O SOLTEIRO MAIS COBIÇADO

Disclaimer: A história pertence à Lost In Fanfiction, Twilight e seus personagens à Stephenie Meyer, e a mim somente a tradução.

Sinopse: Após anos de privacidade, Edward Masen, um ex-popstar adolescente reaparece como o Solteiro em um reality show. Será que ele vai encontrar o verdadeiro amor ou sofrimento?


Capítulo 41

"Lá estão eles!" Alice diz entusiasmada.

Todos os caras estão lá para buscar as meninas no aeroporto: Edward, Jasper e Emmett.

Alice sai correndo e pula nos braços de Jasper, envolvendo suas pernas ao redor de sua cintura e salpicando o seu rosto com beijos.

Rose caminha lentamente, forçando Emmett ir até ela. Movendo no estilo de Rosalie. Quando ele finalmente chega a ela, ele a pega e balança ao seu redor. Ela bufa em seu peito, fingindo irritação, mas ela é incapaz de esconder o sorriso no rosto.

Edward espreita até Bella propositadamente, com um enorme sorriso no rosto. Ele envolve uma mão atrás das suas costas, pouco acima de sua bunda. Sua outra mão vai para a parte de trás de sua cabeça. Ele a puxa alinhada com o seu corpo e a beija profundamente. O tipo de beijo com promessas e desejos por trás dele.

Quando Edward termina o beijo, os dois estão ligeiramente sem fôlego e com sorrisos idiotas em seus rostos.

"Vamos", Edward diz, pegando sua mão.

Eles pegam as bagagens das garotas e seguem para o estacionamento. Os caras levam suas meninas em diferentes direções.

"Onde eles estão indo?" Bella pegunta.

"Trouxemos carros separados", responde Edward.

"Por quê? Não é tipo meia hora de carro de volta para sua casa?"

"Sim, mas nenhum de nós queria desistir do tempo sozinho com as nossas garotas," ele sorri. "Além disso, vamos jantar com a minha mãe e depois o resto da noite é só para nós."

Eles dirigem em silêncio por um tempo. "O que foi? Você está tão quieta", Edward pergunta com preocupação.

"Hum, eu estou nervosa sobre o encontro de sua mãe," Bella diz timidamente.

"O quê? Não fique. Ela assistiu ao programa e ficou tão impressionada com você. Ela sente como se conhecesse você, porque eu estou constantemente falando de você. E ela já te ama. Além disso, vocês duas falaram ao telefone. Não há nada para ficar nervosa. Eu prometo."

Bella assente, mas não consegue se livrar da sensação em seu estômago. Ela quer que Esme goste dela. Ela quer que Esme pense que ela é boa o suficiente para seu filho. Mas, principalmente, ela está nervosa porque ela não tem esteve perto de muitas mães já que sua própria mãe morreu.

Quando eles param na casa de Edward, Bella está... boquiaberta. Não é só o terreno, é uma propriedade. Tem uma cerca de madeira em torno dela que vai mais longe do que os olhos podem ver. O terreno é rico e montanhoso, com árvores exuberantes e vegetação. Sua casa é uma mansão. Atrás da casa está um celeiro gigante. Edward recita uma longa lista de todos os animais que tem enquanto eles andam para sua casa e sua mãe. Bella percebe os cães correndo livremente e os trabalhadores em torno da moagem. Edward explica que alguns de seus funcionários vivem aqui na propriedade, em algumas das outras construções.

A casa de sua mãe é uma versão menor da mansão de Edward. Ele está muito bem conservada e decorada.

A mãe de Edward, Esme, está na porta antes que Edward a tem totalmente aberta. Ela ignora a saudação de Edward completamente, e faz um caminho mais curto para Bella.

"Bella, é tão maravilhoso finalmente conhecê-la." Ela segura as mãos de Bella nas dela. "Você não tem ideia do quanto este aqui", ela cutuca Edward ", fala sobre você. Sinto-me como se eu te conhecesse a vida toda." Ela a abraça com força.

Bella ainda esta sem dizer uma palavra, mas seus olhos brilham com lágrimas não derramadas. Bella a abraça firmemente. Eles ficam abraçadas por um tempo longo o suficiente para que Edward limpe a garganta para chamar sua atenção.

"Oh, desculpe", Esme disse, enxugando uma lágrima perdida de sua bochecha. "Eu perdi um pouco o controle." Ela lhe dá um sorriso tímido.

Bella a olha diretamente nos olhos, "Eu estou tão feliz por finalmente conhecê-la. Edward me falou muito sobre você também."

"Você é ainda mais bonita pessoalmente do que na televisão", Esme disse enquanto estão caminhando para a sala.

Edward puxa Bella para ele, não querendo compartilhá-la por mais um segundo. "Sim, ela é. Ela é linda por dentro e por fora", ela diz, dando um beijo na testa de Bella.

"Um beijo na testa, assim como seu pai", Esme resmunga quando ela sai do sala para pegar uma garrafa de vinho e três copos.

"Ela é tão doce, Edward, e tão adorável", Bella diz ficando na ponta dos pés para alcançar seus lábios para um beijo rápido.

O jantar com Esme é relaxante e passa rápido demais para todos eles. Bella ama ouvir histórias sobre Edward quando criança tanto quanto Esme gosta de contar. Esme ainda traz alguns álbuns de fotos antigas de sua infância. Bella não está nem um pouco surpresa ao ver o filho lindo e talentoso que ele era.

"Sua mãe é incrível. Ela te ama tanto," Bella diz quando fazem um caminho rápido para a sua casa.

"Ela é incrível. Ela sempre esteve lá para mim, sabe?" Edward diz, até que ele vê a tristeza no rosto de Bella. "Sinto muito. Eu não queria te deixar triste."

