SEGREDOS, MENTIRAS E LÍDERES DE TORCIDA

Disclaimer: A história pertence à karencullen2007, Twilight e seus personagens à Stephenie Meyer, e a mim somente a tradução.

Sinopse: Uma transferência de trabalho leva Edward de volta para sua cidade natal e reacende sua amizade com Charlie. Depois de ser apresentado à filha de Charlie, Isabella, um fogo inflama dentro de Edward no momento em que ele a vê em seu uniforme de líder de torcida. Será que ela vale a pena todos os segredos e mentiras?


Capítulo 14 - Pumas e Gatinhas

Isabella teve uma agenda muito ocupada, assim como Edward. Ela estava treinando mais e mais com a equipe, já que elas tinham o Campeonato Nacional chegando na Flórida, em breve, além de todo o trabalho de casa que ela tinha para suas aulas de AP*. Edward estava ocupado com a papelada, assim como estava conseguindo todas as autorizações necessárias para o clube.

*AP: A Advanced Placement é um programa nos Estados Unidos, criado pelo College Board que oferece estudos de nível universitário e exames para alunos do Ensino Médio.

Ele se encontrou com Jasper em mais de uma ocasião e eles olharam os papéis do local e passaram pelos blueprint* finais e agora eles sabiam exatamente onde tudo estava indo para ficar. Jasper sugeriu também que eles se encontrassem neste fim de semana e falassem mais sobre quem Jasper sentiu que seria a pessoa certa para o trabalho. Edward concordou e convidou Jasper para a casa de seus pais, porque seus pais estariam viajando no fim de semana.

*Blueprint: O blueprint é um tipo de suporte utilizado em desenho técnico para projetos de arquitetura, engenharia ou design.

Edward ainda estava de pé ao lado de sua mesa quando ele ligou para Isabella e disse-lhe para não fazer quaisquer planos para este fim de semana já que eles iriam estar juntos durante ele todo.

"Oh, e traga sua amiga Alice. Meu amigo Jasper vai estar aqui e bem..." pela primeira vez, Edward fez uma pausa, sem saber como a palavra em seus pensamentos poderia sair sem soar como se ele quisesse usar Alice como uma distração para que ele e Isabella pudessem ter algum tempo a sós.

Isabella respondeu antes que ele pudesse continuar, "Sim, eu vou levar Alice. Alguma coisa está acontecendo com ela de qualquer maneira. Acho que ela tem um namorado secreto que eu não conheço."

"Ah, é mesmo?" Edward perguntou, um pouco divertido com a franqueza de Isabella. "Bem, então vocês devem tem algo em comum, huh? Isso com todo o sigilo acontecendo."

Isabella sorriu ao telefone. "Eu acho que você tem um ponto aí. Escute... eu tenho que ir. O sinal tocou para a aula, então eu vou falar com você mais tarde."

"Ah, sim. Eu acabo esquecendo que a minha Isabella é uma menina de escola malcriada", ele disse em um tom de flerte.

"Sim, bem... meu Edward é um homem safado e pervertido, talvez você deve encontrá-lo em algum momento." Isabella flertou de volta.

"Touché, minha pequena. Certo, eu falo com você depois." Edward desligou, assim como Isabella e ambos estavam sorrindo.

Porra, sua voz sempre me excita; ele pensou, quando de repente uma voz chamou sua atenção.

"Olá Edward. Você está feliz em me ver?" Tanya ronronou enquanto ficou ali olhando para sua virilha. O duro que ele estava ostentando depois de falar com Isabella ao telefone tinha chamado a atenção de Tanya. Ela estava se tornando a amargura da existência de Edward.

Merda! Ele pensou enquanto olhava em sua direção. "Tanya, o que você está fazendo aqui? Não temos uma reunião agendada para esta semana."

"Na verdade, não. Mas eu não acho que precisava de uma reunião, Eddie", ela ronronou enquanto caminhou até Edward, esfregando as mãos para cima e para baixo no seu peito, enrugando a sua camisa branca no processo.

Edward abruptamente tirou as mãos que ela tinha enrolado ao redor de seu pescoço enquanto ele rejeitava seus avanços, mais uma vez.

"Tanya, quando é que você vai entender o recado que eu não quero mais você?" Ele estava com a voz tensa de raiva enquanto falava.

"Edward, eu acho que seu corpo diz o contrário", ela respondeu antes de pegar seu pênis através de suas calças e apalpando-lo.

