Disclaimer: Naruto pertence a Masashi Kishimoto; Bound to love? pertence à Maydrei. Todos os direitos reservados.

Autora: Maydrei

Tradutoras: FoxI, Kahli Hime e SamyUchiha.

Betareader: Bela21

Classificação: T - Gênero: Romance - Casal: Gaara/Sakura.

Sinopse: Como Gaara e Sakura vão sobreviver ao tempo em que literalmente se vêem presos um ao outro? Bem, ter que dividir o apartamento com certeza será um chamariz de confusões. Mas o que acontece quando uma "fome" inexplicável toma conta de Gaara e, bem, não é exatamente "de comida" que estamos falando aqui… ::Tradução ::


Bound to Love?

Capítulo 1

Traduzido por K hime

Betado por Bela


Sakura passou a mão pelo cabelo, franzindo a testa pelo suor e todo o calor que sentia. O treino de hoje havia sido duro, Naruto pegou pesado com ela. Eles tinham acabado de terminar, e agora ela não sabia o que fazer. Naruto disse que havia prometido ao Kiba fazer alguma coisa com ele, então Sakura ficou se perguntando com o que deveria se ocupar pelo resto do dia. Já estava ficando escuro lá fora, então não havia muitas opções.

Pensou em visitar Kakashi ou Ino, mas nenhuma das opções realmente parecia lhe apetecer no momento. Kakashi provavelmente já escapara do hospital e quem poderia imaginar o estado de humor de Ino. Então, pôs-se a caminhar pela Vila, incerta de onde estava indo. Logo se viu no mercado e encolheu os ombros, por que não comprar algo para seu apartamento? Continuou o caminho entre as barracas e lojas, buscando pela mercadoria perfeita. Fitou o céu, imaginando quão pequeno o sol parecia daqui.

Mas depois esbarrou em algo e foi derrubada.

Caiu muito feio, gemendo pela sua desgraça, olhando para cima em seguida. Congelou no mesmo instante.

Havia caminhado até uma rua deserta, bem, quase deserta. Gaara a fitava intensamente e Sakura se esforçou para esconder o próprio terror. "Hn". Gaara fez uma careta e se afastou, movendo-se na direção oposta.

Foi então que… Do nada, um homem vestido de preto saltou de um telhado e caiu na frente de Gaara, fazendo-o recuar e esbarrar em Sakura. Ela o viu e tomou posição de combate. O ninja se jogou em Gaara e o shinobi da Areia se abaixou, lançando a mão ao ar, areia sendo invocada em direção ao atacante.

Sakura sentiu algo por trás de si e girou, vendo outro ninja vestido de negro rapidamente fazer alguns selos de mão, algo que parecia um jutsu complicado. Ela deu um passo para trás e bateu novamente em Gaara, que não se moveu sequer um centímetro. Uma substância esverdeada em forma de cordão apareceu e fora lançada na direção dela. Sakura gritou e levantou as mãos, mas quando a substância colidiu consigo, a kunoichi não sentiu nada. O jutsu não lhe infligira dor qualquer.

Em vez disso, sentiu um fluxo leve, como uma pressão percorrer-lhe o corpo inteiro, seguido por um rosnar súbito de Gaara; ela sabia que ele estava sentindo a mesma coisa. Sakura sacou suas armas, lançando shurikens atrás de kunais em direção ao alvo, acertando-lhe o ombro. Gaara manipulava sua areia com uma expressão assassina no rosto. Ao fazê-lo, o outro ninja correu em sua direção.

Como se por mágica, Kakashi apareceu numa nuvem da fumaça, golpeando, certeiro, uma ninja inimiga, levando-a ao chão. Pressionando uma kunai sobre a garganta da mesma, fitando-a sério. Gaara deixou sua areia recuar e soltou um suspiro profundo. Sakura estava ocupada demais examinando se havia qualquer vestígio do jutsu que lhe haviam acabado de aplicar, mas não encontrara nada.

"Quem te mandou?" Kakashi exigiu. A mulher misteriosa apenas sorriu e atacou-o em um ponto cego, fazendo Kakashi rolar de cima de si. Antes que qualquer um deles pudesse reagir, ela desapareceu em uma nuvem de fumaça.

"Sensei!" Sakura correu para o seu lado, mas parou, do nada, caindo para trás. "Que diabos?!" Sakura conseguiu recuperar o equilíbrio e se recompor.

