um brinde aos falecidos

"Sabe, eu não teria acreditado se tivessem me dito que no fim só nós dois estaríamos vivos , bem não em mim pelo menos" Nathan disse em um tom quase entretido, mas não realmente.

"Mas você tinha imortalidade idiota" Kelly respondeu.

"Yeah, tirando isso" ele disse enquanto chamava o bartender para servir mais vodca no seu copo.

Kelly estava considerando a possibilidade de que ter ido para a América de novo tenha sido uma má idéia. E que ter ido ver Nathan definitivamente tinha sido uma. Mas ela tinha ganho um dinheiro na Africa e querendo ou não o bastardo sarcástico era quem ela mais tinha vontade de ver. Então uma viagem de avião, e um número considerável de drinks ela tinha ido procura-lo.

Assim que o seu copo foi enchido Nathan o ergueu e disse :

"Ao falecido. Aos falecidos"

Havia um tom de sarcasmo como sempre mas ela brindou mesmo assim.

"Quem te contou sobre o Curtis ?" Nathan perguntou.

"Seth"

"Seu namorado traficante ?"

"Ex traficante. E você é um maldito golpista de lobby de cassino. Tu n'um tem moral pra julgar ninguém. E quem te falou dele ?"

"Barry. Ele tem me assombrado ultimamente"

Kelly arregalou os olhos e uns cinco depois Nathan começou a rir.

"Você acreditou" Nathan disse ainda rindo "Ele apenas me ligou umas semanas antes dele voltar no tempo"

"Você é um tremendo babaca"

"É parte do meu charme"

"Não, não é"

"Tanto faz. Pelo menos não te impede de querer o meu corpo. Então o ex traficante também é um ex namorado agora certo ?" Nathan disse erguendo as duas sobrancelhas sugestivamente, o que sempre era mais cômico do que sexy.

Ela podia ver tudo : uma semana de ridícula felicidade, uns dias de brigas, terminar e voltar e eventualmente terminar de vez, ele ainda era meio que um babaca, e ele sempre seria um problema. Fatalista, mas sabe esse era problema da Kelly do futuro.

"Yeah"

Obrigada por ler, reviews são sempre apreciadas.