Festival De Fanfics One-shot KakaSaku - Novembro/Dezembro 2012

Classificação etária das fanfics: T

Não contém spoilers/ UA / 1 shot cada

Gênero: Humor/romance

Disclaimer: O Naruto não é de ninguém.

Autora: Therealesther

Tradutora: K. Hime

Dedicatória: Ahhhhhhh, sim, presentinho pra Ameliah Lovett (que é doida pelo Sasori, mas também ama esse nosso kaka-lindo-bonitão ;D)

Sinopse: Quando se pode fazer tudo o que quiser...


.

Sweet Sixteen

Doces dezesseis anos

.


Ela o fitou, pondo suavemente as madeixas róseas atrás da orelha, sorrindo maliciosamente.

- Onde está meu presente de aniversário, Kakashi-sensei? Se chegou atrasado hoje, então deve ser algo bom, ne?

Ele a fitou por um longo momento, considerando tais palavras. Ambos jaziam na cozinha da casa de Sakura, onde a moça preparava alguns petiscos para os convidados; a movimentação das pessoas e risadas enchiam a sala de estar.

- Então? - o desafiou. - Vamos logo e me dê meu presente, estou esperando.

Ele remendou. - O que Naruto te deu?

E a kunoichi revirou os olhos, mas não havia um sorriso em seus lábios.

- Um vale refeição do Ichiraku Ramen, a mesma coisa do ano passado e do ano anterior.

- E o que Lee te deu? - perguntou, esfregando o queixo como se estivesse absorvido por profundos pensamentos.

- Um par de caneleiras, vermelhas para combinar com as dele, disse que vai ajudar no meu treino. - e riu, - caneleiras vermelhas, pode acreditar nisso!?

- Conhecendo Gai e o fato de que Lee fora atrás dele pedindo conselhos sobre o que lhe dar de aniversário, então sim, acredito. - o homem de cabelos prateados disse com uma risada suave.

- De qualquer forma, - a kunoichi franziu a testa, - Chega de falar dos presentes de outras pessoas, o que você vai me dar?

- Você quer ganhar seu presente agora? - O brilho malicioso em seu olhar passara despercebido pela moça enquanto ele fingia ajustar as próprias luvas.

- Sim. -Disse com as mãos nos quadris. Ela sabia como lidar com seu sensei. Seja firme, garota.

Ele simplesmente a achou adorável, a forma como ela pensava que sabia com lidar com ele, mas isso até sentir um calor inexplicável ao fato de pensar que ela queria chegar a entende-lo.

- Feche os olhos e então eu te dou. - Proferiu tais palavras de um modo indiferente, sem que implicasse qualquer significado oculto as mesmas.

A kunoichi obedeceu imediatamente e sem protestar, balbuciando algo sobre como aquele vício doentio naqueles livros laranja não havia afetado em nada sua confiança nele. Ou talvez aquilo fosse apenas porque ela realmente queria ganhar logo o tal presente ...

Uma pausa.

- Não vale abrir os olhos, Sakura.

Apesar do tom brincalhão, ele realmente estava falando sério, pois não tinha certeza de como se sentiria se alguém vissse seu rosto sem a máscara pela primeira vez em mais de vinte anos.

Afastando a máscara até a altura da garganta, ele se inclinou rapidamente ate ela.

De ohos bem fechados, Sakura nunca esperara sentir o suave hálito quente contra pele, seguido pela sensação de lábios macios pressionados contra sua bochecha.

Ela sequer conseguia se mover enquanto o rosto masculino pairava próximo ao seu por um momento, lábios a tocando levemente, as pontas do fios prateados provocando-lhe cósegas na altura do pescoço, enviando arrepios agradáveis por toda extensão da espinha, como nada lhe fizera sentir antes.

- Feliz dezesseis anos, Sakura-chan.

. .

.


Eu fiz aniversario semana passada e NAO ganhei um presente desses.

Sakura sortuda.

O.o


** As fics kakasaku dessa seleção foram autorizadas esse ano, ainda esse mês de novembro. And I want to thank you, Esther, for being so kind and let me do this "job" ;D