a Gui que dividiu a fic comigo e a Lu por betar.

Beijos

xx