CAPITULO 2

O dia passa lentamente, e eu até que começo a ser simpático com aquele Gerard ...

-Ei, então hora de ir pra casa, quer carona ?

E então eu respondo.

-Não obrigado, tenho carro...

-Okay, então a gente se vê ..

Entro no meu carro e vou pra casa ouvindo my chemical romance no ultimo volume.

-Frank ? Querido ... ?

-Hm ?

-Precisamos conversar...

Ah cara, chega disso de precisamos conversar meu deus hein, eu não aguento mais essas histórias.

-Não quero conversar.

Subo e bato a porta do quarto, e resolvo ler alguma coisa, pego um livro qualquer e começo a ler, mas pego no sono. A, não posso acreditar, eu sonhei com o Gerard cara, como assim ? E não podia ser pior eu sonhei que eu tava ficando com ele, socorro, porquê eu to tão gay hoje ? Deve ser que ele é a primeira pessoa que me dá atenção desde tudo o que aconteceu, mas deve ser porque ele ainda não sabe né ...

Bom, sabe, eu resolvo ligar pra ele, ele me passou o número afinal ...

-Oi ? Ah... Gerard ?

-Oi ? Ah .. Quem é ?

-Sou eu, Frank.

-Sou burro de não ter imaginado, acredita que você é o único que tem meu numero novo ?

-Hmmmm, então cara, tá afim de sair ?

-Claro, mas eu to com dificuldade pra me localizar ainda.

-Pô, passo ai na tua casa, pode ser ? Passe o endereço

Coloco uma calça preta mais justa com minha blusa favorita, um all star qualquer e vou para casa dele. Caramba, isso não pode ser chamado de casa, isso é uma mansão. Ligo pra ele e ele sai, todo estiloso. Meu Deus, que outro pensamento foi esse ?

-E ai ? Vamos pra onde ? _Diz Gerard ao entrar no carro.

-Vamos para o Beer House. O melhor bar da região.

Chegamos lá e damos de cara com várias meninas lindas, sentamos na bancada e começamos a encher a cara, quando vejo uma menina sentar ao meu lado.

-E ai, gata ?

-Ei.

-Tá afim de que ? Quer uma bebida ?

A garota morde o lábio e me tasca um beijo, claro que retribuo na esperança de levar ela pra cama. Gerard nos olha pasmo e diz que quer ir pra casa. Penso no quão estranho isso pode ser, tem muitas garotas aqui pra ele, e ele quer ir pra casa ? Bom, mas isso não vai me afetar agora, porque eu to com a mina aqui, posso levar ela pra um motel.

-Vamos então. Você vem né gata ?

-Claro.

Deixo Gerard na casa dele e parto com a menina, que se apresentou como Chloe para o motel barato mais próximo.