MY HOT MAMA

Disclaimer: A fanfic pertence a addicted-to-romione-bedward que me autorizou a tradução. Twilight e seus personagens pertencem a Stephenie Meyer.

Sinopse: Carlisle morreu. O que Bella pode fazer com um adolescente desobediente como Edward? O que acontece quando Edward sente algo por sua madrasta? Só o tempo pode dizer se há uma chance para seu relacionamento e se seria aceito socialmente.


Capítulo 32

Edward PDV

Está finalmente aqui.

O grande dia chegou.

Eu sou uma massa de nervos e tem uma agitação no meu estômago – mas eu estou culpando Emmett por isso. Eu bebi de forma estúpida na noite passada.

Graças a Deus fomos para a casa dele, porque Bella não queria que eu a visse antes do casamento.

Minha cabeça está doendo e eu sinto que estou a ponto de vomitar a qualquer momento. Tanto pelo meu casamento dos sonhos.

A mãe de Emmett está reclamando sobre o meu cabelo, tentando criar ordem no caos... Não conseguindo.

Quando é hora de ir para a igreja, pegamos o carro de Emmett, mas eu o faço parar depois de alguns minutos e dou uma corrida louca para a lata de lixo na calçada, esvaziando meu estômago. Ele corre atrás de mim, se certificando de que a minha roupa está limpa.

Eu quero dar um soco nele apenas por me permitir beber, mas todos nós bebemos na noite passada.

Eu nem me lembro de muita coisa. Eu sei que tivemos uma cabine privada e Jasper falou com o barman fazendo-o acreditar que nossas identidades falsas eram de verdade quando ele olhou para o nosso grupo em dúvida. Jasper era um acompanhante horrível.

Uma coisa que eu lembro claramente é ele me incentivando a virar cinco doses de tequila em algum desafio.

Em algum momento pode ter havido lap dances*, mas eu não tenho certeza.

*lap dances: são danças no colo.

Eu belisco a ponte do meu nariz enquanto Emmett me leva de volta para o carro e me dá um pouco de água e goma de mascar. Aparentemente, eu sou o único podre assim. Eu devo ter misturado um monte de bebidas.

Porra, eu nem sei o que aconteceu.

Ele dirige devagar, me dizendo para me recompor. Eu quero dar um soco nele.

Eu gemo alto quando meu telefone toca muito alto.

Verifico o identificador de chamadas: Alice.

"O que?" eu murmuro.

"Onde você está?" ela grita. "Você está caindo fora ou algo assim? As pessoas costumam esperar a noiva, não o noivo!"

Deus, ela é tão barulhenta...

"Estamos quase lá," eu prometo.

"É melhor você chegar aqui em breve!" ela me apressa e desliga.

"Depressa," eu imploro a Emmett. "Aparentemente, estamos atrasados."

Ele ri. "Desculpe. Se você não tivesse vomitado..."

"Cale a porra da boca, cara!" Murmuro, passando minhas mãos pelo meu cabelo enquanto ele estaciona em frente à igreja.

Tem um monte de pessoas ao redor da igreja. Eu me pergunto por que eles não estão lá dentro.

"Aí está você!" Jasper grita, se apressando para mim. "Certo, todos dentro!" ele grita, gesticulando para que todos entrem. "Olhe para você!" Ele geme, ajeitando a gravata. "Bella vai me matar. Dá pra ver a quilômetros que você está de ressaca."

Eu fecho meus olhos e suspiro. "Vamos fazer isso. Como ela está?" eu sussurro.

"Ansiosa. Todo mundo está. Você está 30 minutos atrasado."

"A história da minha vida," eu resmungo, entrando. "Atrasado para o meu próprio casamento."

Nós fazemos o nosso caminho para frente da igreja. O padre me olha chocado, balançando a cabeça.

As pessoas que insistiram em uma festa de despedida de solteiro logo antes do casamento estão em falta.

Quando Bella aparece na outra ponta do corredor, meu coração pula na minha garganta. Ela está linda pra caralho.

Mesmo que seu estômago esteja enorme e tenha sido um inferno para ajustar o vestido. Ela esteve nervosa durante maior parte do mês passado.

Eu sorrio, esquecendo quão horrível me sinto.

Seus olhos estreitam para mim quando ela se aproxima, mas eu espero que ela consiga esquecer isso antes de chegar ao restaurante. Eu não quero brigar hoje.

A cerimônia parece durar para sempre, mas quando eu sou finalmente autorizado a beijar minha noiva, eu sou a pessoa mais feliz na Terra. Bella se agarra à lapela do meu casaco e me beijando avidamente.

"Senti sua falta, querido."