Porra! Por que ela não pode simplesmente me deixar em paz já? A semi-ereção era para Isabella e não ela, mas ele não podia dizer que Tanya.

"Tanya, eu lhe disse repetidas vezes que eu não estou no clima para os seus jogos malditos. Você e eu estamos terminados. Acabou! Não há como voltar atrás", ele disse com firmeza fazer contato visual com ela.

Tanya olhou para Edward. Ela estava além de irritada. "Então por que diabos o seu pau está em pé? Com quem você estava falando ao telefone antes, quando cheguei aqui?"

"Isso não é da sua fodida conta, Tanya. Já ocorreu a você que talvez eu tenha encontrado alguém?"

"Ah, é mesmo?" Ela gargalhou. "Desde quando Edward Cullen tem uma namorada? Quero dizer, pelo tempo que eu te conheço, você ficou longe de relacionamentos."

Ela estava certa em um retrospecto. Edward não tinha estado em um relacionamento durante anos, pelo menos desde a faculdade de qualquer maneira. Mas não era da conta dela com quem ele escolhia estar, porque eles não eram nada mais do que colegas de trabalho, ele já não era seu amante, e eles nunca foram amigos.

"Isso pode ser verdade Tanya, mas eu encontrei alguém que eu gostaria de estar e embora seja um relacionamento novo, eu realmente quero ver onde isso vai. Isso é algo que eu nunca desejei com você." Ele simplesmente disse a ela.

"Bem, saiba disso... eu não vou desistir, Edward. Sei que fomos feitos para ficar juntos." Ela saiu de seu escritório, em um acesso de raiva.

Edward balançou a cabeça e desabou em sua cadeira. Boa viagem, ele pensou, enquanto continuava a arrumar os papéis em sua mesa.

A semana de descanso passou muito rapidamente enquanto Edward continuou a reunião com os empreiteiros e obteve cotações para passar por cima com Jasper neste fim de semana. Embora ficar ao orçamento era importante, essa era a qualidade do trabalho. Ele deve ter as autorizações, até ao final do mês e para que então pudesse começar a construir.

Isabella e Alice tinha praticado ao mesmo tempo que o time de futebol, e Alice lembrou ao Jake que ele e Isabella se separaram e por uma razão muito boa, também. Enquanto Jake balançou a cabeça concordando com a afirmação de Alice, ele ainda queria Isabella de volta. Ele disse a Alice que ele não estava desistindo e ela respondeu de volta que ele estava perdendo seu tempo. Isso não resolveu nada, mas esperava que Bella iria dirigir o aviso a Edward.

Era sexta-feira e Edward finalmente estava indo encontrá-la em um parque próximo. Isabella contou aos pais que ela e Alice teriam uma conferência da Torcida e não voltariam até domingo na hora do jantar.

Emmett estava muito ocupado com sua namorada, Rose, para perceber a mentira que disseram, porque ele estava animado para passar o tempo com ela. Sua carga de aulas e treinos estavam tomando um pedágio em cima dele.

Edward parou ao lado do carro de Alice estacionado. Saindo, ele viu a distância Isabella e Alice conversando nos balanços. Ele pensou que Isabella parecia tão adorável hoje. Ela estava com uma blusa azul que abraçou suas curvas com shorts de corte baixo, e seu cabelo estava preso em tranças novamente. O sonho de cada homem se tornando realidade.

"Olá, senhoritas. Alice, obrigado por fazer isso por nós." Edward olhou diretamente para Isabella enquanto ele falava.

A respiração de Isabella parou quando viu Edward. Ele usava uma camisa branca com uma jaqueta de veludo preto e tinha uma leve barba para fazer. Isabella só queria lamber seu rosto bem ali.

Alice sorriu para Edward e disse: "Por nada. Eu também estou ansiosa para conhecer o seu amigo neste fim de semana."

Isabella se aproximou de Edward, ficou na ponta dos pés e estendeu-se para um beijo. Ele o fez feliz.

Edward ajudou Isabella a entrar em seu carro esportivo Aston Martin. Tinha sido extremamente caro, mas ele realmente gostava da sua potência e velocidade. Ambos acenaram para Alice quando ela entrou no carro e seguiram de volta para sua casa.

Isabella e Edward ficam de mãos dadas enquanto ele dirige para a casa de seus pais. Quando parou ele percebeu que Isabella parecia nervosa.

