-Mel?-A voz veio baixa aos seus ouvidos.

-Ele...-Melissa sussurrou,levantando-se,mas não se virando para encarar James.

-Eu sinto muito,Mel.Eu tentei impedi-lo,mas não deu.-Os ombros da jovem tremeram e o garoto sentiu um aperto no coração.Não gostava de ver a irmã assim,na verdade,jamais vira a irmã assim.Para ele,sua irmã mais velha era o exemplo de força,teimosia e inteligência.

-Bem,agora é tarde.-A ruiva murmurou.James aproximou-se mais dela e a abraçou por trás.Era mais alto que a irmã,apesar de ser mais novo.

-Talvez se a gente voltar à escola e perguntar ao Draco,ele saiba para onde ele foi.-James sentiu o corpo de Melissa enrijecer,sob seu abraço,diante da possibilidade.-Vamos,antes que dêem por nossa falta.

Perguntar a Draco o paradeiro de Brian provou-se ser uma tarefa inútil.O homem apenas sabia que o filho iria para a América do Sul,o que causou mais dor a Melissa ("tão longe!" havia dito),mas não sabia para que país,ou para qual parte,ele iria.

Melissa retornou a sala comunal em desânimo e encolheu-se a um canto dessa silenciosamente e lá ficou.Os primos e irmãos olharam para a jovem,com pena,tentaram ajudar,mas de nada adiantou.Depois de ficar duas horas,sentada naquela sala,quando bateu onze da noite,Melissa levantou-se e foi em direção ao quadro da entrada.

-Aonde vai?-Indagou Tiago.

-Dar uma volta,o clima aqui dentro está me sufocando.

-Quer companhia?-Ofereceu Matt.A ruiva sorriu para o irmão.

-Não,prefiro ir sozinha.

Melissa caminhou pelos corredores desertos da escola,sem se importar se toparia com alguém e entrasse em detenção.Por sorte,ela não topou com ninguém,até chegar aos jardins de Hogwarts.A jovem continuou caminhando até alcançar a orla da floresta,mas não se limitou apenas à orla,entrou floresta adentro.Poderia dizer que conhecia aquele lugar muito bem,pois todos os seus testes de animago foram lá dentro,e ela já estava acostumada ao local.Parou em uma clareira,recostou-se em uma árvore,fechou os olhos e suspirou.

Não soube quanto tempo ficou ali,mas um barulho chamou a sua atenção e ela abriu os olhos rapidamente,em alerta.

-Não me assuste desse jeito.-Falou,ao ver que quem estava na clareira era o garanhão branco que conhecera no início do ano.O animal aproximou-se dela e roçou seu focinho contra uma bochecha dela.Parecia detectar a tristeza da jovem.

-Ele foi embora...-Sussurrou ao cavalo,acariciando a sua cabeça.-Ele foi embora e nem olhou para trás.Eu o magoei,talvez mais do que ele tenha me magoado.

O animal afastou-se,confuso.

-Ah,você não sabe de quem eu estou falando.Falo do Brian o meu...-Ela abaixou a cabeça e fungou.-...o homem que eu amo e que perdi.

-Verdade?

Melissa levantou a cabeça e deu um salto,de um palmo,do chão.

-Bri…Bri...Brian?Mas como?Onde está o cava...-Foi quando ela percebeu.-...Era você?O tempo todo eu falava com você?

O rapaz assentiu.

-É verdade?

-O quê?

-O que você disse.Que me ama.

-Eu...Você não foi embora?

-Eu fui,mas no meio do caminho eu mudei de idéia,porque uma águia havia me abordado na estação de Londres e me dito que você foi atrás de mim na estação.

-Águia?-Bem,segundo seus conhecimentos,Melissa sabia que nenhum de seus irmãos se transformava em uma águia.Tiago era uma pantera,James conseguira se transformar em um belo lobo.Mas quem era essa águia que abordou Brian?

-Prisma sabe ser muito persistente quando quer.

-Pris?-Agora a menina estava chocada.Prisma,a senhora respeitadora de regras,era um animago ilegal?!