Eu sorrio. "Senti sua falta também. Amo você." Eu beijo seu rosto, em seguida lhe tomo pela mão e viro para olhar os nossos convidados. Apenas algumas filas estão ocupadas, mas quem precisa de centenas de pessoas? Temos os melhores amigos aqui. Ah, e minha avó.

Ela recebeu a notícia muito bem, considerando que a deixamos de fora desde que começamos esta relação...

Por receber bem eu quero dizer, ela disse que iria me deserdar e então ela começou a chamar Bella de alguns nomes que prefiro não pensar. Mas ela está aqui.

No caminho para o restaurante, Bella começa a me questionar sobre a minha noite, porque parece que eu fui atropelado por um trem.

Cometo um erro ao contar para ela porque ela começa a entrar em pânico, o que desencadeia o momento que eu temia tanto. Ela agarra seu estômago, choramingando. Eu digo ao motorista para nos levar para o hospital.

Aposto que é um espetáculo divertido para todos, mas eu estou tendo um ataque de pânico leve. Enquanto estou preenchendo os papéis para Bella, meu telefone toca.

Emmett.

"Eu não posso falar agora," eu sussurro para ele, entregando o papel para a enfermeira.

"Será que você ficou enjoado de novo?" ele brinca.

"Na verdade... estamos no hospital. Bella está..." Eu engulo. "Está na hora. Você deve dizer a todos para transferir a festa para cá."

Quando todo mundo chega, eu estou puxando meu cabelo e Bella está gritando comigo. Os médicos continuam dizendo que ela precisa fazer uma cesariana, mas ela é teimosa pra caralho e quer dar à luz de forma natural.

Eu não quero perdê-la ou o bebê, mas toda vez que eu abro a minha boca, ela acaba gritando comigo.

Finalmente, a enfermeira e o médico dela me dizem para me acalmar, então Bella pode relaxar também.

Derrotado, faço meu caminho para a máquina de venda e compro uma lata de refrigerante.

"Aí está você!" Eu ouço alguém gritando. "Não nos deixaram entrar," Jasper diz, colocando um braço em volta dos meus ombros. "Você está bem cara?"

"Não," eu resmungo. "Eu não estou nem perto de bem, porra. Bella não escuta os médicos e toda a luta não é boa para o bebê ou para ela."

"Oh, Alice era a mesma coisa. Me lembro dela gritando muito."

"Jasper, a mulher que dá à luz normalmente amaldiçoa seu marido, ameaçando cortar seu pênis. Bella diz que ninguém vai cortá-la! Ela não será capaz de ter o bebê naturalmente. Porra." Eu me agacho, agarrando o meu estômago.

Eu não consigo respirar.

Há um estranho zumbido nos ouvidos e vejo pontos pretos.

"Fique comigo, garoto." Jasper agarra meus ombros.

Ele fica embaçado e depois eu ouço as pessoas falando perto de mim, mas eu realmente não estou lá. Então, eu sinto uma cadeira de plástico debaixo da minha bunda e sento de qualquer jeito sobre ela. Uma mão me dá a lata de Coca-Cola que eu comprei.

Eu tomo um gole e isso me faz bem. Já me sinto um pouco melhor.

"Você precisa se recompor. Você é o único permitido lá," eu ouço Alice dizendo no meu ouvido. "Por Bella."

Concordei com a cabeça bruscamente e bebi um pouco mais. Quando levanto, eu estou vacilante, mas Jasper é rápido para pegar meu braço. "Tem certeza que você consegue andar?"

"Eu preciso estar lá," eu sussurro, começando a andar em direção ao quarto de Bella. Assim que chego, Kate está parecendo selvagem e louca. "O que há de errado?" Pergunto em pânico.

"Estamos levando-a para a sala de operação. Agora."

"NÃO!" Bella grita enquanto ela é levada para fora do quarto em sua cama.

"Eu sugiro que você fique na sala de espera," Kate diz rapidamente. "Você está branco como uma folha e nós vamos estar focados nela. Nenhuma mão extra para cuidar de você, se você desmaiar perto de nós."

"Mas eu quero..." Eu protesto, indo para o lado de Bella e pegando a mão dela. "Deixe-os fazer o trabalho deles, baby. Eu não quero perder nenhuma de vocês," eu imploro.

"Isso vai acontecer do meu jeito!" ela sussurra. "Eu vou te demitir, Kate, se você me cortar!"

Eu estou no corredor e vejo quando elas rolam para longe, enquanto ela está gritando de dor e jogando ameaças para todos os lados.

A mão no meu ombro me impede de correr atrás delas, enquanto um par de portas se fecha atrás delas.

"Você ouviu a médica."

"Emmett," eu murmuro, fechando os olhos. "Eu pensei que tudo ia ficar bem... mesmo com a iminente nuvem acima que aparece com sua gravidez complicada... agora ela está deixando isso mais difícil."