"Qual é o problema?" Kakashi perguntou.

"Eu não sei...", ergueu as mãos e colocou-as a sua frente. Logo notou, havia uma barreira praticamente invisível rodeando-lhe o corpo. Sakura rosnou e golpeou a tal barreira, mas tão logo o fez, a barreira lhe golpeou de volta. Uma dor latejante percorreu-lhe o punho imediatamente. Estremecendo pelo efeito, puxou a mão de volta e esfregou-a freneticamente.

Gaara se aproximou, parando ao lado dela e levantou a própria mão - apenas o que aparentemente lhe fora permitido. Então lançou um olhar estranho para Sakura e deu um passo a frente - e nada o golpeou de volta. Sakura cautelosamente estendeu a mão, e, tocando o nada, saltou para a frente. Nada aconteceu. Seu rosto ficou vermelho ao notar que tanto Gaara quanto Kakashi lhe enviaram um olhar esquisito. Sakura fitou o próprio punho e viu que a vermelhidão e a dor ainda estavam lá.

"Sakura, tem algo errado?" Kakashi perguntou.

Ela o ignorou e andou para frente. Um passo... dois... e a cada passo que dava, Sakura começava a se sentir muito tola, mas de repente aquela "força invisível" estava lá de novo, apenas dez metros de distância de Gaara. Sakura deu alguns passos para trás, em seguida, pulou para frente e bateu novamente contra uma parede invisível, com bastante forca. Ela foi arremessada para trás e caiu de costas no chão. Kakashi levantou-se e rapidamente chegou o lado dela.

Gaara a observara calmamente, balançando a cabeça em desgosto. Mas apenas alguns passos e parou. Sentira uma sensação dolorida percorrer-lhe o corpo, virando-se para Sakura em seguida. "O que diabos está fazendo? Não consigo me mover."

"Oh, não."

Ambos se viraram para Kakashi. Ele suspirou e balançou a cabeça. "Eu ouvi falar desse jutsu... Sakura, que cor era aquela coisa que te jogaram?"

"Verde, por quê?"

Rosnou, desviando o olhar de Sakura para Gaara. "Vocês não vão gostar disso... este é uma espécie rara de jutsu... e, bem, é difícil de quebrar."

"O que é?" Sakura perguntou com a voz afiada.

Kakashi suspirou. "Esse jutsu liga duas pessoas num laço de curta distância, quanto mais forte for o ninja que o realizou, menos espaço existe entre as duas pessoas que receberam o jutsu."

"O que quer dizer com "liga"?" Gaara exigiu.

"Quero dizer que vocês dois só podem andar apenas alguns passos de distância um do outro. Se tentar ir mais longe que isso, vão acabar presos no lugar."

"E quanto tempo irá durar?" Sakura sussurrou.

"Até que a pessoa que realizou o jutsu o libere ou até que ela morra."

"O QUE?" Sakura gritou.

"Isso não pode ser possível", Gaara grunhiu.

Eu não posso ficar presa com um assassino por tanto tempo! Vou estar morta antes mesmo da hora do jantar! Sakura lutou contra a onda de pânico que lhe surgiu.

Gaara fez uma careta e se lançou para frente, mas foi, sem surpresa alguma, lançado para trás. Ele se recuperou rapidamente e caiu de pé, recomposto. Uma carranca esboçava no rosto enquanto caminhava em direção à Sakura.

"Matá-la não vai quebrar o jutsu." Kakashi advertiu.

Gaara hesitou e Sakura engoliu em seco. Não importa o jantar, ela não iria viver pela próxima hora!

Então Gaara continuou caminhando em direção a Sakura, abaixou-se, pegando-a como um saco de batatas, lançando-a por cima do ombro. Ela gritou e protestou, mas Gaara calmamente retomou a caminhada. Kakashi manteve-se tranquilo, pegando Sakura do colo do ruivo, carregando-a agora ao estilo "recém-casados". "Onde está pensando em ir com ela?"

"Voltar para minha Vila."

"Eu não vou com você!" Sakura gritou. Gaara enviou-lhe uma carranca.

"Gaara, por que não fica aqui em Konoha? Pelo menos até descobrir quem foi o ninja que fez isso. Assim que o fizer, eu vou mandar uma equipe e trazê-lo de volta, ou, se resistir, matá-lo."