-Rapidamente aparatei com ela,de volta a estação.Mas você não estava lá.No entanto...um gato me disse,quando eu cheguei ao castelo,que você havia saído para dar uma volta.

-Gato?

-Matt.

-Mas que é isso?Festa de animagos?Eu falei para o James não abrir a boca em relação a Matt!

Brian sorriu.

-Então...eu vim procurar a minha raposa.

-Eu não sei o que dizer...

-Diga novamente o que você tinha dito,diga que me ama.-Ele aproximou-se dela,segurando seu rosto com ambas as mãos.

-Eu...eu...eu te amo.-Melissa disse o que estava entalado em sua garganta,desde que Brian aparecera.

-Eu estou perdoado?

-Bem,quanto a isso,leva tempo.Vai levar tempo para eu ter completa confiança em você,novamente.

-Eu não me importo.Espero a eternidade se for preciso,desde que você esteja ao meu lado.-Ele fechou a distância entre os dois e a beijou.

Quando quebraram o beijo Melissa resmungou.

-Mas se você me der um outro susto como esse de "estou indo embora para sempre",eu te mato,eu juro que te mato.-Ela o mirou,irritada.Brian sorriu abertamente e a menina desconcertou.Ele era maravilhoso quando sorria.

-Não se preocupe...-Disse divertido.-...da próxima vez,quando eu sumir,te seqüestrarei e você sumirá junto comigo.

-Não é má idéia.-Ela sorriu e o abraçou,o puxando para outro beijo.

* * * * * *

-Águia?-Melissa ergueu uma sobrancelha para a prima.

-Bem,você não havia me tido que se transforma em uma raposa.Por que eu teria que dizer também?

-Gato?-A ruiva virou-se para Matt.

-Bem,não era lá o que eu queria,mas tem suas utilidades,me enfio em qualquer buraco.James me ensinou.E também é bom para fugir do Filch,ele nunca vai desconfiar de um gato rodando pelo castelo,ao contrário de uma pantera ou um lobo.E acima de tudo uma raposa ruiva!

-James o que eu disse sobre...

-Não resisti.

-Quantos de vocês estavam envolvidos nessa minha reconciliação com o Brian?-A garota virou-se para os parentes,e todos ergueram as mãos.Todos os seus primos e os seus irmãos.

-Bem...a idéia foi da Claire,que percebeu que vocês estavam cometendo um erro.-Falou Tiago.-Anne e Marie conversaram com Henrique,para saber o que ele achava da relação de vocês dois,precisávamos ter certeza de que o que fazíamos era o certo.Claire conversou com Brian e Ligia.Jonny deu umas opiniões que não serviram de nada.

-Ah,mas eu tentei ajudar.

-Tem razão,eu gostei da idéia que você teve de trancá-los em um armário e deixá-los lá até se entenderem.-Retrucou Arthur.

-Bem,idem para o Arthur.-Falou Tiago.-Ryu e James foram à estação falar com Brian.Quando viu que ele havia ido embora,Ryu veio voando,literalmente,para o castelo.James ficou lá,caso você aparecesse.Ryu falou com Prisma,que por transformar-se em águia,conseguiria voar para alcançar o trem,mais rápido.Prisma alcançou Brian,ele voltou,falou com o Matt e aqui estamos nós.

-Ah que ótimo.Quando essa família se reúne para fazer algo,não há quem possa escapar.Mas mesmo assim...-Melissa sorriu aos parentes,dentro da Câmara de Gryffindor.-...obrigada.

-De nada.-Falaram todos em coro.

-Mas,só mais uma coisa.Quem mais aqui é um animago ilegal?

Todos levantaram as mãos,e a ruiva suspirou.

* * * * *

Ligia rabiscava rascunhos e mais rascunhos nos montes de pergaminhos que iam se acumulando sobre a mesa.Como os NIEM's haviam chegado tão rápido?Talvez fosse pelo fato de que o ano havia sido tão agitado,que nem percebera que ele passara tão rápido.Um barulho a sua frente lhe chamou a atenção e ela levantou os olhos do que fazia,para olhar o novo integrante da mesa.