"Você está bem, querida?" ele perguntou.

"Sim. Você tem certeza que seus pais saíram? Quero dizer, eles poderiam voltar, certo?"

Edward sorriu e tranquilizou-a. "Isabella, eles saíram hoje cedo. Meu pai tem algum tipo de conferência médica que ele foi obrigado a participar. Minha mãe não queria que ele fosse sozinho, de modo que ela o acompanhou. Estamos sozinhos, exceto por Alice. Agora vem, vamos entrar."

Ele pegou as coisas dela do porta-malas do carro de Alice e eles foram até a porta da frente. Depois que ele abriu a porta, Edward pegou as malas e a escoltou para dentro.

Ele largou as malas e tirou o casaco. Ele ficou apenas com sua camisa Bella engasgou quando viu o seu corpo tonificado através da camisa quase transparente.

Droga, ele parece tão bom! Por que ele está comigo? Eu não tenho ideia, mas uau, pensou Isabella.

Ele tinha ouvido Isabella quando ela engasgou e olhou para ela. "Ha algum problema, Isabella?" ele perguntou franzindo a sobrancelha.

Mal encontrando seus olhos, ela disse: "Não... Não na verdade."

Ele não estava convencido por sua resposta, então caminhou até ela, invadindo completamente o seu espaço pessoal. "Por que não estou convencido, Isabella? O que há de errado? É estar sozinha aqui comigo? Você está tendo segundos pensamentos sobre nós?"

"Edward... Eu gosto de estar com você. Eu só não entendo por que você está comigo. Quero dizer, olhe para você. Você é bonito e muito bem desenvolvido, eu poderia acrescentar, então por que eu? Você poderia ter qualquer mulher que você quisesse", ela disse olhando em seus olhos. Ele realmente não podia acreditar que ela pudesse ver o quão impressionado com ela ele estava.

"Isabella, eu vou ser direto com você. No começo era luxúria, tenho que admitir que, num primeiro momento eu realmente só queria você pelo seu corpo. Mas quanto mais eu comecei a conhecê-la, mais feliz eu estou com você. Sinto-me tão incrivelmente atraído por você, como uma mariposa para a luz. Lembra quando nós nos tocamos pela primeira vez? Apertamos as mãos em sua casa pela primeira vez e houve a faísca entre nós, eu nunca senti esse tipo de conexão com ninguém além de você. E enquanto o sexo é ótimo, é mais do que isso, eu desejo tudo sobre você agora. Isso responde a sua pergunta?"

Ela assentiu reconhecendo o que ele disse.

"Então porque eu não mostro a Alice o seu quarto e, em seguida, nós podemos nos trocar para o jantar. E sim, eu vou cozinhar. Você sabe onde é o meu banheiro."

Ela fez o que lhe foi dito. Ele foi para a cozinha, preparando o jantar, enquanto Isabella tomou banho. Depois do banho rápido, ela desligou a água e pegou uma toalha para secar o cabelo Estava tão absorta em pensamentos, que não tinha percebido que Edward estava olhando para ela. Quando ela olhou para o espelho, ela engasgou, surpresa ao ver seu reflexo.

Ela se virou para ele e ele pegou a toalha que estava enrolada em volta do seu pescoço. Puxando-a na direção dele, eles gemeram em um sussurro, "Porra, você parece tão… maldição, tão boa toda molhada."

Com isso, ele puxou a toalha com mais força, trazendo-a para perto dele enquanto sua boca encontrou a dela rudemente, beijando-a, o que lhe custou o último pedaço de seu auto-controle.

Parou para afastar os lábios e ele disse: "Deus, Isabella, eu nunca quis ninguém tanto quanto eu quero você. O jantar pode esperar, eu quero a sobremesa primeiro. Além disso, não é como se Alice não pudesse apenas encontrar tudo sozinha."

Ele rosnou e empurrou-a contra a porta do banheiro, seus dedos rapidamente encontram o seu caminho em seu calor úmido. Ela estava lisa e pronta para Edward, como sempre. Edward enfiou seu pau duro em sua boceta molhada, fazendo-a gemer com a necessidade...


Essa Tanya é um abuso, que diabos de mulher insuportável! Algo me diz que ela ainda vai dar um problemão na vida deles... E esse final, aiai como que a autora para ai? É maldade LOL

No próximo vamos ter uma surpresa!

Obrigada pelas reviews

Beijos

xx