"E o que é que vamos fazer até lá?" Sakura exigiu.

"Aprender a lidar com o fato", disse Kakashi, pondo-a no chão, desaparecendo em uma nuvem de fumaça.

Sakura fitava o chão no momento. Isso não estava acontecendo. Isso não estava acontecendo! Não, não, não, não, não!

"Vamos," Gaara disse, já se afastando. Ela sabia que discutir com ele não levaria a nada de bom, por isso, relutantemente o seguiu.

"Pra onde?"

"Comida".

Sakura balançou a cabeça e o seguiu. Ficaram em silêncio enquanto caminhavam, e ela notou que muitas pessoas nas ruas o fitavam e depois para ela. Por que ela estava com este assassino?

Gaara a levou para o Ichiraku e sentou-se, rapidamente pedindo uma tigela para si. Sakura pediu outra, ainda imersa em pensamentos. Se ficariam presos um ao outro, ela teria que ser cuidadosa. Já estava pisando em terreno perigoso. Quando seus olhos cruzaram, rapidamente desviou o olhar. Ele a encarava intensamente neste momento.

"O-o quê?"

"Onde você mora?"

Ela franziu a testa, percebendo quão perto estavam e estariam durante todos os momentos. "Em um apartamento... é tipo, bem pequeno..."

"É claro", resmungou. "Olha, se vamos ficar presos", disse com autoridade, " terá que seguir algumas regras. Nunca toque em mim."

Feito, eu não quero tocar em você de qualquer maneira.

"Não fale comigo."

Você não é exatamente o tipo de pessoa com quem gostaria de conversar mesmo.

"E o que eu digo será lei."

Certo... isso vai ser um problema.

Mas Sakura permaneceu em silêncio, apreciando seu rámen. Sentiu os olhos de Gaara sobre si e tentou ignorar o fato. Assim que terminou, Gaara afastou a tigela. Colocou o dinheiro sobre o balcão e partiu, Sakura logo atrás de si. Tentou correr até o próprio apartamento, tentando evitar quaisquer perguntas de curiosos.

Mas, claro, isso não deu certo. Tão logo chegou às escadas, a voz de Naruto soou alto. "Sakura, hey! Porque não...!".

O loiro parou de repente e Sakura estremeceu, sabendo o que lhe tinha feito interromper-se de súbito. Gaara estava atrás dela, com os braços cruzados.

Naruto tinha uma expressão confusa na face "Sakura...?"

Ela decidiu agir como se nada estivesse errado. "O que?"

"Err ... quem é que esta atrás de você?"

Como se ele não soubesse. "É o Gaara."

Naruto a fitou como se ela fosse louca. "Oh, sim. Por que ele esta aqui?"

"Por que não?" Gaara perguntou. Naruto piscou em vista a resposta brusca, observando boquiaberto o ruivo passar o braço em torno da cintura de Sakura. Ela ficara tão surpresa quanto ele, e chocada demais para protestar, ao sentir-se ser levada escadaria acima em direção ao apartamento. Deixando um Naruto apavorado e chocado para trás.

Depois de alguns passos, Gaara tirou o braço da kunoichi.

"O que foi isso?" Sakura exigiu.

"O que foi o que?" Ele perguntou, parecendo entediado.

"Por que colocou o braço na minha cintura?" Perguntou, o rosto corando.

"Você não estava se movendo", respondeu, continuando a subir as escadas. "E obviamente não gostou quando eu te carreguei mais cedo."

Ela suspirou exasperada e o seguiu apartamento adentro.

.

.

continua

.

.


N/T:

Yahhhh, galera, e ai, curtiram o primeiro cpt dessa Gaasaku?

Nah, eu acho que vcs vao adooooorar o desenrolar da trama ;D

.

Bom, flores, quem gostou, nao custa comentar ;)

E quem quer acompanhar, basta acionar o botaozinho "Follow"

.

Agora sim, vamos a umas apresentacoes de um povo super fofo que esta entrando aqui no perfil das Tradutoras:

Conhecam nossas novas meninas, a FoxI e a SamyUchiha :D

Elas sao duas mocinhas tradutoras que estao comecando com a gente a selecionar, analisar e traduzir um montao de materiais bem legais pra voces!

Entao gente, abracem as meninas, pois elas sao umas lindas, ne ;D

FoxI, Samy, sejam mais que bem vindas ao TradutorasPontoCom!