-Devo parabenizá-la pelo seu trabalho.-Fernando falou,com um sorriso.

-O quê?-Ela ergueu uma sobrancelha em confusão.O jovem grifinório deu a volta na mesa e sentou-se ao lado dela.

-Bem,apesar de terem ocultado isso,informações vazaram e agora toda Hogwarts sabe.

-Sabe o quê?

-Como o quê?A ruiva esquentada da grifinória voltou as boas com o ex-sonserino iceberg.

-Não fale assim do Brian.Ele não é tão frio.

-Tem razão,o Alaska o vence no quesito frieza.

-Escuta...-Ligia fez uma carranca.-...não vou ficar aqui ouvindo você insultar meu melhor amigo.

-Melhor amigo?-Fernando franziu as sobrancelhas e depois fez beicinho.-Pensei que eu fosse o seu melhor amigo.-Disse com um muxoxo.

Ligia desfez a carranca diante desse ato tão fofo,em sua opinião,vindo do garoto.Passaram bons tempos juntos,desde aquele dia em que ele a abordou na biblioteca,e a morena estava começando a achar que ele fora o principal motivo de as últimas semanas terem passado tão rápido.

-Mesmo assim,Brian também é meu amigo e eu não gostaria que um amigo meu insultasse meu outro amigo.

-Então eu sou seu amigo!-Fernando desfez a face tristonha e abriu um grande sorriso.

-Sim.-Ligia sorriu de volta.-Mas que história é essa de me dar os parabéns?

-Bem,sei que você deu um empurrãozinho para a reconciliação deles.Devia ver a cara da Mel,parece pinto no lixo de tão feliz que está.

-Parece,então,que eu fiz a coisa certa.

-Com certeza.

-Mas agora estou sozinha.-Murmurou,lembrando-se desse fato.Concordara consigo mesma que nunca se lamentaria de ter deixado Brian partir.Às vezes fraquejava nessa decisão,outras vezes não se arrependia,só de ver o rosto entusiasmado do loiro.

-Sozinha?Me sinto ofendido.O que eu sou então?Vento?Hei...-Fernando fez gestos largos,como se chamasse à atenção de alguém ao longe.-...olha eu aqui!

Ligia sorriu,e às vezes esquecia-se de tudo quando estava ao lado de Fernando.

-Certo,eu não estou sozinha,eu tenho você.

-Muito melhor agora.E você ainda vai me ter,porque eu vim te falar que estou te levando ao baile de formatura.

-Me levando?Você não deveria saber se eu quero ir com você,primeiro?

-Mas eu sei que você quer.

-Como pode saber?Leu a minha mente por acaso?

-Hah!Você acabou de dizer que quer ir comigo.-Ligia piscou em confusão.-Quando disse que eu li a sua mente.-Fernando esclareceu.-Isso significa que você já pensava em ir comigo.Só coloquei isso em palavras.

-Mas...você é impossível.-Ela deu um tapa no braço dele,risonha.

-Eu sei...e é por isso que você me ama.-Ele ficou sério de repente e sem avisar lhe deu um beijo.Ligia congelou sob aqueles lábios macios,e vários pensamentos rodavam com fúria em sua mente,mas no momento,a mente dela foi predominada pelo seu corpo que instintivamente retribuiu o beijo.Quando esse acabou,Fernando recolheu o seu material e levantou-se.

-Te pego as sete no dia do baile.-E saiu,sem ao menos dar tempo de Ligia processar o acontecido,ou retrucar.

* * * * * *

-Por que você me arrastou até aqui?-Brian resmungou,enquanto via Ligia desfilar para ele em um belo vestido de baile.

-Quero uma opinião masculina.O que achou da minha roupa?

-Bem...

-Você pode dizer,se eu te impressionar,impressiono a qualquer um.

-Você quer me impressionar ou impressionar um certo grifinório?-Brian sorriu maliciosamente e Ligia violentamente.

