Lies of the Soul

Título Traduzido: Mentiras da Alma

Autora: knicnort3 ( www. fanfiction u/ 2405307/ knicnort3 )

Tradutoras:Lary Reeden, Maya Shore, Mili YLJJ, SofiaIne, Vampires Loves

Beta: Ju Martinhão


Disclaimer: Essa história pertence à knicnort3, os personagens pertencem à Stephenie Meyer e a nós pertence a tradução!

This story belongs to knicnort3, the caracthers belongs to Stephenie Meyer, only the translation belongs to us.


Descrição: Qual a diferença entre amor platônico e romance? E se sua alma gêmea não fosse alguém por quem você fosse naturalmente atraído, mas o amor fosse tão intense que você se encontraria querendo estar com essa pessoa, apesar da falta de desejo físico.

Edward e Ben cresceram juntos, mais próximos do que melhores amigos. Eles confiavam um no outro para tudo e compartilhavam cada segredo, ou não? Forçados a se separar, anos mais tarde Edward conhece Bella e sente uma conexão com ela que ele só sentiu com uma outra pessoa. Qual é o elo de Bella com Ben, e como Edward reagirá quando descobrir?

Mentiras da Alma

~ Prológo ~

Tradução: Maya Shore

"Encontrar você foi destino, tornar-me seu amigo foi uma escolha, mas me apaixonar por você, eu não tive controle".

por edawe15

Aos 12 anos de idade, você não pensa sobre o futuro, você nem sequer pensa sobre o dia seguinte; tudo sobre o que você se preocupa é para onde você irá ao longo do dia, e que tipo de aventuras problemáticas você poderá encontrar. Minha infância foi como qualquer outra, cheia de joelhos ralados e infinitas possibilidades, e o melhor amigo que alguém poderia pedir.

Nós faziamos absolutamente tudo juntos; nadávamos em lagoas, construíamos casas na árvore, espiávamos as garotas nos vestiários femininos da piscina pública local. A vida era boa quando estávamos juntos, mas quando estávamos separados, era outra história.

Nenhum de nós tinha uma vida particularmente maravilhosa em casa. Minha mãe era uma volúvel caça-dotes que dormia seu caminho pela vida, fodendo qualquer um que pudesse dar a ela algo que ela quisesse. Meu pai não era diferente do que qualquer uma das conquistas delas, mas ele se recusou a ser enganado. Ambos já tinham filhos quando se conheceram em um bar. Ela tinha uma filha, e ele um filho. Eles só ficaram juntos por pouco mais de um mês, antes da minha mãe ficar inquieta e ter que seguir em frente, claro, isso não foi até que ela descobriu que estava gravid de mim. Mas ela não se importou, ela pegou minha irmã e eu ainda em seu ventre e deixou meu pai para trás, implorando para que ela ficasse.

Não foi até que ela se meteu em problema, vários anos depois, que ela decidiu me descartar, enviando-me para viver com o pai que eu nunca conheci. Mas a vida com ele era calma, estável, e eu tinha o melhor irmão mais velho que alguém poderia pedir. Entretanto, eu nunca senti que meu lugar era com eles, nunca realmente me encaixei em nenhum lugar até conhecer meu melhor amigo naquele verão. Ele morava a quatro casas da nossa, e nós tivemos uma afinidade imediata. Um dia eu o vi jogando jacks*em frente à sua casa e perguntei se eu podia brincar também; nós nos tornamos inseparáveis a partir daquele dia até muitos anos depois, quando a vida encontraria uma maneira de nos separar permanentemente.

*Jacks: é conhecido aqui no Brasil como 'Cinco Marias'. Uma brincadeira da época das nossas avós, na verdade. Nos EUA é um pouco diferente, "adaptado", mas a ideia é a mesma.

A mãe dele morreu quando ele tinha três anos, e o pai dele desde então se tornou um alcoólatra e raramente estava em casa, deixando o meu melhor amigo para ser criado principalmente pela sua avó idosa.

Mas nós tínhamos um ao outro. Sempre que estávamos chateados, ou com medo de alguma coisa, dia ou noite, nós nunca hesitaríamos em correr até a casa do outro e entrar pela janela para uma visita inesperada.

Nós éramos apenas dois garotos, que pensavam que seriam amigos para sempre… mas para sempre era simplesmente muito tempo.

"Como você pôde fazer isso? Eu pensei que nós éramos amigos, eu pensei que você fosse a única pessoa que nunca mentiria para mim".


*Nota da Autora:

Eu não disse em que POV está o prólogo de propósito, isso sera esclarecido mais tarde.

O prólogo é curto, mas os capítulos serão bem maiores.

Obrigada por ler e, por favor, deixe uma review!*


*Nota da Tradutora: Vamos ao que importa, essa fic tem um dos enredos mais diferentes e interessantes com que já topei.

Ela será postada de segundas e quintas se baterem a meta estipulada na nota, neste primeiro não há meta, então nos vemos segunda.

Se leu por favor deixe um comentário, reviews não são apenas um bando de números, e sim reconhecimento, pra quem não viu lá em cima, a equipe é grande e se esforçou bastante foram 9 meses pra traduzir ela inteira. Autora/5 tradutoras/beta da tradução


P.S: E meus agradecimentos mais uma vez a:

Sophia (essa fofa), ela é de Portugal, gente, legal né *-*

A Ingrid (Vampires Love) que foi a última a entrar (ela também posta fics no perfil dela) YAY

A Janine (Mili YLJJ), que eu gosto de chamar de The Flash das Traduções, o apelido diz por si só rsss.

O prólogo pela May Costa (Shore), que me passou a autorização que era dela, te amo sua linda ha :*

Eu *pom poms* Lary Reeden...

E a Ju Martinhão, que além de uma grande amiga, é uma pessoa que eu admiro muito como tradutora de fics, desde bem antes de eu começar e que está fazendo um ótimo trabalho (pra variar) em betar todas as nossas nhacas.

É isso antes que a nota fique maior que o capítulo rs.

Bye... olha que caxinha linda abaixo... escreva algo, grande ou pequeno hihihih, e aperte SEND :P