Simples Prazeres

Castiel sabia que em teoria não deveria ser fácil assim.

Qualquer tipo de atração que acontecesse entre anjos e demônios deveria fazer com que os envolvidos sentissem doses massivas de culpa e grandes crises existenciais, principalmente na parte celestial do casal.

Mas na pratica aquilo acabou se revelando muito diferente dessa teoria. Flertar com Meg Masters não fazia com que ele sentisse culpa, o que era bem estranho porque nos últimos anos havia se acostumado a sentir culpa quanto a todas as outras coisas. E a idéia de vir a tornar esses flertes em algo mais físico parecia bem mais divertida do que a maioria das coisas que ele pensar em fazer, simplesmente beijar uma pessoa que por um motivo que ele não conseguia entender ele gostava, e se surpreender ao encontra-la o beijando de volta.

Era fácil de um jeito que nenhum dos seus outros relacionamentos atuais era. Era bom de um jeito que o fazia pensar que podia vir a se acostumar com isso.

Obrigada por ler, reviews são sempre apreciadas.