-O que você sabe sobre isso?-Disse defensiva.

-Muitas coisas.

-Como?

Brian se calou,não podia contar a jovem que andara vagando com Melissa,debaixo de uma capa da invisibilidade e com um mapa mágico,pela noite em Hogwarts a procura de um lugar para ficarem a sós.Um lugar que não fosse a sala do rapaz,um lugar romântico.E muito menos poderia dizer que,através do mapa,descobrira um certo encontro que Ligia tivera com um certo garoto grifinório.

-Segredo.

-Segredo?Aposto que tem o dedo da Potter nisso.E por falar em Potter...-Ligia olhou em seu relógio.-...você tem que se encontrar com ela em cinco minutos na torre de Astronomia.

-Como é?

-Bem...ela me disse para lhe dar esse recado.-Ligia sorriu maliciosamente.Melissa preparara uma surpresa para Brian,e pedira a jovem que o segurasse por uns momentos,enquanto preparava a surpresa.Depois de tudo,mesmo com as brigas e desavenças,no fim as duas se tornaram boas amigas.O que Brian considerava um perigo,ex-namorada e atual juntas,como amigas,em seu conceito,nada de bom poderia sair dali.

-Oras,vocês duas armaram isso,não foi?

-Três minutos.Sabe como ela detesta atrasos.

Brian levantou-se rapidamente,saindo do dormitório,sob as risadas de Ligia.

* * * * * *

Por que a torre de Astronomia era tão longe?E por que tinha tantas escadas?Quando finalmente conseguira alcançar o topo,o loiro percebeu que a sua pressa de nada adiantou,pois a porta estava trancada.

-Ah não,deve ser brincadeira.-Mal tinha acabado de falar e a porta abriu-se,sozinha.

Brian entrou na torre,que era iluminada pela lua que resplandecia pelas janelas,acompanhada pelas estrelas,e viu-se em meio de várias velas que flutuavam pelo aposento,dando mais luz ao local.Ao centro da sala havia uma pequena mesa,preparada para dois,e ao lado dela,no chão,um grande cesto de palha cheio de mantimentos.Ao longe se podia ouvir a música que tocava no salão,na festa dos formandos.

-Mel?-Chamou,e sua voz ecoou dentro da sala.

Das sombras surgiu uma figura vestida com uma roupa de época,com os cabelos ruivos em cachos e um sorriso maroto na face.Melissa,através de Ligia,descobrira que Brian adorara o vestido que ela usara no baile de Natal,embora esse nunca tenha dito isso em palavras.Mas a morena havia notado o olhar que ele lançou a ruiva,embora esse não soubesse que Ligia havia percebido isso.

A jovem caminhou até ele,elegantemente,e parou a poucos centímetros dele,o sorriso alargando-se ainda mais.Ao longe,como se fosse algo combinado,a mesma música que tocara no baile de Natal,começou a tocar.

You left me with goodbye and open arms

A cut so deep I don't deserve

You were always invincible in my eyes

the only thing against us now is time

-Agora sim está certo.

-O que está certo?-Indagou Brian.

-Tudo.Quando eu coloquei esse vestido pela primeira vez,eu achei que algo estava errado.

-E o que era?

-Eu não o tinha colocado porque gostava dele,ou o achava bonito ou queria impressionar o Henrique.Eu o tinha colocado,porque queria impressionar você.

-Fique feliz,funcionou.-Brian sorriu.

-Que bom.-Melissa estendeu uma mão a ele.

Chorus

Could it be any harder to say goodbye and live without you,

Could it be any harder to watch you go, to face what's true

If I only had one more day

-Dance comigo.Brian "Senhor do Gelo" Malfoy

-Com todo prazer.Melissa "Dama do Fogo" Potter

Os dois abraçaram-se e deixaram seus corpos serem guiados pela música.

No salão principal,a mesma coisa acontecia com Ligia e Fernando,que entre cada passo trocavam um beijo ou outro.