"O médico vai fazer o que sabe da melhor forma. Vamos sentar. Você está prestes a desmaiar."

"Vou vomitar," eu gemo, agarrando meu estômago novamente.

"Não aqui." Ele me puxa para o banheiro na hora certa para abrir uma porta do box para a parede e vomitar no sanitário. "Cara, você quer que eu chame um médico?"

"Estou nervoso. É só isso," Eu prometo, caindo próximo ao banheiro, rasgando papel higiênico e esfregando minha boca. "Eu não consigo nem pensar em alguma coisa acontecendo com ela."

"Ela vai ficar bem. Assim como o bebê," ele me assegura.

No fundo, eu sei que ele está mentindo. Eu tenho esse pressentimento horrível.

Viro para vomitar novamente. Caralho.

Algum tempo depois, Emmett me ajuda a ir para a pia e eu lavo minha boca, depois nós seguimos para a sala de espera.

Me sento em uma cadeira com os joelhos puxados para cima, agarrando a minha lata Coca-Cola, agora vazia, e olhando para a porta.

Vamos, Kate.

Por que diabos está demorando tanto?

As horas passam e nenhuma notícia.

Quando alguém chama meu nome, eu salto em pé e tropeço para frente, me firmando a tempo. "Sim?" Meus olhos estão voltados para a enfermeira.

"Gostaria de conhecer a sua filha?" sussurra suavemente.

Sinto um sorriso se formando em meus lábios enquanto eu a sigo, atordoado. Ela me leva para uma sala onde há muitos bebês. Ela aponta para a terceira cama da direita. Um pequeno pacote rosa – perfeito.

"Posso entrar?" Eu imploro. "Espere!" Eu grito quando ela concorda. "Como está a Bella?"

Ela olha para o lado, abrindo a porta.

Não.

"Espere," eu peço a ela. "E Bella? Me diga que ela está bem." Meu coração está em minha garganta.

"Meu trabalho era garantir que o bebê ficasse bem. Os médicos estavam trabalhando em sua esposa. Ela perdeu muito sangue."

"Porra, não. Não. Não." Eu caio contra a parede, enterrando meu rosto em meus joelhos.

"Eles estão tentando fazer o melhor. Você tem um nome para o bebê? Vou escrevê-lo em sua identificação e você pode ir vê-la quando estiver pronto."

Minha boca está seca como o deserto. "Kristie," Eu solto. "Kristie Jennifer Cullen."

A enfermeira me dá um pequeno sorriso simpático e desliza pela porta.

Eu não sei quanto tempo passa, mas de repente, eu tenho Alice na minha frente. Ela está enlouquecendo e eu não consigo entender nada.

Eu finalmente me levanto e enxugo minhas lágrimas. "Bella ainda está em cirurgia. E uh..." Eu aponto atrás de mim através da parede de vidro. "Lá está a nossa filha."

"Edward, Bella não está mais em cirurgia," Alice me informa. "Ela está na UTI. Os médicos disseram que isso pode ir para qualquer caminho, ela está em estado grave, mas estável. Tudo depende do seu corpo e o que acontecer durante a noite."

Sentindo uma nova rodada de lágrimas nos meus olhos, eu escorrego dentro da sala atrás de mim e antes que eu possa ir para Kristie, uma mulher salta de uma cadeira me assustando como o inferno. Ela me faz lavar as mãos e usar algum tipo de vestido, então eu posso pegar a minha menina.

Minhas mãos estão tremendo tanto que eu tenho medo de deixá-la cair. Cuidadosamente eu a pego, tomando cuidado com sua cabeça, como a enfermeira me disse para fazer, então eu estou segurando essa pequena pessoa na dobra do cotovelo.

Eu olho para cima e encontro Emmett com uma câmera no outro lado do vidro. Eu sorrio, em seguida, olho para baixo, para a linda menina. Ela está dormindo pacificamente, sem saber que ela talvez nunca possa conhecer a sua mamãe. Sinto uma lágrima correr pelo meu nariz e caindo sobre o pano rosa em torno de Kristie.

"Eu amo você, baby. Vamos orar pela mamãe," murmuro, segurando-a apertada contra o peito. "Eu não sou muito bom em oração," murmuro. Quando eu a movo de novo percebo que ela abriu os olhos - eles já estão escurecendo – eles são do mesmo marrom que os de Bella.

Deus, por favor, deixe-a sobreviver.


OMG quanta coisa nesse capítulo! Casamento, Bella entrando em trabalho de parto e esse drama no final. Será que ela vai ficar bem? O Edward iria pirar se acontecesse o pior.. =(

Querem capítulo domingo? Comentem, porque vocês andam com uma preguicinha de deixar review...

Beijos

xx