Normal: narração e fala

Itálico: pensamento

Sora meio

Capítulo 1.

11 horas da manhã. Casa dos Tendo. Era fim de semana, e Ranma e Akane aproveitavam para descansar. Bom, descansar era só modo de dizer, pois Ranma não iria sossegar enquanto não voltasse a ser homem novamente.

Ranma: Kasumi, a água vai demorar muito pra esquentar?

Kasumi: Só alguns minutos, Ranma.

Akane: Ranma, quer parar de reclamar? Nós é que devíamos estar fazendo isso! Esquentar água toda vez que você se molha não é barato, sabia?

Nabiki: Eu concordo. *ouvindo a campainha* Podem deixar que eu abro.

Nabiki foi atender a porta e deu de cara com um rapaz que tinha mais ou menos a idade dela. Ele tinha cabelos castanhos até um pouco abaixo dos ombros e com a franja dividida no meio, olhos azuis, pele clara, corpo sarado e vestia uma camiseta verde por cima de uma camisa preta de manga comprida, calça azul-escura e tênis verdes.

Rapaz: Ah, oi! É aqui que eu posso encontrar Genma e Ranma Saotome?

Nabiki: *corando* S-sim. Nossa, que garoto lindo! É amigo dele?

Rapaz: Sou sim. Posso entrar?

Nabiki: Oh... claro!

Rapaz: *entrando na casa* Valeu, Nabiki.

Nabiki: *surpresa* Como ele sabe o meu nome?

Mesmo surpresa, Nabiki seguiu o rapaz até a sala, onde Ranma e Akane estavam discutindo de novo. Mas todos pararam o que estavam fazendo ao notarem o rapaz misterioso.

Soun: Quem é esse rapaz, Nabiki?

Rapaz: *notando Soun* O senhor deve ser o senhor Tendo. Prazer, eu sou...

Ranma: Sora?

Sora: Sim, foi o que ele, ou ela, disse.

Pro espanto dos presentes, menos de Genma, Ranma levantou-se do chão (estava sentado) e deu um abraço no rapaz Sora.

Ranma: Nossa, eu não esperava te reencontrar tão cedo!

Sora: Confesso que nem eu. Mas consegui seu endereço, então não perdi tempo.

Kasumi: *entrando na sala com uma chaleira* A água quente já está pronta e... *corando* Oh, olá!

Sora: Ahn... oi. *gota* Qual é o problema delas? Já é a quinta garota que cora ao me ver!

Ranma: *recebendo a chaleira com água* Obrigado, Kasumi. *derramando um pouco da água em si mesmo* Como é bom voltar a ser homem. *estendendo a chaleira para Sora* Quer? Ainda tem metade!

Sora: Sim, valeu.

Sora derramou o resto da água quente sobre si e, pro espanto de todos (menos de Ranma e Genma), transformou-se numa menina. Ela tinha cabelo loiro até a cintura, com mechas mais curtas na frente, e era 5 centímetros mais baixa do que sua forma feminina, além de ter um corpo bem curvilíneo. De resto, era igual à sua forma masculina.

Akane: *chocada* Que? Como? Ele é ela?

Nabiki: *olhando Sora da cabeça aos pés* Ei, eu te conheço! Você é a aluna nova de ontem, Sora Wanabe, que entrou na minha classe! Por isso que sabia o meu nome!

Sora: Sim, sou eu.

Soun: Saotome, você e o Ranma a conhecem de onde? *cruzando o sério* Não vai me dizer que é outro casamento arranjado!

Genma: Não, Tendo, ela não é! Nós a conhecemos quando estávamos a caminho de Jusenkyo e ficamos perdidos. Então resolvemos pedir informação, e foi na casa dela que batemos.


Sora: *abrindo a porta* Sim?

Ranma: *corando* Nossa, quem é ela? É muito bonita! Ahn... er... hum...

Genma: Por favor, você sabe nos dizer se estamos perto de Jusenkyo?

Sora: Estão sim, fica a 2 quilômetros daqui. Mas não vão achar o caminho fácil nessa escuridão.

Ranma: E... pode nos indicar o hotel mais próximo?

Genma: *indignado* Ficou maluco, Ranma? Não temos dinheiro pra um hotel!

Sora: Por que não passam a noite aqui? Tem um quarto vago!

Genma: Não queremos incomodar.

Sora: Não é incômodo nenhum! Meus pais estão viajando, e vai ser bom ter alguém pra conversar. Sem falar que eu posso acompanhá-los até Jusenkyo.

Genma: Nesse caso, obrigado.


Sora: Eles passaram a noite na minha casa e, no dia seguinte, eu os acompanhei até Jusenkyo. Mas eu também não sabia que as fontes eram amaldiçoadas, então fiquei chocada quando me transformei num garoto.

Akane: E você culpa o Ranma por isso, não?

Sora: *surpresa* O Ranma? Não, eu não o culpo. *apontando Genma, zangada* Eu culpo ele!

Genma: *indignado* Eu? Por que eu?

Sora: Quando você saltou pra fora da fonte do panda afogado, já transformado, me deu um susto tão grande que eu perdi o equilíbrio e caí na fonte do garoto afogado. Agora, eu não posso nem usar roupas femininas! *estrangulando Genma* A CULPA É TODA SUA!

Nabiki: Não pode usar roupas femininas? Por que não?

Sora: *soltando Genma, mais calma* É mais fácil se deparar com água fria do que com água quente. E se eu estiver usando vestido quando me transformar num garoto, aí já viu, né? Vão ficar me acusando de travesti... ou rir da minha cara. Não importa qual seja: será uma humilhação e tanto. *agarrando o pano da camisa preta* Felizmente, esta camisa é colada no corpo, então não preciso me preocupar com sutiã. *olhando no relógio* Bom, é melhor eu ir. Já é quase hora do almoço.

Kasumi: Por que não fica e almoça conosco? Fiz comida de sobra!

Sora: Se o dono da casa não se importar...

Soun: Você é bem-vinda pra almoçar conosco, senhorita Sora.

Sora: Nesse caso, obrigada.