I lie down and blind myself with laughter

A quick fix of hope is what I'm needing

And now i wish that i could turn back the hours

But i know i just don't have the power

-Me perdoe Melissa,por tudo.-Brian sussurrou em sua orelha.

-Você já me pediu tanto perdão,Brian,que vai valer por gerações.

-Eu sei,mas não custa insistir.

-Sabe,-Melissa sussurrou de volta,como se falasse mais alto quebraria tal momento.-quando fomos naquele parque,durante as férias,uma cigana me disse que isso aconteceria,mas também me disse que o tempo curaria a dor e que você me amava,não importasse o que acontecesse.

-Verdade?Talvez devêssemos coloca-la no lugar da Sibila.

Melissa riu.

Chorus

Could it be any harder to say goodbye and live without you,

Could it be any harder to watch you go, to face what's true

If I only had one more day

Melissa e Brian sentiram seus corpos ficarem mais leves e aos poucos,seus pés deixarem de tocar o chão.Mas para eles,o momento era tão especial,que eles não se importaram com o fato de que estavam flutuando a um palmo do chão.

I'd jump at the chance

We'd drink and we'd dance

And I'd listen close to your every word,

As if its your last, I know its your last,

Cause today, oh, you're gone

-Melissa?

-O quê?

-Eu te amo.

A jovem sorriu,contra o ombro de Brian,onde a sua cabeça estava apoiada.Agora sim essa frase não soou errado aos seus ouvidos.Porque além de vir de quem ela queria,também era de quem ela mais amava.E depois disso,depois dessa noite de estrelas,lua e levitação,nada mais poderia ser mais perfeito.Nada mais poderia ser mais mágico.

Chorus

Could it be any harder to say goodbye and live without you,

Could it be any harder to watch you go, to face what's true

If I only had one more day

Like sand on my feet

The smell of sweet perfume

You stick to me forever,baby

and I wish you didn't go,

I wish you didn't go

I wish you didn't go away

To touch you again,

With life in your hands

It couldn't be any harder

Fim.

Daphne

Certo.Por que eu repeti a mesma música que coloquei em outro capítulo da fic?Simplesmente que por culpa de Ligia,eu comecei a amar essa música,e ela é linda,e como a própria Li diz,ela combina perfeitamente com os dois.Bem gente,obrigada a todos que leram essa fic e deixaram seus comentários,adorei.Antes que me perguntem se haverá outra saga dos Herdeiros,eu respondo,não sei.Minhas idéias esgotaram-se e estou me dedicando a outras fics agora.Quem sabe,futuramente,role algo.Mas oficialmente é o fim dessa saga.Espero que tenham gostado mesmo.Beijos.

Ligia

Bem, quando eu escrevia Fics, meus agradecimentos sempre saiam Enormes...Eu ainda não acho que deveria escrever agradecimentos, afinal, a parte "pesada e braçal" ficou toda com a  Daphne...Mas mesmo assim, vamos Por Partes: Primeiramente eu gostaria de agradecer a Daphne, por ter feito meu "sonho" virar realidade... Eu AMO um Drama... E eu queria muito um Drama com "Os Herdeiros", e um belo dia começamos a conversar e eu dei a idéia e, Graças a Deus hehehehe, ela gostou, e resolveu escrever a Fic... E claro, também devo agradecer o fato que eu sou uma das personagens!!!! Então, Da, Brigadão, ela não poderia ter saído mais perfeita do que ela saiu! E Olha que dessa vez nem teve ameaças de Morte. hehehe =P

Bem, em segundo lugar, gostaria de agradecer o Bruno,a Nana,  o Fernando, e as luxuria's principalmente Nely e Xãn, que me agüentaram falar por vários e vários dias seguidos, várias e várias vezes seguidas que eu ia ser personagem de uma história, etc, etc,,etc. A Simone, que leu os dois primeiros capítulos, e por minha culpa, ela ainda não leu o resto. Ah! Claro, a todos vocês que leram a Fic, e que me xingaram um monte,espero que vocês tenham gostado tanto quanto eu gostei, muito Obrigada, e viram??? Eu não era TÃO megera assim!!!! =)