CHOCOLATE BROWN AND LEATHER WHIPS

Título: Chocolate Brown and Leather Whips/Marrom Chocolate e Chicotes de Couro
Autora: Krazyk85
Tradutoras: LeiliPattz, Ju Martinhão, Ingrid Andrade, Mili YLJJ, Nai Robsten e Carol Capelari
Beta: Lary Reeden
Shipper: Bella/Edward
Gênero: Dor/Conforto/Romance
Sinopse: O mulherengo, Edward Cullen, muda para sempre quando ele conhece Bella Swan. Quando ela o ignora incansavelmente, ele descobre uma maneira possível de conseguir sua atenção. Ele pode ser o sub que esta Dominadora vai querer manter? - EPDV

Disclaimer da Krazyk85: Stephenie Meyer possui esses personagens, e iria corar se ela soubesse o que eu estava fazendo com eles... Eu não planejo vender essa história para ganho pessoal, mas é apenas diversão.

Disclaimer: A história pertence a Krazyk85, Twilight e os personagens a Stephenie Meyer, e a mim somente a tradução. Aviso que a fic contém cenas de BDSM, se você não gosta desse tipo de leitura, pare por aqui.


Prólogo

(Traduzido por LeiliPattz)

~Minha Senhora~


Minha carne nunca tinha estado tão esfolada, nem meu desejo tão forte. Meus dedos apertaram quando outra picada forte veio do meu traseiro, fazendo meu pau já duro ficar impossivelmente ainda mais duro. O fogo que provocou em mim quando minha senhora entregou sua dor era como nada que eu nunca tinha experimentado antes. Ela era implacável, mas eu ansiava por isso.

Pancada!

"Ugh", um pequeno, gemido calmo escapou dos meus lábios, mas não passou despercebido.

Meus olhos se fecharam enquanto eu esperava a minha senhora me punir. Não importa o quanto à dor pulsava por todo o meu corpo, não importa o quanto isso me fez gemer de prazer, eu não era permitido sob quaisquer circunstâncias fazer qualquer ruído... a repercussão seria forte.

O clique de suas botas de cano alto me alertou de sua aproximação. Meus olhos permaneceram fechados, mas a memória viva de este ser divino estava queimando em meu cérebro, em meu corpo, e, lentamente, em minha alma. As mechas marrons que ela usava em ondas mal cobriam os mamilos duros, e eu queria tanto chupa-los, mas isso era contra as regras minha senhora. Ela me tocou, dolorosamente lento, torturando em suas ministrações, a sensação tanto de seus chicotes, correntes, e qualquer brinquedo que ela usava, geralmente me fazia gozar em minutos, mas nunca me era permitido tocá-la.

Ah, como eu desejava tocá-la...

Esse era o prazer agridoce que minha senhora me dava. Isso era uma sobrecarga sensorial quando ela me amarrava à cama de ferro forjado, expondo a si mesma, os lábios molhados entre suas coxas, seu reluzente corpo curvilíneo, enquanto seus gloriosos perfeitos montes redondos, estariam alçados de prazer quando ela se faz gozar de plena realização enquanto eu assisto... amarrado, e completamente em seu capricho.

Essa era a maior tortura de todas. Vê-la fazer algo que eu só sonhava em fazer. Como eu imaginava cada vez que eram os meus dedos que se enroscaram-se dentro dela, bombeando furiosamente enquanto meu polegar massageava seu clitóris... sim, minha senhora me levava a explosão de cada vez, e ela não tem sequer me tocava.

"O que foi isso que eu ouvi Edward? Isso foi um gemido?" ela ronronou enquanto acariciava minhas coxas nuas.

Eu estremeci.

"Sim, senhora", eu admiti.

Uma mentira seria muito pior do que a verdade; eu não tenho nada escondido da minha senhora.

"Hmm, bem, você sabe o que isso significa, não é?" ela trouxe os pequenos dedos para a cabeça do meu pênis e bateu nele. "Abra seus olhos quando eu estou falando com você!"

Meus olhos imediatamente se abriram e viram que seus grandes olhos castanhos estavam na altura dos meus, um sorriso tímido nos lábios cheios e sedutores. Minha senhora era linda. Ela me chamou a atenção imediatamente, há dois meses no café, e eu não sabia até então, mas sempre a deixei me dominar.

