N/A : Isso é muito creepy até mesmo pros meus padrões.

Não Olhe

Ele diz a si mesmo para não olhar.

O menino tinha os olhos dela, Hook tinha notado isso antes mesmo de saber de sua identidade, de sua ligação. Ele tinha o olhar dela também, isso ele só foi notar ao ensiná-lo sobre os princípios básicos de navegação, não era apenas o tom de verde, tinha um pouco de fogo por trás daqueles olhos, não só uma certa fome por liberdade, mas muito mais por algo melhor do que tinha visto anteriormente, algo que melhor que o universo tinha decidido lhe dar para começar.

Ele as vezes até tenta achar algum traço do pai do garoto, mas tudo que conseguia ver era ela de novo e de novo, no sorriso quando vê algo interessante longe na maré com os raios de sol atingindo a sua pele , ou as vezes sorrindo diretamente para ele quando tem uma boa mão nos jogos de cartas com os outros marinheiros, ou quando o consegue surpreender com algum movimento enquanto treinam com espadas. Era uma bela visão de um jeito que era perigoso.

Ele tenta não olhar.

Ele costumava pensar que poderia vir a ser um novo pai para Baelfire, um bom pai, então era mais do que perturbador encontrar em si mesmo o potencial para ser o pior tipo de pai possível.

Obrigada por ler, reviews são sempre apreciadas.