"Não, não. Quer dizer, eu sinto falta da minha mãe e eu sentia falta de ter ela lá quando eu precisava dela ao longo dos anos, mas eu nunca iria querer que você ignorasse a sua mãe apenas para que eu não ficasse desconfortável."

"Há o suficiente dela para satisfazer nós dois. Eu vou compartilhar." Aquelas palavras de Edward não poderiam ser mais verdadeiras.

~x~

Edward mostra a Bella sua casa e quintal. É incrível. É tão grande como as mansões que se hospedaram durante o programa. Bella ama tudo, mas acima de tudo, o quarto principal e o banheiro. Onde ela espera passar a maior parte do fim de semana, só ela e Edward.

Enquanto ela está perdida em pensamentos, Edward chega por trás dela e beija seu pescoço. "Você gostou disso? Esperei muito tempo para ter você aqui. É algo que eu estava querendo há meses." Ele puxa sua camisa. "Você está com muita roupa", ele respira. Ela pode sentir sua ereção contra sua parte inferior das costas, ela reflexivamente empurra para ele.

"Deus, eu quero você. Ter você aqui na minha casa, no meu quarto, é muito..." ele a vira e afirma com sua boca na dele. Seu beijo é necessitado e cheio de desejo.

Ele faz o trabalho rápido na remoção de suas roupas, deixando-a apenas de sutiã e calcinha. Ele a leva para o pé da cama e a coloca deitada, espalhando-a em seu edredom.

"Você é tão bonita", ele diz, beijando-a no pescoço. "Você parece tão boa na minha cama. Posso te beijar... em todos os lugares?" ele pergunta entre beijos que estão se movendo para baixo em seu corpo.

"Sim", ela concorda. "Por favor."

Ele arrebata a parte superior do seu corpo com beijos. Ele lambe, morde e beija os ossos do quadril, desce pelas pernas e vai até suas coxas. Ela tenta ficar parada, mas é incapaz de esconder a sua necessidade.

"Por favor, Edward. Toque-me," ela geme quando ele chega perto de seu centro pulsante.

"Você cheira tão bem", ele diz, inalando seu aroma levemente enquanto lambe onde ela mais o quer. Seus quadris sobem para fora da cama, na esperança de mais, mais toque, mais qualquer coisa. Ele está deixando-a louca de desejo.

Edward coloca as mãos sobre as coxas dela, tentando segurá-la no lugar. "Você tem um gosto ainda melhor do que o cheiro", ele diz eroticamente, lambendo-a mais profundamente. "Eu poderia viver com isso, com você."

Ele a lambe e chupa, aplicando gradualmente, mais pressão. Quando a língua toca o clitóris, ela estremece. Ele a leva mais alto, mais perto do êxtase a cada passagem de sua língua.

"Não pare, ahhh, tudo bem. Sua língua... ahhh", ela arfa. Ela rompe com suas habilidades orais de especialista, gemendo seu nome.

Ele beija o seu caminho de volta até seu corpo. Ela sente a sua necessidade, forte e duro do seu lado quando ele se inclina sobre ela para beijá-la na boca.

"Isso foi... sem palavras", ela diz, sem fôlego.

Ele ri: "Eu planejei satisfazer."

"E você fez, muito bem", ela diz, enquanto rola de costas e senta em seus quadris.

"Eu acho que, eu devo a você um pouco de amor", ela diz, arranhando com as unhas em seu peito.

"Você não me deve nada, baby. Isso foi o meu prazer, eu gostei quase tanto quanto você", ele sorri.

Ela se inclina para beijar seus lábios, seu centro quente e úmido, deslizando suavemente em seu comprimento duro. Ele ofega com o contato inesperado. "Oh, tão perto baby. Eu quero tanto estar dentro de você."

Ela começa lentamente, esfregando sua ereção, circulando o clitóris com a cabeça de seu pênis e deslizando de volta para a base.

Ambos sabem, com um giro dos quadris ou um impulso, eles estarão conectados. Conectados de uma maneira que eles tanto anseiam.

"Eu estou perto, baby", ele geme, empurrando para cima para ficar ainda mais perto dela.

"Eu quero ver você deixar ir", ela diz, acelerando seus esforços.

"Ahh, Beeellllllllllaaaaaa", ele suspira quando goza em jorros em seu estômago.

Ela acalma seus movimentos sobre ele enquanto ele se recupera de seu orgasmo. Ela senta-se e admira o seu trabalho, o que ela fez com ele. Ela mergulha o dedo no seu esperma e prova dele, o gosto deles juntos.

"Nós somos bons juntos", ela sorri, batendo em seus lábios.

"E você, minha mulher sexy, é perigosa," ele sorri de volta. "Agora saia para que eu possa me limpar e abraçar a minha namorada."

"Namorada, huh?" ela pergunta divertida, enquanto se move ao lado dele na cama.

"Se você vai me ter", ele diz sobre seu ombro enquanto vai para o banheiro, dando-lhe uma visão perfeita, sexy, masculina, da parte traseira de seu namorado. Bella grita e cai de costas na cama.

"Isso é um sim?" ele grita do banheiro, claramente se divertindo com a reação dela.

"Claro que sim!" ela grita de volta. "Volte depressa, namorado."

Ele caminha de volta para o quarto, ainda nu, desliga as luzes e sobe na cama, puxando Bella perto dele. "Que namorada exigente", ele sussurra em seu cabelo enquanto eles adormecem um no abraço do outro.


A Esme é uma fofa né? s2 Esses dois sozinhos são um perigo, mas também são uns lindos s2 s2

Obrigada pelas reviews meninas! Continuem comentando, que não falta muito pro fim

Beijos

xx