Eu era o seu submisso. Tudo o que ela mandava, eu fazia, sem perguntas. O prazer erótico desta mulher tinha mudado a minha vida mais do que eu poderia ter imaginado...

Pancada!

Ela começou seu ataque brutal, mas intenso em mim, e eu senti meu corpo se aproximando da minha libertação. Era muito cedo. Minha senhora não me deu permissão para gozar, e eu tentei empurrá-lo de volta fortemente, mas seu pequeno dedo entrou no meu ânus, e eu perdi isso.

A força do meu orgasmo foi insano, meu corpo estremeceu descontroladamente enquanto liberei meu sêmen em todo chão de madeira de cerejeira da minha senhora.

Ela não vai ficar feliz...

Quando meu corpo finalmente desceu do meu efeito eufórico, eu abri os olhos e vi minha senhora descontente diante de mim... Eu sabia que a punição seria severa...

"Eu lhe disse para gozar?" ela perguntou, irritada.

"Não, senhora", eu ofegava.

"Qual é o castigo por desobedecer-me?" ela perguntou, quase tortuosamente.

"Trinta chicotadas, e sem jogos por uma semana", respondi, tristemente.

As chicotadas eu faria uma centena de vezes, mas os jogos é o que me pegava. Isso significava que eu teria que ir para casa para minha mundana vida de Edward Cullen, e ela iria continuar dominando algum sortudo filho da puta...

"Errado, meu querido Edward, desde que você me desobedeceu duas vezes esta noite, é o dobro das chicotada e dobro de semanas", ela disse enquanto estendeu a mão e acariciou minhas bolas murchas.

Entrei em pânico. "Duas semanas, senhora? Eu não posso vir em duas semanas!"

Ela deu um passo para trás de mim, enquanto meu corpo pendia inerte no teto. Meus braços estavam atados sobre a minha cabeça, amarrados a um gancho que ela instalou para noites como estas... quando os jogos eram em sessão plena. Eu não poderia ficar sem isso por duas semanas!

Minha senhora estava em visão completa para os meus olhos famintos verem, percorrendo todo o seu corpo. Suas botas de cano alto mostravam suas pernas tonificadas, a camisola que ela usava dificilmente poderia ser considerada lingerie, porque o seus ondulados pelos púbicos castanho chocolate estavam me chamando em voz alta, e seios firmes caçoavam de mim interminavelmente. Ela era uma deusa, e agora seria punido sem ficar com por 14 dias.

"Da próxima vez você vai fazer o que eu digo então, agora, você não vai?" ela cuspiu em mim quando se virou para ir embora.

Mas eu não podia deixá-la ir, eu precisava muito dela. "Não, Bella, não me deixe."

Ela congelou instantaneamente, ficando tensa com as minhas palavras, ela se virou e me encarou com um olhar de desprezo, mas seus olhos nunca me enganaram. Aqueles olhos castanhos quentes me diziam coisas que ela nunca iria dizer, e mesmo quando ela se aproximou de mim, dando um tapa no meu rosto, eu nunca quebrei meu contato com os olhos dela.

"É senhora para você, escravo... isso faz disso três semanas!"

Minha senhora saiu da sala, deixando-me impotente enquanto ela foi para encontrar um de seus estimados chicotes. Minha punição estava prestes a começar... com sessenta chicotadas.


Uma Bella Dominante e um Edward submisso é diferente né? Espero que vocês amem essa fic tanto quanto eu já amo.

E mais uma fic maravilhosa para vocês. Essa fic eu achei nas minhas pesquisadas, comecei a ler e me apaixonei. Necessitava traduzir, quase corri pela casa de alegria quando a autora deixou. Graças a ajuda das meninas que estão listadas no 'tradutoras' será possível ter essa fic uma vez por semana.

Postei hoje o prólogo e SÁBADO eu posto o Capítulo 1, ela vai ficar todo o sábado. A fic tem 49 capítulos (contando o prólogo e epílogo).

Agora me contém o que vocês acharam da fic através das reviews.

Beijos

xx